Tag Archives: Sci-fi

Novo jogo de tiro traz aranhas, fantasmas e bolhas telepáticas alienígenas

A Bethesda vai lançar seu novo jogo de ficção científica em maio, para PC, PlayStation 4 e Xbox One. Prey traz um protagonista em primeira pessoa armado para enfrentar alienígenas com poderes variados, como pode ser visto no vídeo promocional mais recente, logo abaixo.


© Bethesda

Apesar de ser um jogo de tiro, o título também parece contar com uma trama complexa, com conspirações e experimentos em seres humanos. Confira um trecho de Prey:


© Bethesda

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Mais um para a lista “parece interessante, mas só fico sabendo uma semana antes do lançamento”, apesar do prazo ser um pouco maior dessa vez. Os trailers velhos trazem alguns bons elementos conspiratórios, não muito óbvios acima, insinuando sem muita sutileza que o protagonista passou por um experimento ligado aos alienígenas.

Por falar nas criaturas, achei-as meio decepcionantes. Três variedades de sombras pretas se contorcendo e movendo-se rapidamente? Não vai ficar meio cansativo depois da primeira hora? Se eles ganham um pouco mais de variedade tanto em visual quanto em estratégia mais tarde, deviam deixar isso claro – ficou a impressão que será um longo desfile de gosmas pretas fantasmagóricas. Ectoplasma preto.

Mas o resto da qualidade gráfica está realmente impressionante, tanto nos cenários quanto nos objetos – a transformação das aranhas ficou ótima, apesar de meio imbecil.

Título rejeitado: Já não existe um jogo com esse nome?

Fonte: Videogamer.com

Tagged ,

Ghost in the Shell garante boas imagens

A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell chega aos cinemas na semana que vem, e a divulgação do filme está publicando vários vídeos promocionais. Confira abaixo mais trechos da produção, bem como cenas dos bastidores e uma propaganda do próprio vilão da trama, Kuze.





© Paramount Pictures

Scarlett Johansson protagoniza essa versão americana da franquia Ghost in the Shell, também conhecida no Brasil como Fantasma do Futuro. Enquanto a trama original trazia uma equipe japonesa de agentes de segurança enfrentando terroristas e criminosos especializados em alta tecnologia, a adaptação mudou a nacionalidade da maioria dos personagens, transformando-os em uma equipe internacional.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Não concordo ou me importo com as críticas sendo empilhadas contra o filme quanto a mudar a “raça” da protagonista, como deixei meio subentendido no parágrafo acima. Transformaram todo mundo, além de aparentemente terem incluído uma mulher (!) a mais na equipe, algo inédito nos animes e filmes – o manga ainda estou consumindo, lentamente, então não sei.

Mas uma pequena fala nos vídeos acima, especificamente do diretor que parece ter caído de algum caminhão antes de assumir esse emprego, confirma a minha impressão quanto ao filme: “juntamos várias cenas icônicas do anime e criamos uma narrativa ao redor delas”, resumindo.

Ou seja, vá assistir já esperando um belo espetáculo visual, algo deixado claro pelos trailers, mas sem muita coerência ou sentido. Mais ou menos como os primeiros filmes animados.

Fonte: Coming Soon

Tagged

Seriado de ficção científica ganha mais 13 episódios

O seriado The Expanse vai ganhar uma terceira temporada no canal americano Syfy. O programa é uma adaptação da série de livros de ficção científica de mesmo nome, já em seu sexto volume, e aparentemente inéditos no Brasil. A história se passa alguns séculos no futuro, e trata de uma conspiração ameaçando a Terra, a colônia em Marte e os habitantes de um cinturão de asteroides.


© Syfy

O protagonista é interpretado por Steven Strait, líder de um pequeno grupo de sobreviventes de um cargueiro espacial destruído em um ataque misterioso. São utilizados como propaganda pelos conspiradores que desejam iniciar uma guerra entre as três forças humanas, enquanto tentam desvendar a origem de uma perigosa arma biológica. Thomas Jane, nome mais conhecido do elenco, é responsável por outra linha narrativa da trama, que eventualmente cruza com a principal.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Gostei muito da primeira temporada, disponível no Netflix. Assisti a coisa toda (10 episódios) em apenas dois finais de semana, algo que geralmente reservo às parcerias Marvel/Netflix. Enquanto The Expanse não tem o mesmo ritmo ágil e com poucas repetições que nem essas outras, conta com uma boa trama e alguns atores se divertindo muito em seus papéis, principalmente o detetive perdedor do Thomas Jane e o mecânico sociopata do Wes Chatham.

O protagonista não é tão forte quanto esses dois personagens, e, francamente, no material de divulgação parece que está quase dormindo ao falar sobre a série, mas não chega a atrapalhar. Os demais personagens não causam muita impressão, apesar do grande tempo que recebem em tela – a personagem da Shohreh Aghdashloo tem somente uma excelente sequência, quando manipula um casal de personagens, mas fora isso está deslocada demais do resto da trama – talvez cresçam mais na segunda temporada, atualmente sendo exibida.

Apesar de falar tão mal, ainda vou recomendar o programa. Não é como se tivéssemos muitas opções de ficção científica na TV, de qualquer jeito.

Fonte: Blastr

Tagged

Jogo veterano ganha novo visual em abril

Full Throttle é o próximo adventure clássico a ganhar uma versão para os tempos atuais. O jogo foi lançado originalmente pela LucasArts nos anos 90 e trazia um líder de gangue de motoqueiros como protagonista, em um futuro desértico e pós-apocalíptico. A mecânica do jogo é simples, basta clicar e arrastar objetos na tela para interagir com eles e dar continuidade à trama, resolvida principalmente por meio de animações.

Mad Max com humor
© Double Fine Productions

A versão para PC está em pré-venda no site Gog.com por R$ 22,39, e deve ser lançado no dia 18 de abril. De acordo com a divulgação do jogo, toda a arte foi recriada a mão em alta resolução, e o áudio remasterizado.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Apesar de ter gasto várias horas clicando e assistindo outros clicarem, acho que nunca joguei Full Throttle. Se me lembro bem, acho que tínhamos apenas o demo, adquirido na época em que revistas de jogos existiam aos borbotões em bancas de revistas e sempre traziam CD-ROMs como brindes (sentiu-se velho agora?).

Ficamos empacados em um dos puzzles e por um tempo estávamos em dúvida se o treco estava corrompido ou simplesmente não sabíamos resolver. Depois de alguns dias, ou meses, acho que passamos pela cena e descobrimos que o demo acabava poucos segundos depois. Extremamente divertido, apesar das dificuldades!

Vou comprar esse remake, mas não imediatamente. Se há uma coisa que descobri acompanhando o GOG por alguns anos, é que eventualmente todo jogo na minha lista de desejos acaba sendo vendido com 80% de desconto, nem que seja por um dia apenas. Enquanto isso vou apenas esperar, e ir jogando os outros vinte títulos que comprei nessas mesmas condições.

Fonte: Gog.com

Tagged ,

Jogadores de Starfinder serão oficialmente organizados

A editora de jogos Paizo anunciou que irá lançar o programa Starfinder Society Organized Play em agosto, durante a convenção Gen Con. A iniciativa ajuda jogadores do novo RPG de mesa Starfinder a encontrar grupos casuais em lojas de hobbies e outros espaços públicos. Graças a um manual específico de regras, ainda mais restritas que no próprio jogo regular, qualquer pessoa pertencente ao programa pode sentar em uma mesa e começar a jogar imediatamente.

Explorando o espaço, uma vez por mês
© Paizo

Starfinder é uma variação do popular RPG de mesa Pathfinder, levando os elementos clássicos de fantasia para o futuro e o espaço. Goblins dividem espaço com alienígenas e magos disparam bolas de fogo a partir de naves espaciais. O Organized Play terá início com três cenários (aventuras que duram cerca de quatro horas), um pacote de missões (ainda mais curtas) e um especial para os personagens prontos, chamados pela empresa de icônicos, representantes de cada classe. A partir daí vão publicar um cenário novo por mês.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Nunca me aprofundei no Pathfinder Society Organized Play (apesar de ter comprado e mestrado vários cenários de modo não-oficial) devido às restrições enormes que aplicam, cortando até material dos próprios livros básicos. Como usuário e fã de material compatível, me sentia sufocado com as opções diminuídas – apenas 40 classes oficiais, sendo que tenho mais de 100 não oficiais.

No momento continuo direcionando meus esforços em RPG para o Interface Zero 2.0, produto compatível com Pathfinder mas ambientado em um futuro cyberpunk, sem magia. Os criadores do material já afirmaram que vão lançar adaptações para deixá-lo compatível com Starfinder também, mas imagino que as diferenças vão se resumir a naves espaciais e alguns armas alienígenas, estas últimas bem raras em conteúdo cyberpunk.

Infelizmente estão bem atrasados na produção, e não duvido que irão acabar lançando seu manual básico após Starfinder, o que talvez ofusque um bocado a iniciativa. Muitas empresas estão planejando material compatível para o jogo novo (se não se mudaram completamente para D&D), e vão acabar sendo mais uma opção entre dezenas. Até o momento apenas um produto compatível está disponível até agora, Starjammer, e mantém uma boa posição no ranking de vendas.

Vou comprar o Starfinder, claro, mas só me verei obrigado a jogá-lo se o IZ 2.0 atrasar além de agosto. Espero que não – nada contra a Paizo, obviamente, mas prefiro Blade Runner a Star Wars.

Fonte: Paizo

Tagged ,

Novo desastre ambiental com toque futurista

Gerard Butler e Abbie Cornish protagonizam o novo suspense de desastre climático Geostorm, com lançamento previsto para outubro deste ano. O longa se distancia do gênero ao incluir um elemento de ficção científica: um satélite que controla o clima terrestre é o culpado pela tragédia, ao parar de funcionar corretamente e criar catástrofes impossíveis.


© Warner Bros

Também estão no elenco Ed Harris e Andy Garcia, este interpretando um presidente, possivelmente dos Estados Unidos. A direção é de Dean Devlin e Danny Cannon, com roteiro do próprio Devlin e Paul Guyot. Os três têm no currículo principalmente trabalhos em televisão, mas o primeiro listado também produziu alguns filmes de Roland Emmerich.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Parece uma continuação de O Dia Depois de Amanhã, com elementos adicionais ao mero congelamento instantâneo do hemisfério norte. Vão precisar fazer muito mais que isso na divulgação para provar que há alguma coisa inédita nesse filme, que vale a pena ir até um cinema assistir. Pelo vídeo parece apenas mais barulhento e bagunçado que os últimos três ou quatro títulos do gênero – só faltou um monstro gigante.

O satélite hackeado/sabotado é um toque interessante, mas provavelmente vai ser apenas utilizado como propaganda contra o aquecimento global criado por humanos. Algo no estilo “não adianta buscar soluções tecnológicas, precisamos abandonar totalmente o petróleo e parar de reproduzir para salvar a mãe-terra”. Consigo sentir o discurso ideológico escondido nas entrelinhas, pronto para ser esfregado na cara do público incauto querendo apenas ver um monte de explosões.

Até o Andy Garcia como presidente parece ser um ataque ao Donald Trump.

Título rejeitado: O Dia Depois de Amanhã 2 – No Espaço

Fonte: Blastr

Tagged

Possível vilão se junta ao novo Star Trek na TV

Star Trek: Discovery, a nova série da franquia Jornada nas Estrelas, adicionou Jason Isaacs ao elenco, como um capitão de nave espacial. O ator, conhecido por interpretar vilões, se junta a Michelle Yeoh (O Tigre e o Dragão) e Doug Jones (Hellboy), bem como um grupo variado e pouco conhecido de atores.

32947115880_0949373922_z
© Sony Pictures

O programa deve sair ainda este ano, após vários adiamentos e substituições nos bastidores. De acordo com sinopses ainda não-oficiais, a trama se passa uma década antes da época do Capitão Kirk.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Lembro quando anunciaram esse programa, com o Bryan Fuller encabeçando tudo e totalmente entusiasmado. Desde então adiaram o lançamento do início do ano para “este ano” e o Fuller se desligou completamente ou quase, e ainda não soltaram um único vídeo do elenco fazendo qualquer coisa ou sequer usando o uniforme – como é um prelúdio da série original, nem precisam fazer muita maluquice, apenas algo parecido, talvez um pouco mais incômodo.

Temos alguns vídeos conceituais pelo menos, mantendo o velho padrão Star Trek, de um futuro limpinho e organizado, com suas naves de formato peculiar. Mas enquanto não lançarem o primeiro trailer genuíno não temos ideia de como vai ser o tom do programa, gastos com produção, cuidados com figurino e cenário, quantidade de alienígenas feitos de maquiagem vs de computação gráfica. Tudo em aberto ainda.

Títulos descartados: Socialismo continua funcionando bem no espaço; Socialismo espacial recruta mais um camarada.

Fonte: Bleeding Cool

Tagged

Um e-book grátis sobre “duendes” do subsolo

A editora Phoenix Pick está distribuindo este mês o e-book Duende Meadow, de Paul Cook. Na trama, um grupo de sobreviventes se isolou no subterrâneo após uma guerra – 600 anos mais tarde, os descendentes dessas pessoas, transformados em “duendes”, resolvem visitar a superfície e encontrar a luz do sol pela primeira vez.

Esses duendes parecem normais demais
© Phoenix Pick

Para baixar uma cópia gratuita, basta ir até a página http://www.phoenixpick.com/botm/Cook.htm, clicar na opção Add to Cart, reduzir o preço para zero dólares, clicar no Checkout, preencher um formulário de nome e email, e selecionar um formato para a leitura. A promoção é válida até o final do mês.

Na mesma página também é possível comprar outros oito livros do autor pelo preço reduzido de US$ 7 dólares, e ainda adicionar duas obras Terence M. Green, sobre um policial em um futuro próximo, elevando o preço total para US$ 8,50 por 10 títulos.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Cook é provavelmente o autor mais distribuído pela Phoenix Pick em todos esses anos que mantém a promoção. Para se ter uma ideia, tenho a maioria desses oito livros dele, justamente dados em meses anteriores. E também reconheço os livros do Green, tenho pelo menos um deles – pelas frases elogiosas parece que se tratam de obras cyberpunk, não fazia ideia.

Vou tentar comprar apenas os que não tenho ainda, ver se é possível manipular esses bundles da Phoenix Pick. Não li nada do Cook ainda, mas as colunas de resenhas curtas dele na Galaxy’s Edge eram sensacionais.

Fonte Phoenix Pick Newsletter

Tagged

Blame! vai devastar quilômetros em maio

A nova versão animada de Blame!, mangá de Tsutomu Nihei, ganhou mais um trailer e uma data oficial de lançamento: 20 de maio. O filme chega aos cinemas japoneses e ao serviço de streaming Netflix ao mesmo tempo.


© Polygon Pictures

A história se passa em um futuro distante dominado por formas de vida artificiais de todo tipo, aonde o protagonista Killy procura um ser humano com um tipo específico de gene que pode salvar o mundo.

O mangá está sendo publicado no Brasil pela editora JBC, estando atualmente em seu segundo volume.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Achei que era uma série animada, mas agora parece que será apenas um longa. E pelo jeito a única coisa que não foi feita em CGI são os rostos, mas posso estar enganado quanto a isso. Apesar de tudo, ainda parece bem razoável – gostaria que a arma dele fosse mais barulhenta, mas podem ter suavizado isso no trailer.

Comprei o primeiro volume de Blame! junto com o volume único de Ghost in the Shell, ambos lançados recentemente pela JBC. Como não consegui ler nenhum ainda, não peguei o segundo volume, apesar de, olhando por cima, a qualidade do impresso estar muito boa. Tentarei destruí-los ambos neste feriado, ou pelo menos o Blame!. Se minha impressão atual do mangá for tão boa quanto da primeira vez que o encontrei na década passada, continuarei a comprá-lo.

Acho que ainda é cyberpunk, mas cruza um pouco demais a fronteira entre distopia e cyberpunk. Toda obra cyberpunk pertence a um mundo distópico, mas que ainda pode ser reconhecido como o nosso – no caso de Blame!, foi modificado demais para se identificar qualquer semelhança, fora a presença de humanos e algumas estruturas sociais. Mas os robôs e as armas são sensacionais.

Fonte: Anime News Network

Tagged

Astros encabeçam pequeno horror espacial

Chega aos cinemas no mês que vem o filme Vida, produção de horror e ficção científica protagonizada por Jake Gyllenhaal e Ryan Reynolds. Os dois integram uma equipe de cientistas na Estação Espacial Internacional investigando amostras de uma forma de vida marciana, que logo se mostra hostil.


© Sony Pictures

O roteiro é de Rhett Reese e Paul Wernick, dupla responsável pelo sucesso de bilheteria Deadpool, e a direção de Daniel Espinosa, de Protegendo o Inimigo e Crimes Ocultos.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

A divulgação do longa está incrivelmente ativa, para um produto que parece não ter potencial para continuações ou sequer grandes bilheterias. Apesar do elevado poder aquisitivo de seus protagonistas, filmes de horror não tendem a coletar dinheiro com a mesma facilidade que um longa de ação, comédia ou romance.

Mas como o treco parece ser muito barato (o salário da dupla deve ter sido o maior investimento), os estúdios e distribuidoras envolvidos provavelmente querem capitalizar o máximo possível – e talvez provar a viabilidade do formato. Rostos famosos + horror em ambiente restrito – orçamento = lucro.

Para mim parece que um estúdio resolveu fazer um favor ou agrado ao Ryan “Deadpool” Reynolds e bancou um projeto de médio/baixo orçamento de seus amigos roteiristas, para deixar todo mundo feliz e garantir que continuem trabalhando na franquia já comprovadamente lucrativa.

Título alternativo: Donnie Darko & Deadpool vs. Prometheus

Fonte: Blastr

Tagged ,