Um e-book grátis sobre o apocalipse energético

A editora Phoenix Pick está distribuindo este mês o livro Energized, de Edward M. Lerner. A história se passa em um futuro próximo, em que a maioria dos campos de petróleo foi irradiada, se tornando inúteis. Em meio a uma guerra comercial liderada pelos proprietários das poucas fontes de combustível restante, os EUA capturam um asteroide na órbita terrestre e começam um projeto gigantesco de coleta de energia solar no espaço.

41896553211_79a100a1d2_z
© Phoenix Pick

O livro está disponível para download na página http://www.phoenixpick.com/botm/Lerner.htm. Ali também está à venda um pacote de quatro livros do autor, pelo preço reduzido de US$ 7,99, ou a sua produção mais recente, a não ficção Trope-ing the Light Fantastic, uma análise de clichês da ficção científica, também por US$ 7,99.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Eis dois elementos extremamente transformadores, em escala global, quanto a produção energética: o fim do petróleo e energia solar realmente funcionando. Estou ouvindo falar de ambos há décadas, mas nunca me ocorreu uma história que combinasse-os.

Parece divertidíssimo, imagine todos as maneiras que o mundo seria modificado por apenas uma dessas coisas, juntá-las, então, uma loucura. Espero que a necessidade de incluir uma trama de suspense, intriga, espionagem, etc, não atrapalhe demais.

Fonte: Newsletter da Phoenix Pick

Advertisements
Tagged

Vizinha paranoica é novo papel de Christina Ricci

Christina Ricci (A Família Addams) é a protagonista de Distorted, ficção científica situada em um futuro próximo. Ela acaba de se mudar com o esposo para um novo prédio equipado com a tecnologia mais moderna possível, mas começa a suspeitar que o objetivo dos aparatos não é apenas garantir conforto e segurança. Lançamento previsto para este ano.


© Minds Eye International

John Cusack é o outro nome conhecido no elenco.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Imagino que vários dos atores e atrizes listados sejam populares no Canadá, aonde a produção foi filmada. O diretor e roteirista possuem somente bombas ou obscuridades no elenco, então deixei-os de fora para não desanimar quem gostou do trailer.

A Ricci consegue fazer milagres com qualquer material, e está ótima no vídeo. Cusack aplica a típica mão pesada de anos recentes, exagerando no papel de maluco por conspirações. Mas pelo que deu para ver, ele provavelmente é o amigo imaginário da protagonista, ou seu alter ego quando a situação fica complicada. Acho que se escancarassem esse fato já de cara o filme seria mais interessante, e se destacaria perante tantos outros semelhantes.

Em breve no seu serviço de streaming predileto, eu imagino.

Fonte: IMDb

Tagged

Novo Vampiro: A Máscara deve chegar este ano

A editora White Wolf iniciou neste final de semana as pré-vendas de Vampire: the Masquerade, quinta edição de seu sistema de RPG de horror moderno. Serão lançados este ano o livro de regras e também os manuais The Camarilla e The Anarch, descrevendo organizações vampirescas e detalhes do cenário do jogo. O manual chega às lojas a partir de setembro, e segundo a editora, deve estar disponível em outras línguas até o final de 2018.

Sentimentos conflitantes quanto à direção artística
© White Wolf Publishing

Em Vampire: the Masquerade os jogadores interpretam vampiros, enfrentando conspirações políticas e sobrenaturais, enquanto lutam contra a sede por sangue. As criaturas são divididas em grupos baseados em clichês do gênero, estando disponíveis vampiros violentos, loucos, artísticos, deformados, manipuladores e assim por diante.

O livro de regras em sua versão mais barata custa 39,99 libras esterlinas (R$ 192) e os dois livros de cenário custam 34,99 libras esterlinas cada (R$ 168).

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Quinta edição? Que coisa de doido. Acho que a minha versão era a segunda, traduzida pela Devir nos anos 90 (poderia verificar, mas precisaria despejar uma quantidade impressionante de aranhas que se aninharam na pilha de livros – coitadas). Gastei uma fábula tanto nas versões nacionais quanto nos mais raros e menos populares livros importados, e joguei uma tonelada durante intervalos de aulas e após o término destas também.

Tentava incluir o máximo de criaturas diferentes, apesar dos sistemas não conversarem muito bem entre si. Adorava o Wraith: the Oblivion, sobre fantasmas “assombrados” por uma consciência negativa, mas que precisavam de poderes muito específicos para interagir com o mundo dos vivos – acho que nunca consegui incluir um deles nos jogos. Mas li o livro inteiro, muito criativo.

Em segundo lugar é impossível não incluir a adaptação não-oficial Highlander: The Gathering, transportando imortais da franquia cinematográfica e televisiva para o Mundo das Trevas. Funcionava muito bem! Os vampiros orientais provavelmente ficariam em terceiro lugar, com seu belíssimo livro.

Parei de jogar mais ou menos na época que lançaram os caçadores sobrenaturais, provavelmente por ter concluído o ensino médio e não encontrar mais a mesma facilidade para conseguir jogadores. Acompanhei os lançamentos e o cenário por algum tempo, mas acabei me afastando. Lembro vagamente de notícias sobre múmias, monstros de Frankenstein e acho que algo sobre sonhos. Parece que o fim do mundo ameaçado em várias das linhas de produtos até aconteceu. Quem sabe um dia pego um wiki e leio tudo que se passou desde a minha época – deve ser uma loucura só.

Os preços estão grotescos e jamais consideraria pagar isso por qualquer manual (bom, talvez se morasse na Inglaterra e fosse pago em libras). E não vi nada sobre uma versão exclusivamente digital e mais barata, o que deixa as possibilidades de narrar ou jogar ainda mais remotas. Fica o registro, pelos velhos tempos.

Fonte: Press Release da White Wolf

Tagged

Arma alienígena ajuda jovem em futuro depressivo

Confira o trailer de Kin, ficção científica sobre um adolescente lidando com as dificuldades de um futuro próximo em declínio econômico. Ele conta apenas com o apoio de sua família e uma arma possivelmente alienígena. Lançamento em agosto deste ano, nos EUA.


© Lionsgate

Estão no elenco Dennis Quaid, James Franco e Zoë Kravitz. A direção e roteiro são de Jonathan e Josh Baker, possivelmente irmãos.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Achei que seria um enorme drama social com elementos de ficção científica, mas parece mais uma ficção científica com alguns elementos sociais. Pelo menos é a impressão do trailer, se esbaldando no rifle “alienígena” e no grupo de soldados com suas armaduras energizadas.

Fiquei na vontade quanto ao cenário. Fora o brinquedo do protagonista, não parece muito avançado – é uma distopia completa, um futuro próximo, ou apenas um presente pessimista? Queria ver mais do mundo e menos dos efeitos especiais.

Aparentemente Kin é uma versão longa-metragem do curta “Bag Man”, também da dupla Baker (se não forem gêmeos, são a mesma pessoa), lançado em 2014. É um daqueles raros casos em que um projeto independente convence produtores a investirem em uma versão comercial, inclusive bancando um elenco razoável. E demorou apenas quatro anos para ficar pronto!

Fonte: IMDb

Tagged

Exílio no mundo de Conan está quase pronto

Conan Exiles vai ser lançado oficialmente em 8 de maio, para PC, Xbox One e PlayStation 4. O jogo de sobrevivência baseado nas histórias de Conan o Bárbaro está em desenvolvimento aberto desde o início do ano passado. Confira o trailer mais recente:


© Funcom

Jogadores dividem seu tempo entre combate contra monstros e outras pessoas e artesanato, precisando fabricar equipamentos e uma moradia para resistir aos elementos. Não há um sistema de classes, apesar da variada opção de customização dos personagens, permitindo modificar praticamente todo detalhe anatômico.

O preço de lançamento é de R$ 59.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Meio caro para a qualidade técnica disponível nesses vídeos – por R$ 19,99 eu consideraria. Gosto muito do personagem e de seu mundo (que, se adaptado ao pé da letra, não teria um décimo dessa quantidade de monstros) e sei que a Funcom é capaz de entreter por algumas semanas. Mas parece um jogo muito mais velho do que algo desenvolvido nos últimos anos, como se tivessem pego a engine do Age of Conan e modificado apenas algumas mecânicas.

Há alguns meses voltei ao MMORPG acima mencionado, aproveitando um servidor temporário que haviam lançado – o treco é realmente divertido nas primeiras dezenas de níveis, mas quando você esbarra no inevitável grinding, não há trama ou personagens famosos que te mantenham conectado. Só lembrei da iniciativa recentemente, quando recebi um aviso que o servidor está se aproximando de seu desfecho. Talvez quando abrirem o próximo faça um novo personagem, de uma raça diferente, e explore outro país.

Acho que depois de tantas coisas online, podiam aproveitar e fazer um Conan single-player também, em que você possa ser o próprio bárbaro, para variar.

Fonte: IGDb

Tagged

Suspense explora a fragilidade da realidade aumentada

Clive Owen retorna à ficção científica em Anon, filme do Netflix com lançamento previsto para 4 de maio. Ele interpreta um detetive policial cuja visão de realidade aumentada é modificada o tempo todo, fazendo-o questionar tudo que enxerga e faz. Amanda Seyfried é a possível culpada, uma hacker anônima capaz de se esconder de qualquer sistema de rastreamento futurista.


© Netflix

A direção e roteiro ficam por conta de Andrew Niccol, igualmente responsável por Gattaca – Experiência Genética e O Senhor das Armas.

Exclusivo para assinantes do serviço de streaming de vídeo.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

E por retorna à ficção científica estou me referindo a Filhos da Esperança, de 2006, não à sua participação em Valerian e a Cidade dos Mil Planetas (que não assisti ainda – será tão ruim mesmo?).

Gostei do trailer, talvez porque adoro realidade aumentada e o trabalho do protagonista, muito convincente aqui, com o tanto de coisas que precisa imaginar e reagir. A Seyfried é extremamente competente, mas não incluíram nada de destaque dela no vídeo, acabou parecendo o elo mais fraco do elenco famoso (resumido a esses dois).

Fora isso é praticamente um remake da trama principal da primeira temporada de Ghost in the Shell. Faltou apenas a logotipo do Smiling Man na cara da Seyfried.

Fonte: IMDb

Tagged

Nave humana multi-premiada chega ao Brasil

A editora Aleph vai lançar na semana que vem o livro Justiça Ancilar, de Ann Leckie. A obra de ficção científica angariou o prêmio Hugo e o Nebula após ser lançada em 2013, nos EUA. A edição nacional tem 384 páginas e preço sugerido de R$ 49,90.

O que está acontecendo aqui?
© Aleph

Na trama, a inteligência artificial Breq, responsável por controlar milhares de corpos humanos confiscados, foi quase destruída, ficando isolada em apenas um corpo. Agora parte em busca de uma arma indetectável que será a peça chave em sua vingança contra o império Radch.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Li o treco quando foi lançado originalmente – acompanhava a carreira da escritora, que tinha alguns contos de fantasia muito bons, em um cenário que parecia um xintoísmo ocidental. Esse livro, no entanto, não podia ser mais distante.

Primeiro a linha narrativa confusa, que pula de períodos diferentes da vida de Breq o tempo todo, com sutileza demais, ou seja, é fácil se perder. Daí temos o comportamento bizarro do protagonista, provavelmente justificável por sua natureza incomum e trauma de ser cortado de um coletivo. Mas o pior de tudo é mesmo a pistola mágica. Acho que a autora gasta mais tempo na busca pela arma indetectável do que na execução do plano de vingança, que, ao menos, tem uma reviravolta boa, ainda que meio previsível.

O livro recebeu tremendo apoio da esquerda americana ao surfar a onda da popularização do conceito de transgênero: Breq não consegue diferenciar homens e mulheres, para ele/ela todos seres humanos são iguais. Não faz muito sentido para uma IA avançada, mas foi inovador tanto em conceito quanto em linguagem – apesar de ajudar na confusão narrativa acima mencionada.

A maluquice toda me parece mais fácil de ser realizada em inglês do que em português, e fico curioso em ver como ficou essa tradução. Mas foi muita mão de obra ler o primeiro, e não consigo me imaginar lendo-o novamente, ou uma de suas duas continuações.

Fonte: Pré-vendas da Saraiva

Tagged

30 mil dólares para psiônicos no espaço

Poderes psiônicos devem ser introduzidos no RPG de mesa Starfinder ainda este ano, com previsão inicial de lançamento do Psionics Guide em novembro. A informação foi confirmada pela editora Dreamscarred Press, que está criando o manual compatível, e graças ao financiamento de mais de 30 mil dólares por meio do Kickstarter, também um livro de monstros e outro de naves espaciais.

Minha raça predileta, os fungos espaciais atstreidi
© Dreamscarred Press

O Psionics Guide apresentará classes, raças, equipamentos e regras para utilização de poderes mentais clássicos, como telepatia e telecinesia, utilizando um sistema de pontos. A campanha de financiamento garantiu principalmente a aquisição de arte original, além de conteúdo extra para o livro principal e os outros dois manuais.

O material já está sendo escrito, com parte dele disponível para teste aberto em arquivos no Google Docs: Signal Confirmed e Encryption Decoded.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

A campanha foi recordista de participantes, com 738 gastando dinheiro no projeto, mas conseguiu pouco mais da metade do Ultimate Psionics, adaptação dos poderes para Pathfinder. Em 2012 arrecadaram 56 mil dólares de 479 pessoas. Mas analisando os tipos de opções extras oferecidas, provavelmente ficaram no prejuízo – é muita coisa impressa, livros e outros produtos avulsos, como cartões de poderes, tela para GM… os gastos com frete devem ter sido monumentais, sem falar na mão de obra, a menos que torrem mais dinheiro ainda contratando gente para cuidar da logística. Demoraram um ano e dois meses para publicar a versão em .pdf, e acho que estão até hoje terminando de fazer todas as tranqueiras prometidas.

Desta vez aprenderam a lição, se comprometendo apenas com conteúdo para o Psionics Guide e um pouco para o Psionic Bestiary (nem falam quantos monstros a mais). E acho que cometeram um erro com o livro de naves aos 30 mil, podiam ter colocado uma quinta classe para celebrar essa marca, em vez de se arriscar com um terceiro manual. Aposto que teria mais impacto e daria menos trabalho.

Espero que consigam manter o prazo de apenas 7 meses, mas prefiro não criar expectativas. Estou apostando mais em um “primeiro semestre de 2019”, prevendo obstáculos no trajeto.

Fonte: Kickstarter

Tagged ,

Finalmente um trailer hilário para Deadpool 2

Deadpool 2 chega aos cinemas em 17 de maio, com Ryan Reynolds reprisando o papel principal. Desta vez ele enfrenta outro herói popular da Marvel, o viajante do tempo Cable, interpretado por Josh Brolin. Confira o trailer final:


© 20th Century Fox

Também retornam Morena Baccarin, T. J. Miller, Brianna Hildebrand, Leslie Uggams, Karan Soni e Stefan Kapicic. Os novatos incluem Zazie Beetz, Terry Crews, Eddie Marsan, Bill Skarsgård e Rob Delaney, interpretando Peter.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

“Encerraram” a campanha de divulgação perfeitamente, com o mais (e talvez único) engraçado trailer divulgado até agora. Recheado de piadas intercaladas com cenas de ação no meio do trânsito, como parece ser a marca registrada da franquia.

E finalmente um filme de super-herói que me deixa com vontade de ir aos cinemas. Nem o Vingadores 3 está conseguindo isso, e o treco já está praticamente lançado. Só de imaginar as salas entupidas de pessoas devido ao feriadão, me desanimo mais ainda.

Fonte: IMDb

Tagged

Promoção de jogos eletrônicos invejados

O site Gog.com está vendendo com até 85% de desconto os 150 jogos mais desejados por seus usuários. A maioria dos títulos são antigos, como é característico do catálogo da empresa, e possuem os maiores descontos, enquanto títulos mais recentes receberam cortes de preço razoáveis a apenas nominais. A promoção é válida até segunda-feira (23).


© CD Projekt Red

De acordo com a divulgação oficial, encabeça a lista The Witcher 3: Wild Hunt, disponível com 60% de desconto, e suas duas expansões com 50%. São seguidos por Planescape: Torment e Baldur’s Gate II, ambos em versão atualizada, com 67% e 75% de desconto respectivamente.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Quase fiz um pequeno estrago no meu modesto orçamento de entretenimento, mas me contive. Planescape por R$ 12 e Baldur’s Gate 2 por R$ 9 são muito tentadores, mas voltando ao que mencionei esta semana ainda, tenho muitos jogos sequer abertos. Deixarei para ocasiões futuras, ou talvez nunca.

Sem falar que acabo de levar uma mordida de 15 dólares no Kickstarter da Dreamscarred Press, por uma tonelada de conteúdo que vão produzir adaptando poderes psiônicos para Starfinder. Acho que vou escrever sobre isso amanhã, depois que a empresa divulgar detalhes sobre prazos.

Fonte: Gog.com

Tagged , , , ,