Author Archives: The Ragi

O Corvo em quadrinhos ganha compilação caprichada

A editora Darkside Books anunciou uma versão nacional de O Corvo – Edição Definitiva, prevista para junho deste ano. A história em quadrinhos foi escrita e desenhada por James O’Barr nos anos 1980, sobre um espírito de vingança que volta dos mortos. O preço sugerido é de R$ 59,90.

Deviam fazer um bundle com a trilha e o primeiro filme
© Darkside Books

A publicação tem 272 páginas e formato de 26,6 cm por 17,6 cm. Estão inclusas 30 páginas de artes inéditas, criadas pelo autor para esta compilação.

A HQ foi adaptada para os cinemas em 1994, utilizando o mesmo nome. A produção ficou conhecida principalmente pela morte acidental do protagonista, Brandon Lee, durante as filmagens.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

E também pela magnífica trilha sonora dos anos 90, eu diria. Ouvi o treco até quase desgastar o CD, e se bobear ainda tenho ele jogado em algum canto por aqui. Assisti ao filme uma tonelada de vezes, na época em que você alugava uma fita e fazia uma cópia usando dois videocassetes. Puro combustível para adolescência.

Sabia da existência dessa HQ, acho que até vi uma edição mensal publicada em algum ponto nas décadas seguintes ao filme, mas sempre em um número no meio do caminho. E pelo jeito a distribuição era limitada, pois nunca encontrei edições usadas na época em que comprava quadrinhos em sebos.

Hoje em dia provavelmente acharia o treco deprimente. Pelas amostras nas buscas por imagens a arte é o que você esperaria de uma produção da época: um pouco grosseira, anatomia anormal nos momentos de ação, e ótimos close-ups.

Fonte: Pré-vendas da Saraiva

Advertisements
Tagged ,

Novo metroidvania inspirado em animes antigos

A Square Enix vai distribuir um novo jogo independente a partir de 15 de maio, Forgotton Anne. O título de ação em formato de plataforma e cheio de animações foi criado pela dinamarquesa Throughline Games, e estará disponível para PC, Playstation 4 e Xbox One.


© Square Enix Collective

A protagonista Anne procura escapar de uma dimensão repleta de objetos do cotidiano que desaparecem e são esquecidos, mas que lá criam vida e se tornam habitantes locais.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

É mais uma iniciativa do Square Enix Collective, serviço da empresa para apoiar independentes na distribuição e divulgação, em troca de uma porcentagem. Possuem um catálogo considerável de lançamentos na página oficial, mas nada que tenha ouvido falar. Até pensei em procurar algo interessante para adquirir, mas não abro um jogo eletrônico desde março, e ainda tenho vários inéditos instalados no computador.

Acho que Forgotton (erro de digitação?) Anne tem a quantidade exata de publicidade disponível, qualquer sucesso adicional apenas se cair nas graças da comunidade e se beneficiar do boca a boca. Mais divulgação às custas de dólares e começariam a atrair a atenção de grupos militantes interessados em espremer pedidos de desculpas e doações de grandes empresas.

Ou vai me dizer que um jogo de anime criado por europeus não acende todos os alertas de Apropriação Cultural, tão em moda nesta década? Para sorte dos criadores, estão protegidos pelo manto da pobreza conhecido pela alcunha “indie”.

Fonte: Videogamer

Tagged

Os Incríveis 2 tem vilão hipnótico

O segundo trailer de Os Incríveis 2 traz um pouco mais da dinâmica da família Parr e aproveita para revelar, brevemente, o vilão principal. O longa chega aos cinemas em junho, reunindo quase todo o elenco original após 14 anos, novamente com roteiro e direção de Brad Bird.


© Disney

Craig T. Nelson, Holly Hunter e Sarah Vowell compõe o núcleo familiar, com um novo ator mirim dublando o filho do meio. Samuel L. Jackson e o próprio Brad Bird são os amigos próximos, com a adição de Sophia Bush, Jonathan Banks, Catherine Keener, Isabela Rosselini e Bob Odenkirk motivando a nova trama.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Estão escondendo o rosto e modificando a voz, mas parece óbvio que o Odenkirk é o novo antagonista do filme. Primeiro pela motivação sem muito sentido do personagem, de querer promover um retorno de super-heróis à vida pública, segundo porque seria ótimo ouvir sua interpretação de um supervilão.

Infelizmente não temos crianças jovens o bastante em casa para justificar assistir filmes da Pixar nos cinemas – o último foi Valente. Vou ter que esperar alguns meses até surgir em streaming.

Caso façam um filme dedicado ao Frozone espero que contratem o Bruce Willis como vilão. Alguém entendeu a referência?

Fonte: IMDb

Tagged

Tubarão gigante tenta superar Tubarão clássico

The Meg é a nova produção estrelada por Jason Statham, desta vez enfrentando um tubarão do período Cretáceo Superior (66 milhões a 100 milhões e 500 mil anos atrás), mas em tempos modernos. Ele está acompanhado em sua empreitada por Rainn Wilson, Ruby Rose e Bingbing Li. Lançamento em agosto deste ano, nos EUA.


© Warner Bros

A direção é de Jon Turteltaub, da franquia A Lenda do Tesouro Perdido. O roteiro conta com uma equipe de cinco pessoas diferentes, e é uma adaptação do livro The Meg: A Novel of Deep Terror, de Steve Alten, lançado em 1997. A franquia literária tem seis continuações, e são todos inéditos no Brasil.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Mas que porcaria foi essa? Isso é um filme de terror, de ação, uma comédia, o que? Estão querendo agradar quem com essa colagem aleatória de efeitos visuais e trilha sonora grotescamente deslocada?

Eis um sinal da gigantesca influência chinesa em Hollywood, adquirindo ou investindo em produtoras de grande porte. Finalmente projetos arriscados como esse Tubarão à décima potência vão saindo do papel, sem que seu fracasso signifique o fechamento das empresas envolvidas.

Daí colocam uma fraquinha atriz mirim asiática em destaque, apesar de não conseguir atuar nada, uma atriz chinesa coprotagonista (no que não vejo problemas, os papéis secundários em filmes de ação tem pouco a oferecer, então o mínimo que podem fazer é recheá-los com variedade), e uma tonelada de extras chineses. É preciso agradar os novos patrões!

Depois de tantas décadas tentando fazer o filme, podiam ter caprichado um pouco mais no primeiro trailer.

Fonte: IMDB

Tagged

Psiônicos para Starfinder continuam se desenvolvendo

O manual Psionics Guide para o RPG de mesa Starfinder está entrando em sua última semana de financiamento coletivo. A campanha no site Kickstarter acumula mais de 17 mil dólares, sendo apenas 5 mil necessários para a criação do livro. Entre o material sendo desenvolvido pela editora Dreamscarred Press constam quatro classes, 11 raças, novos arquétipos, temas, equipamentos e poderes psiônicos de nível 1 ao 6.

26525765337_e4230c319b_c
© Dreamscarred Press

A contribuição mínima de 10 dólares garante uma cópia digital do livro, e a de 15 dólares inclui um catálogo de monstros psiônicos. O financiamento extra já garantiu fichas de personagem, três pacotes de opções extras para jogadores e GMs, ilustrações e a criação do próprio bestiário. O material está previsto para ficar pronto ainda este ano.

O Psionics Guide é um livro compatível com o sistema de regras criado pela Paizo, e portanto seu uso não é oficial.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Estou participando com meus modestos 15 dólares, uma pechincha em comparação ao preço que o treco provavelmente vai atingir depois de pronto – no mínimo 30, provavelmente 40 dólares.

Pela minha experiência com campanhas de Kickstarter, os últimos dias costumam trazer uma quantia expressiva de dólares para os criadores, geralmente valor igual ao recebido nos primeiros dias. Imagino que esse livro chegue até os 25 mil dólares, principalmente se criarem uma recompensa atrativa para essa faixa de financiamento. Uma quinta classe, por exemplo.

Espero que o treco continue em desenvolvimento sem problemas e saia mesmo este ano. Os últimos dois que financiei, de outras editoras, estão empacados há anos, e sem previsão de ficarem prontos.

Por enquanto continuo com nossa campanha semanal de Starfinder, e a gurizada está se esbaldando. Em quase toda sessão seus personagens chegam à beira da morte, o que deixa o jogo emocionante e tenso. Não lembro de Pathfinder ser tão mortífero – depois do primeiro nível era raríssimo alguém morrer, exceto de propósito.

Fonte: Dreamscarred Press no Kickstarter

Tagged ,

Elenco de apoio se destaca em Han Solo

Han Solo: Uma História Star Wars ganhou novo trailer, destacando os personagens Lando Calrissian e Chewbacca. O filme é um prelúdio à trilogia original, mostrando como o carismático fora da lei conquistou sua nave espacial e fez algumas de suas amizades no submundo. Lançamento em 24 de maio.


© Disney

Ron Howard dirige, com roteiro de Lawrence Kasdan e seu filho Jonathan. Alden Ehrenreich é o protagonista, acompanhado por Emilia Clarke, Thandie Newton, Woody Harrelson, Donald Glover, Paul Bettany, Jon Favreau e Warwick Davis.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Esse deve ser o filme de Star Wars menos promovido em toda a carreira da franquia. Havia literalmente esquecido que ele sairia este ano. Em meio a demissão de diretores, refilmagens constantes e boatos de atritos relativos ao protagonista, é surpreendente que o treco fique pronto na (acho) data prevista.

Assisti no final de semana “Ave, César”, dos irmãos Coen, basicamente protagonizado pelo Alden Ehrenreich. Ele fez um trabalho ótimo no filme, como um ator de filmes de velho oeste incapaz de atuar, então os boatos sobre suas dificuldades para interpretar Han Solo me pareciam irônicos. Pelos trailers acredito que criou sua própria versão do personagem, em vez de tentar imitar o Harrison Ford. O que provavelmente será mal visto pelos fãs, cada ano mais raivosos.

Acho que vamos ver nos cinemas, mas os últimos dois foram tão mixurucas que talvez isso não aconteça. Meus filhos estão chegando na fase de sair com os amigos, e minha mulher pega no sono assistindo ficção científica. Por outro lado, se eu for sozinho, sairia tão barato…

Fonte: Star Wars no Youtube

Tagged

Videogame propõe O Médico e o Vampiro

Vampyr é um drama moral sobre um médico vampiro se adaptando à recém-adquirida condição, em contraste com seu juramento de nunca causar dano ou mal a alguém. O jogador será responsável por balancear a necessidade de sangue do protagonista, que precisa se alimentar mais quando utiliza seus poderes vampirescos. Lançamento em junho, para PC, PlayStation 4 e Xbox One.


© Focus Home Interactive

Conforme visto no trailer, os inimigos incluem humanos, outros vampiros e até mesmo um lobisomem.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

A disputa entre o homem e o monstro interior é velha, mas a ética médica é uma novidade interessante. Obviamente o treco vai ser jogado pela janela quando você precisar de superpoderes para matar os chefes, mas talvez haja um sistema de culpa também, para penalizar o doutor.

Achei sensacional o ponto de vista dele ao ser confrontado por alguém com um crucifixo, como o objeto brilha com uma luz incandescente, cegante. Esse aspecto da mitologia vampírica geralmente é descartado ou minimizado em adaptações modernas (provavelmente para não ofender outras religiões/perder consumidores não cristãos), e vê-lo retratado com tanta importância foi inesperado.

Parece mais divertido do que imaginava, pela sinopse sombria.

Fonte: Videogamer

Tagged

Fahreinheit 451 parece meio ridículo

A HBO divulgou hoje o primeiro trailer de Fahrenheit 451, adaptação do livro de Ray Bradbury sobre uma distopia em que bombeiros são encarregados de queimar literatura impressa. Michael B. Jordan (Pantera Negra) é o protagonista, com Michael Shannon (O Homem de Aço) interpretando seu chefe e Sofia Boutella (A Múmia) o interesse romântico que o faz questionar seu emprego.


© HBO Films

A direção e o roteiro ficaram por conta de Ramin Bahrani, com vários dramas sociais no currículo, como 99 Casas e A Qualquer Preço. Lançamento previsto para maio, para assinantes do canal e do serviço de streaming da empresa.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Acho que a HBO cometeu um erro quanto ao cenário deste filme. Ambientaram ele em um futuro próximo, com tecnologia ainda mais avançada que a nossa, mas mantiveram a parte dos livros impressos intacta. Fica bem cômico o governo preocupado em queimar impressos enquanto estão cercados por maquinário avançado, capaz de arquivar todos os livros do mundo milhões de vezes.

Deviam ter inventado uma realidade retro-futurista, seguindo a interpretação do futuro na visão do Bradbury, avançando certos aspectos da tecnologia disponível nos anos 50, quando o livro foi publicado, e piorando outros, que teriam sido afetados pela queima. Ou seja, uma em que a comunicação eletrônica nunca foi para a frente.

Preciso de um trailer melhor para me convencer. E que não use tanto o trio mais famoso do elenco – parece que não deixaram nada do filme de fora.

Fonte: IMDb

Tagged

Mais Violet Evergarden a caminho

O anime Violet Evergarden chegou ao fim esta semana, mas a produção da série confirmou via mídias sociais que um projeto “completamente novo” foi autorizado. Não há detalhes se é uma segunda temporada, filme ou adaptação live-action. A temporada completa está disponível no Brasil pelo serviço de streaming Netflix.

Garota propaganda dos Correios?
© Netflix

Violet Evergarden se passa em um mundo com tecnologia equivalente ao começo do século XX, exceto no quesito próteses, muito mais avançadas que as atuais. A protagonista, que dá nome à série, é uma ex-soldada que perdeu os dois braços na guerra e precisa aprender a conviver em um país sem conflitos armados.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Se você começar a assistir Violet Evergarden esperando que uma trama vá guiar a série, vai se perder e ter uma experiência medíocre. Os episódios na verdade são pouco conectados um ao outro, optando por apresentar a cada semana um diferente tipo de “amor”, o que se encaixa na cruzada maior da heroína, descobrir o que é este sentimento.

São histórias boas, algumas razoáveis, e uma tonelada de desenvolvimento de personagem por parte da protagonista (os coadjuvantes parecem congelados no tempo, em comparação). Quase não há cenas de ação fora de flashbacks, exceto nos dois últimos episódios, bem esquisitos em comparação ao resto do anime. Me lembrou muito o Princess Principal do ano passado, tanto em cenário quanto em estrutura, inclusive ao se perder no final da temporada com uma mudança de tom brusca.

Bom, hora de assistir o episódio 13.

Fonte: Anime News Network

Tagged ,

Ação cyberpunk sobre vingança e IA

Confira o trailer de Upgrade, filme de ação e comédia de humor sombrio em um cenário cyberpunk. Logan Marshall-Green (Prometheus, Homem-Aranha: De Volta ao Lar) é o protagonista, um mecânico que odeia tecnologia mas se submete a um procedimento experimental para recuperar a saúde e partir em busca de vingança. Lançamento em junho, nos EUA.


© Madman Films

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Como não há outro nome reconhecível envolvido em qualquer nível da produção, vamos direto ao comentário.

É o estilo que permeia os filmes da Marvel se infiltrando no restante do mercado de filmes de ação, com piadinhas irônicas e expressões bobocas intercaladas com acrobacias cuidadosamente coreografada para impressionar. Mas não nego que ele facilita a experiência, em contraste com os vilões caricatos e roteiro óbvio.

E o que adianta colocar um cara com uma pistola embutida no braço se você mostra ele sendo morto já no trailer? Espero que tenham reservado implantes ainda melhores para a experiência principal.

Me lembrou muito o Mute, filme cyberpunk da Netflix, sobre um cara que odeia tecnologia mas precisa usá-la em busca de vingança. Em Upgrade muda a motivação do protagonista para detestar o futuro, também não vi neon o suficiente sendo utilizado, e os vilões não são nada ambíguos, talvez menos repugnantes.

Aguardo ansioso seu lançamento no serviço de streaming acima mencionado.

Fonte: IMDb

Tagged