Tag Archives: Horror

Secret World recomeça no mês que vem

Secret World Legends será lançado em 26 de junho, informa a empresa Funcom. A nova versão gratuita de The Secret World mudou o sistema de combate e o modo de distribuição de mapas: ao invés de colocar todos os jogadores no mesmo lugar, agora cada pessoa ou grupo irá explorar um cenário por conta própria.


© Funcom

Outras mudanças incluem as armas/poderes mais simplificados, equipamentos, sistema de crafting, roupas e visual, novo tutorial e “classes” para orientar os iniciantes. E de acordo com a página oficial, vão finalmente lançar a segunda temporada da história principal.

Secret World é um MMO de horror moderno, onde os jogadores utilizam poderes sobrenaturais para combater criaturas, lendas urbanas e todo tipo de conspiração imaginável. A história começa com zumbis em uma pequena cidade americana e leva os personagens ao antigo Egito, Transilvânia e Tóquio.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

O que? Já? Achei que iam segurar o beta fechado até o Natal pelo menos, nunca teria imaginado um lançamento comercial já no primeiro semestre. Estou ansioso para retornar a esse mundo, um sopro de ar fresco no meio de intermináveis MMOs de fantasia.

Aprovo todas as mudanças anunciadas até agora, e se conseguirem deixar o combate menos horrendo, já resolvem 90% dos problemas da versão original. Há um número razoável de detratores resmungando quanto ao “abandono” do jogo anterior, da inclusão de “instances”, de ter que começar personagens do zero… esse povo não deve entrar em TSW há anos. O treco está abandonado.

Fonte: Funcom

Site oficial: https://secretworldlegends.com/

Tagged

Um e-book grátis sobre um vampiro pacato

A editora Phoenix Pick está distribuindo este mês o e-book Sweeter Than Wine, de L. Neil Smith. O protagonista da história é J. Gifford, tranquilo morador de uma cidade pequena, convivendo em harmonia com a comunidade – mesmo sendo um vampiro. Existe deste modo há décadas, sem atrair atenção, até que a mulher que o transformou ressurge em sua não-vida.

33606961003_cda25ce750_z
© Phoenix Pick

Para baixar a obra, basta ir até a página http://www.phoenixpick.com/botm/Smith.htm, clicar no botão Add to Cart, reduzir o preço para zero dólares e seguir as instruções. Estão disponíveis cópias em formato mobi e epub. A oferta é válida apenas até o final do mês.

Na mesma página também é possível comprar um pacote de 10 livros do autor, que normalmente custariam entre 120 (impresso) e 60 dólares (digital), pelo preço reduzido de US$ 9,99.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

O nome do autor parecia muito familiar, achei que fosse alguém graúdo na área de romances de vampiros – mas confundi-o com algo parecido. Smith na verdade tem uma razoável produção de ficção científica (a maioria incluída nesse pacote acima), e também algo chamado “The Adventures of Lando Calrissian” ou “The Lando Calrissian Adventures”.

São três livros coletados com histórias do personagem benigno e secundário mais popular de Star Wars. Fiquei interessado na obra, mas depois que a Disney “des-canonizou” toda a franquia literária produzida antes da aquisição, o ânimo para ler o material foi quase destruído. As sinopses parecem boas, porém.

Não consigo lembrar a última vez que li algo protagonizado por um vampiro. Acho que era um livro policial onde vampiros eram algo corriqueiro, e o personagem principal um detetive morto-vivo. Depois disso, sempre os encontrei do outro lado do cano de uma arma ou da lâmina de uma arma branca (também não lembro de estacas estarem muito em voga atualmente).

Mas esse protagonista, o “vampiro domesticado”, é intrigante. E o livro tem apenas 150 páginas. Faz tempo que não leio nada tão curto.

Fonte: Phoenix Pick

Tagged

Shyamalan anuncia sua primeira continuação/crossover

O elenco de Corpo Fechado e Fragmentado se reunirão em um filme em 2019, anunciou o diretor de ambos, M. Night Shyamalan. Bruce Willis e Samuel L. Jackson reprisarão os papéis de David Dunn e Elijah Price após 19 anos, contracenando com as múltiplas personalidades interpretadas por James McAvoy e a jovem Anya Taylor-Joy. O título do novo longa será Glass.


© Buena Vista


© Universal Pictures

Corpo Fechado é uma homenagem a quadrinhos de super-herói, imaginados de forma realista. Willis é o relutante protagonista invulnerável, enquanto Jackson ocupa a função do vilão Sr. Vidro (Mr. Glass no original), que ajuda-o a assumir seu papel no mundo.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Acho que o desempenho recente de Manoj Shyamalan confirma aquela velha teoria, que sucesso e dinheiro demais só fazem mal ao talento. Depois que começou a colecionar centenas de milhões de dólares em toda bilheteria, deram a ele um upgrade para filmes com um orçamento que já começava absurdo, e o resultado foi praticamente uma década de fiascos – se analisar bem, há quase uma curva “quantidade de dinheiro x qualidade do longa”.

Daí ele resolve voltar aos filmes de suspense com um orçamento baixo para moderado, e todo mundo passa a adorá-lo novamente. Ou é culpa do sucesso exagerado anterior, ou ele simplesmente é bom somente em um gênero de filme. O que não é nada terrível, contanto que renda boas obras.

Corpo Fechado é o meu predileto de sua filmografia, e ainda não vi Fragmentado (exceto pelos trechos finais no Youtube, após esse anúncio). Minhas expectativas são enormes.

Fonte: Slash Film

Tagged ,

Conan trabalha com piratas

Começa este mês uma nova história para Conan, o Bárbaro, na sétima edição de Conan the Slayer: The Devil in Iron. A revista em quadrinhos é publicada pela Dark Horse Comics, com roteiro de Cullen Bunn, arte de Sergio Davila e cores de Michael Atiyeh. São 32 páginas pelo preço de US$ 3,99, em formato impresso ou digital.

Conan está três vezes maior na capa do que no miolo
© Dark Horse Comics

Nesta adaptação de um conto original de Robert E. Howard, criador do personagem, Conan enfrenta uma criatura monstruosa presa em uma ilha. Enquanto a história trazia o bárbaro indo até o local atrás de uma mulher e daí esbarrando no problema, a HQ parece colocá-lo lá com propósitos financeiros e não românticos.

O texto está em domínio público e pode ser lido no Projeto Gutenberg, neste link (em inglês).

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Há uma prévia de seis páginas clicando na capa acima, e recomendo o tira gosto. O roteirista resolver substituir o grupo de pescadores gananciosos do conto por um grupo de piratas ardilosos (e gananciosos), e colocou para liderá-los um sujeito com ótimas tiradas e rápido no improviso. Caso não se revele ser o vilão humano da trama, será um bom parceiro para o taciturno e às vezes mal humorado cimério.

Atualmente ando em um ânimo cyberpunk, motivado por um manual de RPG (atrasado três meses já), alguns mangás e livros do gênero; ou seja, fantasia anda jogada para escanteio, incluindo as HQs do Conan. Não compro uma da Mythos Editora desde o ano passado, após duas decepções em sequência: Conan vs. Groo e uma coletânea das primeiras histórias do Conan na Marvel. A primeira erra completamente a natureza do personagem, parecendo ter sido escrita por alguém que ouviu falar do Conan por um amigo de um cunhado que leu uma revista nos anos 90. E a segunda é simplesmente bobinha demais, com tramas ignorando a estrutura e a mitologia do mundo do personagem, inventando situações que não fazem sentido algum – obviamente foram escritas antes do cenário estar bem definido, ou ao menos ser mais bem conhecido pelo público. E gastei uma bela grana nelas.

Acho que vou continuar meu foco em ficção científica, que está me saindo bem mais barata, e voltar ao Conan somente quando alguém lançar esse material do Bunn por aqui. Tinha interesse na revista anterior que publicaram, mas, pelas resenhas, acho que tomaram algumas liberdades criativas com o cimério que não me agradariam.

Fonte: Dark Horse Comics

Tagged ,

Jogo de horror multiplayer será relançado

O MMORPG de terror moderno The Secret World será relançado ainda neste semestre, com o novo título Secret World Legends. Assim como os outros jogos da empresa Funcom, essa versão será gratuita, com venda de itens cosméticos ou comodidades para usuários. Ela também trará um novo sistema de combate, de progressão dos personagens e visual atualizado, alguns dos principais pontos criticados na versão atual.

33746251545_92c7fe07df_z
© Funcom

SWL irá começar com oito mapas, e irá adicionar mais conteúdo no futuro, gratuitamente. Usuários de TSW poderão conectar suas contas atuais ao novo jogo, transferindo alguns itens estéticos e pontos usados para compras. Mas fora isso, todo usuário de Secret World Legends deverá começar do zero, devido à incompatibilidade entre os dois títulos. Interessados podem se inscrever para testes: http://beta.secretworldlegends.com/

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Adorei meu tempo passado em The Secret World. Parei basicamente porque não conseguia mais fazer nada sozinho – todo mundo de “nível” médio a alto só fazia raids, e completar quests por conta própria estava ficando impossível. O combate era difícil demais, por mais que fosse atrás de builds específicas para solo play, e consequentemente muito chato. Mas já me inscrevi para o beta e mal posso esperar para encarar essa nova versão.

Obviamente a comunidade já está mostrando seu apoio total à iniciativa, xingando a empresa no Youtube, Facebook, fóruns e etc. Vários veteranos estão revoltados porque o jogo novo vai exigir novos personagens – como gastaram tempo e dinheiro no jogo antigo, não admitem ir para esse sem receber vantagens. Se dependesse desse pessoal, preferiam ver os servidores serem fechados do que aguentar novatos no mesmo pé de igualdade. Isso é uma espécie de lealdade esquisita, ou apenas egoísmo? Reflexos de uma geração conectada à internet, eu diria.

Sempre esteve claro que a Funcom faria isso, já que praticamente todo MMORPG que ainda começa com assinaturas mensais ou faz a transição ou quebra. World of Warcraft é o único ainda resistente, mas possui muito conteúdo gratuito para iniciantes. Não vejo grandes diferenças entre relançar um jogo sem compatibilidade ou simplesmente criar um servidor exclusivo para usuários gratuitos. Pensando bem, a primeira opção é melhor porque integra mais todo mundo, e vai retardar o surgimento das deprimentes cidades abandonadas que estava encontrando nas últimas vezes que joguei.

Fonte: Funcom

Site oficial: https://secretworldlegends.com/

Tagged

Novo jogo de tiro traz aranhas, fantasmas e bolhas telepáticas alienígenas

A Bethesda vai lançar seu novo jogo de ficção científica em maio, para PC, PlayStation 4 e Xbox One. Prey traz um protagonista em primeira pessoa armado para enfrentar alienígenas com poderes variados, como pode ser visto no vídeo promocional mais recente, logo abaixo.


© Bethesda

Apesar de ser um jogo de tiro, o título também parece contar com uma trama complexa, com conspirações e experimentos em seres humanos. Confira um trecho de Prey:


© Bethesda

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Mais um para a lista “parece interessante, mas só fico sabendo uma semana antes do lançamento”, apesar do prazo ser um pouco maior dessa vez. Os trailers velhos trazem alguns bons elementos conspiratórios, não muito óbvios acima, insinuando sem muita sutileza que o protagonista passou por um experimento ligado aos alienígenas.

Por falar nas criaturas, achei-as meio decepcionantes. Três variedades de sombras pretas se contorcendo e movendo-se rapidamente? Não vai ficar meio cansativo depois da primeira hora? Se eles ganham um pouco mais de variedade tanto em visual quanto em estratégia mais tarde, deviam deixar isso claro – ficou a impressão que será um longo desfile de gosmas pretas fantasmagóricas. Ectoplasma preto.

Mas o resto da qualidade gráfica está realmente impressionante, tanto nos cenários quanto nos objetos – a transformação das aranhas ficou ótima, apesar de meio imbecil.

Título rejeitado: Já não existe um jogo com esse nome?

Fonte: Videogamer.com

Tagged ,

Astros encabeçam pequeno horror espacial

Chega aos cinemas no mês que vem o filme Vida, produção de horror e ficção científica protagonizada por Jake Gyllenhaal e Ryan Reynolds. Os dois integram uma equipe de cientistas na Estação Espacial Internacional investigando amostras de uma forma de vida marciana, que logo se mostra hostil.


© Sony Pictures

O roteiro é de Rhett Reese e Paul Wernick, dupla responsável pelo sucesso de bilheteria Deadpool, e a direção de Daniel Espinosa, de Protegendo o Inimigo e Crimes Ocultos.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

A divulgação do longa está incrivelmente ativa, para um produto que parece não ter potencial para continuações ou sequer grandes bilheterias. Apesar do elevado poder aquisitivo de seus protagonistas, filmes de horror não tendem a coletar dinheiro com a mesma facilidade que um longa de ação, comédia ou romance.

Mas como o treco parece ser muito barato (o salário da dupla deve ter sido o maior investimento), os estúdios e distribuidoras envolvidos provavelmente querem capitalizar o máximo possível – e talvez provar a viabilidade do formato. Rostos famosos + horror em ambiente restrito – orçamento = lucro.

Para mim parece que um estúdio resolveu fazer um favor ou agrado ao Ryan “Deadpool” Reynolds e bancou um projeto de médio/baixo orçamento de seus amigos roteiristas, para deixar todo mundo feliz e garantir que continuem trabalhando na franquia já comprovadamente lucrativa.

Título alternativo: Donnie Darko & Deadpool vs. Prometheus

Fonte: Blastr

Tagged ,

Sucesso inesperado para jogo de Conan

Conan Exiles é uma prioridade para a Funcom, de acordo com texto divulgado no blog oficial do jogo. Com a venda de 320.000 cópias na primeira semana de “acesso antecipado”, todos os custos de desenvolvimento já foram recuperados, e a equipe deve continuar corrigindo problemas e desenvolvendo conteúdo, com anúncios programados para convenções ainda este ano.


© Funcom

Também está disponível para usuários um “kit para desenvolvedores”, ferramenta que permite fazer modificações no jogo e colocá-las à disposição de outros jogadores, tudo por meio da plataforma Steam. Conan Exiles está à venda por R$ 59.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Como profissional da assessoria de comunicação, fiquei fascinado por um parágrafo do blog mencionado acima. Colocaram uma fala do diretor da empresa celebrando o sucesso de Conan Exiles, mas também admitindo que a empresa passou por dificuldades em anos recentes. Você praticamente consegue ouvir o suspiro de alívio nas entrelinhas da declaração.

E isso é bem raro em comunicação institucional – não exatamente admitir erros, algo que você pode fazer culpando o outro lado ou enfatizando no quanto estão melhorando daí em diante, mas sim projetar tanta fraqueza em público.

Talvez por estar acompanhando a Funcom há quase uma década e ter jogado a maioria dos seus títulos, inclusive fiascos como Lego Minifigures, senti uma certa simpatia pelo sofrimento e redenção da empresa. Mas não acho que críticos, entre eles boa parte de sua base de usuários frequentes ou inconstantes, vai sentir a mesma misericórdia que eu.

Na verdade, essa admissão de fraqueza não dá a impressão que não tinham certeza do que estavam fazendo, e que eles próprios estão surpresos com o sucesso? Que já estavam antecipando o fracasso? Perigoso isso!

Fonte: Blog Conan Exiles

Site oficial Conan Exiles https://conanexiles.com/#thegame

Tagged ,

Netflix prepara desenho animado de Castlevania

Castlevania, franquia japonesa de videogames sobre vampiros vai ganhar uma adaptação animada no Netflix ainda este ano, segundo a própria empresa.

Excelentes memórias!
© Konami

Lançado originalmente em 1986 para o Nintendo de 8 bits, Castlevanias geralmente são protagonizado por um membro da família Belmont, responsável por caçar Drácula sempre que este ressurge das cinzas. Ao longo das décadas outros protagonistas foram incluídos, além de monstros de diversas mitologias e até elementos de ficção científica.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Minha memória quanto ao início dos anos 90 não é grande coisa, mas lembro vagamente de gostar muito de Castlevania – principalmente de Castlevania II: Simon’s Quest, com seus elementos de RPG. Talvez jogasse mais outros títulos populares, como Mario e Final Fantasy, mas a família Belmont provavelmente deixou a maior marca em meu jovem cérebro.

Em anos mais recentes joguei o Super Castlevania IV, um para Nintendo 64 e outro para Game Boy Advance (tudo em emuladores, obviamente), quase uma década após seus lançamentos. Em suma, meu saudosismo me deixa moderadamente entusiasmado para esse projeto.

Por outro lado os boatos que os produtores estão se inspirando em Game of Thrones esfriam um tanto esse interesse – quer dizer que o desenho vai ser recheado com violência sexual e centenas de personagens, além de se esticar por mais de vinte anos?

Outro ponto antes de encerrar, acho que é a primeira animação exclusiva do Netflix para público adulto sem temática cômica. No gênero comédia acredito que já são dois ou três desenhos, mas de ação nenhum – isso descontando os animes, que são uma categoria a parte.

Fonte: io9

Tagged ,

Fãs de Penny Dreadful podem se torturar um pouco

O seriado de televisão Penny Dreadful, cancelado no ano passado, vai ganhar uma sobrevida nos quadrinhos da Titan Comics, a partir de abril deste ano. O programa reunia várias criaturas mitológica na Inglaterra do século XIX, incluindo vampiros, lobisomens, bruxas e as criações do Dr. Frankenstein.

32390967272_f50915d495_z
© Titan Comics

Penny Dreadful #1 foi roteirizado por Chris King, listado como um dos produtores da série, e tem 40 páginas por US$ 4.99. A arte é de Jesús Hervás e cores de Jason Wordie. A série contava com Eva Green, Timothy Dalton, Billie Piper e Josh Hartnett no elenco. O diretor Sam Mendes era um dos produtores executivos.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Gostei muito da primeira temporada de Penny Dreadful. Era incrivelmente previsível, conseguia enxergar tudo que ia acontecer um ou dois episódios antes, mas quando chegavam lá, os visuais geralmente valiam a espera. Gostei principalmente do monstro do Frankenstein matando o Dr. Van Helsing.

Comecei a assistir a segunda temporada, mas alguma coisa no primeiro episódio, não lembro bem o que, me desanimou e acabei esquecendo. Acho que as novas vilãs. Quando anunciaram o cancelamento, desisti de vez.

Um tempo atrás ouvi uma resenha de alguém que assistiu tudo na sequência e disse que valia a pena, que a história fechava bem, que haviam terminado na terceira temporada de propósito. Mas agora fazem uma continuação em quadrinhos?

Fonte: Bleeding Cool

Tagged