Category Archives: Filmes

Novo filme do criador de Shaun of the Dead

Edgar Wright escreve e dirige o filme Em Ritmo de Fuga, sobre um piloto de fugas no mundo criminoso, mas que trabalha sempre ouvindo música. O novato Ansel Elgort, da franquia Divergente, protagoniza ao lado de Kevin Spacey, Jamie Foxx, Jon Bernthal e Jon Hamm, além do baixista Flea da banda Red Hot Chili Peppers. Lançamento em agosto.


© Sony Pictures

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Meio chocante o contraste entre os dois trailers, não? O primeiro parece um filme policial dramático e sério, enquanto o internacional é obviamente uma comédia de ação com boas cenas de perseguição. É interessante acompanhar a evolução do Edgar Wright, dirigindo atores cada vez mais conhecidos e de qualidade, em material cada vez mais complexo. Nem parece que fazem quatro anos desde que lançou seu fraquinho Heróis de Ressaca.

Ainda não tenho certeza se é um filme propriamente dito ou uma paródia de Drive, do Nicolas Winding Refn – a sinopse é quase idêntica, e o título então.

Fonte: Slash Film

Tagged

Novo desastre ambiental com toque futurista

Gerard Butler e Abbie Cornish protagonizam o novo suspense de desastre climático Geostorm, com lançamento previsto para outubro deste ano. O longa se distancia do gênero ao incluir um elemento de ficção científica: um satélite que controla o clima terrestre é o culpado pela tragédia, ao parar de funcionar corretamente e criar catástrofes impossíveis.


© Warner Bros

Também estão no elenco Ed Harris e Andy Garcia, este interpretando um presidente, possivelmente dos Estados Unidos. A direção é de Dean Devlin e Danny Cannon, com roteiro do próprio Devlin e Paul Guyot. Os três têm no currículo principalmente trabalhos em televisão, mas o primeiro listado também produziu alguns filmes de Roland Emmerich.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Parece uma continuação de O Dia Depois de Amanhã, com elementos adicionais ao mero congelamento instantâneo do hemisfério norte. Vão precisar fazer muito mais que isso na divulgação para provar que há alguma coisa inédita nesse filme, que vale a pena ir até um cinema assistir. Pelo vídeo parece apenas mais barulhento e bagunçado que os últimos três ou quatro títulos do gênero – só faltou um monstro gigante.

O satélite hackeado/sabotado é um toque interessante, mas provavelmente vai ser apenas utilizado como propaganda contra o aquecimento global criado por humanos. Algo no estilo “não adianta buscar soluções tecnológicas, precisamos abandonar totalmente o petróleo e parar de reproduzir para salvar a mãe-terra”. Consigo sentir o discurso ideológico escondido nas entrelinhas, pronto para ser esfregado na cara do público incauto querendo apenas ver um monte de explosões.

Até o Andy Garcia como presidente parece ser um ataque ao Donald Trump.

Título rejeitado: O Dia Depois de Amanhã 2 – No Espaço

Fonte: Blastr

Tagged

Mais elenco inédito em Guardiões da Galáxia 2

Kurt Russel finalmente faz sua aparição oficial no novo trailer de Guardiões da Galáxia 2, próxima aventura dos heróis espaciais da Marvel. O filme chega aos cinemas locais no início de maio deste ano, e mostra o grupo ganhando novos integrantes e enfrentando outra ameaça interplanetária. Os planos da vilã inédita ainda não foram revelados pelo estúdio.


© Disney Pictures

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Melhor (e talvez o único realmente bom) trailer divulgado até agora, restaurando boa parte de minha expectativa para esse filme. Até agora estavam se ancorando basicamente em versões exageradas de piadas do primeiro, mas parece que possuem muito mais material disponível.

E pelo que notei, estreia uma semana após Ghost in the Shell. Duas ficções científicas de alto custo nos cinemas ao mesmo tempo? O ano parece estar melhorando cada vez mais.

Só espero que as duas não sejam terríveis.

Fonte: Slash Film

Tagged

Kong é uma metáfora para a Guerra do Vietnã

Semana que vem estreia Kong: A Ilha da Caveira, reboot mais recente da franquia sobre o macaco gigante governando uma ilha de monstros. Desta vez Tom Hiddleston comanda a expedição de ricos exploradores em busca de aventura, financiado por John Goodman e acompanhado por Samuel L. Jackson, Brie Larson e John C. Reilly.


© Warner Bros

A história se passa nos anos 70, e deve ser atrelada ao reboot de Godzilla lançado em 2014. O diretor é Jordan Vogt-Roberts, com várias comédias no currículo, e o roteiro escrito por quatro pessoas inclui os responsáveis por O Abutre, o Godzilla mencionado acima, Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros, e Gigantes de Aço.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Provavelmente é apenas efeito do trailer muito bem editado, mas esse clima de Guerra do Vietnã finalmente me convenceu a divulgar essa comédia de ação. As brigas entre Kong e os monstros conseguem ser menos impressionantes que a versão de Peter Jackson, ignorada nessa continuidade, e as cenas engraçadas são proeminentes demais para um filme sobre monstros gigantes assassinos.

Nada contra comédias de ação – em Guardiões da Galáxia (amanhã escrevo sobre o trailer novo) o gênero funciona à perfeição, mas quando a premissa do longa envolve monstros aterrorizantess, talvez não seja a melhor ideia. O próprio Loki, tão versátil, parece estar fazendo uma caricatura de seu personagem mais famoso, faltando apenas os sorrisos de orelha a orelha.

Os planos, anunciados há um bom tempo, de um confronto entre Godzilla e Kong, continuam peculiares – não apenas pela diferença de proporção entre os monstros, mas também pelo tom dos filmes. E estão investindo pesado nessa ideia, com esse reboot chegando perto dos US$ 200 milhões. Basta um deles dar errado, para toda a ideia ser derrubada.

Fonte: Blastr

Tagged

Rei Arthur vira um épico de fantasia

Guy Ritchie dirige uma nova versão do mito de Camelot em Rei Arthur: A Lenda da Espada, com estreia prevista para maio. Charlie Hunnam (Filhos da Anarquia) é o protagonista que retira a espada Excalibur da pedra e se torna herdeiro do trono inglês. Ao contrário de versões anteriores, essa aumenta os elementos de fantasia, incluindo superpoderes e monstros gigantes.


© Warner Bros

Também estão no elenco Jude Law, Eric Bana, Katie McGrath, Hermione Corfield e Djimon Hounsou. O roteiro lista quatro autores diferentes, incluindo o próprio Ritchie.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Acho que a carreira do Guy Ritchie merecia ser estudada. De filmes policiais independentes a blockbusters de ação com lucros medianos, além de um curto casamento com aquela cantora famosa. Mas continuam colocando ele encarregado dessas produções caras, como uma espécie de Zack Snyder mais competente, mas menos lucrativo.

Vamos ao trailer, com seus monstros, superpoderes (sei que devem ser apenas magias ou itens mágicos, mas o visual não é à toa), exércitos gigantescos, destruição em massa. Me pegou de surpresa toda essa ação rocambolesca e um elenco quase desconhecido, principalmente o feminino – só listei um par de atrizes ali em cima porque suas fichas incluem várias produções populares.

Parece ser mais um daqueles casos: vamos tentar criar uma franquia lucrativa, mas aproveitando alguma coisa popular & em domínio público para economizar nos direitos e ter mais liberdade.

Na planilha faz sentido, mas na prática é questionável: economizar justamente no roteiro, inventando um monte de maluquices em cima de um produto clássico ao invés de comprar uma franquia moderna; e, ao dar seu próprio tom ao material, invariavelmente irritar os fãs e conhecedores do material.

Mas tentar justificar previamente o fiasco de um filme é quase impossível, não existe fórmula perfeita para o fracasso ou sucesso dessas monstruosidades. São complexos demais quando sendo feitos para correções serem possíveis antes do material acabar na mesa de edição.

Deve ser muito divertido trabalhar no meio, mas apenas se você não levar a sério.

Título rejeitado para o post: Senhor dos Anéis IV: Rei Arthur

Fonte: Deadline

Tagged

Astros encabeçam pequeno horror espacial

Chega aos cinemas no mês que vem o filme Vida, produção de horror e ficção científica protagonizada por Jake Gyllenhaal e Ryan Reynolds. Os dois integram uma equipe de cientistas na Estação Espacial Internacional investigando amostras de uma forma de vida marciana, que logo se mostra hostil.


© Sony Pictures

O roteiro é de Rhett Reese e Paul Wernick, dupla responsável pelo sucesso de bilheteria Deadpool, e a direção de Daniel Espinosa, de Protegendo o Inimigo e Crimes Ocultos.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

A divulgação do longa está incrivelmente ativa, para um produto que parece não ter potencial para continuações ou sequer grandes bilheterias. Apesar do elevado poder aquisitivo de seus protagonistas, filmes de horror não tendem a coletar dinheiro com a mesma facilidade que um longa de ação, comédia ou romance.

Mas como o treco parece ser muito barato (o salário da dupla deve ter sido o maior investimento), os estúdios e distribuidoras envolvidos provavelmente querem capitalizar o máximo possível – e talvez provar a viabilidade do formato. Rostos famosos + horror em ambiente restrito – orçamento = lucro.

Para mim parece que um estúdio resolveu fazer um favor ou agrado ao Ryan “Deadpool” Reynolds e bancou um projeto de médio/baixo orçamento de seus amigos roteiristas, para deixar todo mundo feliz e garantir que continuem trabalhando na franquia já comprovadamente lucrativa.

Título alternativo: Donnie Darko & Deadpool vs. Prometheus

Fonte: Blastr

Tagged ,

Filme conecta problemas emocionais e kaiju

Anne Hathaway está sofrendo uma crise pessoal e controlando um monstro gigante em Colossal, comédia absurda de Nacho Vigalondo. O cineasta espanhol também dirige Dan Stevens, Jason Sudeikis e Tim Blake Nelson, que contracenam com a protagonista enquanto a criatura destrói a Cidade Especial de Seul, capital sul coreana.


© Neon

Lançamento em abril, nos EUA.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Gosto da Hathaway, acompanhei boa parte de sua carreira como atriz dramática casualmente, enquanto ela coletava elogios sem se destacar demais. Há alguns anos ela declarou que gostaria de fazer um filme de ficção científica, de “atirar um laser em uma gosma alienígena” ou algo nesse sentido.

Desde então ela participou de um filme do Batman, de Interestelar e agora desse Colossal, sem deixar de lado filmes mais normais. Ainda não conseguiu atingir seu objetivo exatamente, mas está chegando perto.

Parece-me que sua carreira não foi exatamente beneficiada por essa decisão, mas talvez tenha obtido satisfação pessoal, ao menos.

Título descartado para esse post: Problemas com homem viram um godzilla

Fonte: io9

Tagged

América vai refilmar filme indonésio de ação

Joe Carnahan vai dirigir e Frank Grillo protagonizar o remake americano de Operação Invasão, popular filme indonésio lançado em 2011. A trama se passa quase inteiramente dentro de um prédio, sob controle de um chefe do tráfico de drogas enfrentando uma equipe da Swat.

32787203372_b712616935_z
© Celluloid Dreams

Carnahan tem em seu currículo o filme de sobrevivência A Perseguição e outro remake, Esquadrão Classe A, além de longas menos populares. Grillo é conhecido pelo público como o vilão Crossbones, de Capitão América 2 e 3.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

E provavelmente devem estar lidando com uma onda de críticas por racismo (Grillo é caucasiano-americano, enquanto o protagonista original é um artista marcial indonésio), por emburrecer um filme excelente, por arruinar um filme de ação estrangeiro, por serem condescendente com o público americano, etc.

Eu assisti esse filme no Netflix, acho que três ou quatro anos após seu lançamento, ouvindo durante esse intervalo todo elogios sem fim. Não achei tudo isso – talvez pela expectativa exagerada, talvez porque o filme é muito mais modesto que seus fãs.

Gostei das cenas de luta nos corredores, com suas cuidadosas coreografias cheias de facões para todo lado. Mas as lutas individuais contra o vilão mais talentoso (era mais de um? Já não consigo diferenciar) são apenas cansativas. O roteiro é quase um detalhe sem importância, personagens de alto escalão agindo de modo bizarro, com motivações sem sentido. Parece que pegaram a luta no corredor de Old Boy e esticaram por algumas horas.

Gosto do Carnahan, especialmente dos dois títulos mencionados acima, e parcialmente do Narc. Mas depois de tantos anos sem fazer nada de destaque, e após ter saído ou sido demitido do novo Desejo de Matar, ele resolve pegar algo bem peculiar e controverso, no mal sentido. Quanto ao Grillo, o sujeito tem uma carreira gigantesca, mas não o reconheceria se esbarrasse com ele na rua. Talvez o confundisse com o Jon Bernthal, da segunda temporada do Demolidor.

Fonte: Coming Soon

Tagged

Revelada a trama de Vigilante do Amanhã

Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell ganhou um trailer explicando sua trama, com mais cenas do vilão principal e sua motivação. Scarlet Johansson protagoniza como uma ciborgue liderando uma equipe de combate e investigação especializada em criminosos que usam alta tecnologia. Lançamento em 30 de março.


© Paramount Pictures

O cenário futurista também ganhou um destaque maior, com cenas adicionais nos ambientes externos e mais exemplos de realidade aumentada em uso. Os próximos vídeos de divulgação devem explorar os personagens secundários do filme, incluindo os subordinados da Major.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

E aposto que vão se concentrar principalmente no Batou.

Agora ficou finalmente claro a principal diferença entre essa major e a major Motoko Kusanagi dos animes: sua origem. Nas séries fica implícito que a protagonista é a única que sabe a verdade sobre seu passado, com flashbacks sendo explorados como possíveis explicações para seu comportamento atual, mas o mistério nunca é esclarecido. Nesse filme, ela está desmemoriada, e, apesar disso, liderando uma equipe de matadores sancionados por um governo.

Não gostei dessa mudança – parece-me que enfraquece a personagem desnecessariamente. Provavelmente foi modificada justamente para criar um ponto fraco na muralha que a major originalmente era, facilitar para o público simpatizar com ela, e ao mesmo tempo simplificar a trama. Ao invés de questionar sua humanidade, questionar seu passado, muito mais típico. Na verdade achei essa versão ocidental dela mais parecida com o RoboCop do que com a personagem do anime, em motivação e personalidade.

Por outro lado, na terceira série animada, Ghost in the Shell Arise, o tema de modificar as memórias da Kusanagi é parte da trama principal, com consequências até no filme que encerra todo esse prelúdio. Como fica demonstrado no trailer que o Kuze está hackeando a cabeça dela, talvez tenham aproveitado essa idéia – misturado a motivação do vilão de Arise com as ações do vilão de 2nd Gig.

Daqui a um mês e meio descobriremos – planejo ir na semana de abertura!

Fonte: Slash Film

Tagged

Mais tempo para outros personagens em GdG 2

Guardiões da Galáxia Vol. 2 ocupou um dos espaços no milionário intervalo do Superbowl, final de um campeonato de futebol americano realizado neste domingo. Desta vez o trailer apresenta a nova vilã e esclarece que o grupo de aventureiros espaciais ganha mais integrantes – a trama deve ficar para o próximo vídeo.


© Marvel Films

Estão no elenco Chris Pratt, Vin Diesel, Zoe Saldana, Karen Gillan, Bradley Cooper, Dave Bautista e Michael Rooker. Entram para a franquia Sylvester Stallone e Kurt Russell. O diretor e roteirista é novamente James Gunn. Lançamento em maio.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

E felizmente estão variando as músicas, deixando a excelente trilha sonora do primeiro filme para trás. Depois do trailer inicial fiquei com a impressão que iam repetir excessivamente a bem-sucedida fórmula, estragando toda a experiência.

Até agora este foi o único vídeo que gostei, principalmente por terem variado um pouco a comédia, centralizada no Baby Groot e na imbecilidade do Drax e Mantis (ainda presentes, uma pena). Estou torcendo para expandirem a presença do Yondu, um dos maiores ladrões de cena dessa franquia.

Único filme da Marvel que estou com vontade de assistir este ano. E tomara que mantenham-no isolado do resto do universo.

Fonte: Deadline

Tagged