Author Archives: The Ragi

Fraudes da mídia viram programa de comédia na TV a cabo

O diretor Barry Levinson (Rain Man, Bom Dia Vietnã) vai recriar sua sátira política Mera Coincidência como uma série para o canal HBO. O filme original trazia Robert De Niro e Dustin Hoffman forjando uma guerra entre os EUA e a Albânia para distrair o público quanto a um escândalo presidencial. Cometem a fraude utilizando técnicas cinematográficas e telejornalismo.


© New Line Cinema

O programa terá episódios de meia hora, e segundo o canal, deve abordar “o mundo dos negócios, entretenimento e organizações não-lucrativas”, indo além da política. Levinson será novamente o diretor, e acumula um crédito como produtor, ao lado do próprio De Niro.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Apesar de estar imerso no mundo do jornalismo, esse filme, curiosamente, não costuma entrar na lista de recomendações dos cursos de graduação em comunicação social. Não consigo imaginar a razão.

A princípio achei que a motivação da série era a constante perseguição jornalística ao novo presidente que elegeram ano passado, mas a HBO parece que vai expandir um pouco. Ou sequer tocar no tópico, a sinopse é meio ambígua. Mas não deixa de ser um tema perigoso, expor a manipulação midiática cotidiana. Normalmente já o seria, com a paranoia quanto a “fake news” atual, mais ainda.

Já posso ver a CNN, ABC, FOX e demais canais de TV americanos se escandalizando.

Fonte: Deadline

Tagged

Shyamalan anuncia sua primeira continuação/crossover

O elenco de Corpo Fechado e Fragmentado se reunirão em um filme em 2019, anunciou o diretor de ambos, M. Night Shyamalan. Bruce Willis e Samuel L. Jackson reprisarão os papéis de David Dunn e Elijah Price após 19 anos, contracenando com as múltiplas personalidades interpretadas por James McAvoy e a jovem Anya Taylor-Joy. O título do novo longa será Glass.


© Buena Vista


© Universal Pictures

Corpo Fechado é uma homenagem a quadrinhos de super-herói, imaginados de forma realista. Willis é o relutante protagonista invulnerável, enquanto Jackson ocupa a função do vilão Sr. Vidro (Mr. Glass no original), que ajuda-o a assumir seu papel no mundo.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Acho que o desempenho recente de Manoj Shyamalan confirma aquela velha teoria, que sucesso e dinheiro demais só fazem mal ao talento. Depois que começou a colecionar centenas de milhões de dólares em toda bilheteria, deram a ele um upgrade para filmes com um orçamento que já começava absurdo, e o resultado foi praticamente uma década de fiascos – se analisar bem, há quase uma curva “quantidade de dinheiro x qualidade do longa”.

Daí ele resolve voltar aos filmes de suspense com um orçamento baixo para moderado, e todo mundo passa a adorá-lo novamente. Ou é culpa do sucesso exagerado anterior, ou ele simplesmente é bom somente em um gênero de filme. O que não é nada terrível, contanto que renda boas obras.

Corpo Fechado é o meu predileto de sua filmografia, e ainda não vi Fragmentado (exceto pelos trechos finais no Youtube, após esse anúncio). Minhas expectativas são enormes.

Fonte: Slash Film

Tagged ,

Conan é um cavalheiro

Está disponível Conan the Slayer #8, revista mensal do bárbaro cimério popularizado no cinema por Arnold Schwarzenegger. Nesta segunda parte da adaptação do conto The Devil in Iron, o oponente de Conan prepara sua armadilha enquanto a mocinha tenta conseguir vantagens de todos os lados.

33449327474_476fb136f8_z
© Dark Horse Comics

São 32 páginas por US$ 3,99, em edição impressa ou digital. O roteirista é Cullen Bunn, trabalhando com o desenhista Sergio Davila e o colorista Michael Atiyeh. Uma prévia está disponível clicando na capa acima.

O texto original está em domínio público e pode ser lido no Projeto Gutenberg, neste link (em inglês): http://www.gutenberg.org/ebooks/42209

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Acho que me enganei quanto às mudanças que a história em quadrinhos estava fazendo em relação ao conto. Tive a impressão, pela prévia gratuita do mês passado, que a trama principal já estava começando nas primeiras páginas, e que agora veríamos o Conan lidando com o monstro na ilha. Mas parece que somente agora a coisa está andando – o que será que era aquilo com os piratas então?

E preciso render uma homenagem a essa arte da capa, autoria de Admira Wijaya. Acho que nunca vi o Conan com um cabelo tão sedoso e com uma maquiagem tão bem aplicada. Poderia saltar dessa selva diretamente para um show do Poison.

Fonte: Dark Horse Comics

Tagged

Pathfinder integra regras e mundo de fantasia

A editora Paizo está introduzindo seu cenário de campanha Golarion na linha principal de produtos do RPG de mesa Pathfinder. A novidade vai começar no livro Adventurer’s Guide, que detalha o funcionamento de 18 organizações diferentes que empregam aventureiros. Também serão apresentadas novas magias, façanhas, itens mágicos, classes de prestígio, arquétipos e novos poderes para as classes já existentes, tudo atrelado aos tais grupos.

34141586401_85e07cfa2d_z
© Paizo

O livro será lançado em maio deste ano, por US$ 39,99, com a versão digital chegando no final do mesmo mês, pelo preço reduzido de US$ 9,99.

Apesar de serem parte do mundo de Golarion, as organizações podem ser reaproveitadas em outros cenários, com regras próprias para isso disponíveis no volume.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Acho que essa é uma das melhores decisões da editora nos últimos anos, desde que lançaram o muito criticado Advanced Class Guide. Ao invés de entupir os jogadores com mais classes e sistemas opcionais que ninguém usa, vão expandir o mundo que inventaram e projetá-lo ainda mais, atingindo o público externo que costuma comprar apenas livros de regras.

Sistemas de RPG costumam ser reciclados em edições novas assim que atingem certa idade e excesso de opções, e Pathfinder já está com uma boa quantidade de anos e produtos acumulados. No sistema de mesas de jogos organizados que mantêm, já criaram uma versão utilizando apenas uma pequena parte dos livros, para facilitar a vida dos novatos – sinal claro de fadiga. E ainda precisam competir com a nova edição de Dungeons & Dragons, marca mais popular e extremamente simplificada em comparação.

Pessoalmente, continuo utilizando o sistema porque adquiri uma quantia absurda de PDFs nos últimos anos, e porque a Wizards of the Coast se recusa a vender os manuais em formato digital. O mais perto que chegam é o Fantasy Grounds, programa que aproveita conteúdo dos livros, mais voltado para criar e manter um personagem coerente. Enquanto isso, cópiass piratas de seus livros circulam livremente pela internet. Vá entender esse modelo de negócios.

Fonte: Paizo

Tagged

Mais literatura japonesa popular no ocidente

A editora japonesa Kadokawa vai começar a investir na tradução de “light novels” exclusivas para o público internacional, por meio do site BookWalker Global. O primeiro livro traz o título O Padeiro de Combate e sua Garçonete Autômata, em tradução livre, sobre um soldado aposentado que se dedica à panificação, mas não consegue vender seu produto até contratar uma funcionária. Durante seis meses a publicação estará disponível somente na livraria digital.

34211016896_fcf6bc9743_z
© Kadokawa

O gênero “light novel”, popular no Japão, é voltado ao público infanto-juvenil, ou “young adult” (jovem adulto), como é conhecido atualmente. São livros de baixo custo e geralmente acompanhados por ilustrações feitas no estilo mangá. Os mais populares muitas vezes são adaptados como histórias em quadrinhos e animações.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Tenho a impressão que o governo japonês não precisa se preocupar com o interesse de sua juventude por literatura. O país costuma mesclar esse meio com outros, além de terem um mercado editorial gigante, proporcionalmente à população. Já enfiaram livros em jogos eletrônicos, em telas de celular, enfim, parece que apreciam o ato de ler em tudo quanto é formato.

Dessas light novels, acredito ter lido apenas dois exemplares: Guardian of the Spirit e Guardian of Darkness, primeiros livros da franquia Moribito, de Nahoko Uehashi. O primeiro foi adaptado em um anime, e acho que uma série de TV foi criada aproveitando tudo. A animação é impressionante, e provavelmente responsável por eu gostar tanto de protagonistas que usam lanças. Infelizmente apenas estes dois foram traduzidos nos EUA, então nunca pude concluir a saga.

Acabo de verificar, e sequer esses estão disponíveis no BookWalker. Não seria nada mal se traduzissem alguns clássicos, ao invés de apenas novidades.

Fonte: Anime News Network

Site oficial: https://global.bookwalker.jp/

Tagged

Adolescentes são novo alvo da Marvel

Cloak & Dagger é uma das próximas séries da Marvel a chegar na televisão, de pelo menos três planejadas. O programa está sendo desenvolvido no canal Freeform, voltado para o público adolescente e adulto jovem. Os protagonistas são o casal Manto e Adaga, criados na década de 80.


© Freeform

Os 10 episódios de uma hora serão lançados no ano que vem.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

O programa não parecia tão ruim assim, somente pesado no drama, até os efeitos especiais darem as caras e ficarem completamente deslocados. Me lembrou muito do episódio final da primeira temporada de Demolidor, quando o uniforme ridículo destruiu boa parte da credibilidade do show.

O cristal de luz na mão da atriz parece ter sido reaproveitado dos antigos filmes do Super-homem, e o rapaz esvoaçante em cima do telhado parece estar posando para uma sessão de fotos, na frente de um ventilador.

E ainda nem mostraram os vilões.

Fonte: Blastr

Tagged

Ladra educativa em desenho para crianças

O popular serviço de streaming de vídeos Netflix divulgou a primeira arte conceitual de Carmen Sandiego, sua nova animação para o público infantil. O programa adapta uma franquia de jogos e livros educativos, sobre uma ladra que ensina geografia e outras disciplinas enquanto é perseguida por detetives. Lançamento previsto para 2019.

Ainda não conseguiram me desagradar com a arte desses remakes
© Netflix

O primeiro jogo, Where in the World is Carmen Sandiego?, foi lançado em 1985 e o mais recente em 2015. Uma animação já foi produzida antes, na segunda metade dos anos 90, exibida no Brasil com o simples título de Carmen Sandiego.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Conheço a franquia somente por esse desenho, que assistia na Rede Globo na mais tenra idade. Gostava do treco, apesar de achar que a Carmen Sandiego aparecia muito pouco (aparentemente, essa é a ideia da coisa toda). Os irmãos protagonistas eram chatinhos, mas a ladra elegante era um conceito ótimo.

Sei que é uma propriedade relevante, já que volta e meia via notícias sobre novos jogos sendo desenvolvidos. Mas não imaginava que fosse tão gigante, até fazer um pouco de pesquisa sobre o tema.

E é surpreendente não encontrar controvérsia quanto ao projeto. Uma latino-americana retratada como criminosa protagonizando um desenho educativo para crianças? Cadê a polícia do politicamente correto para protestar?

Fonte: Coming Soon

Tagged

Veterano de Hollywood está irreconhecível

Robert De Niro interpreta o criminoso Bernard Madoff no filme The Wizard of Lies, da HBO, com estreia prevista para maio deste ano. Também estão no elenco Michelle Pfeiffer e Hank Azaria.


© HBO

Madoff ficou famoso ao ser preso em 2008, após confessar aos filhos que sua firma de investimentos era uma fraude. De acordo com a Wikipédia, teria causado um prejuízo real de 18 bilhões de dólares aos seus investidores, e um prejuízo potencial de 65 bilhões, que seria o retorno financeiro prometido aos clientes.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Olhem só, De Niro sumindo em um personagem. Geralmente ele interpreta variações de um mesmo personagem, com alguns cacoetes, um sotaque diferente, talvez um penteado exótico – mas acho que nunca vi ele tão transformado assim, e não estou falando apenas do cabelo.

Encaixei esse filme na categoria policial, já que se trata de um crime de colarinho branco. Geralmente nesse gênero você imagina assaltos a banco, assassinatos, vinganças, e as típicas investigações que resolvem tudo no último minuto. Mas são pilantras como esse Bernie que realmente fazem estragos.

Outro nessa linha, muito divertido e com participação do excelente Ryan Gosling, é A Grande Aposta, sobre a crise financeira de 2008. Ajuda se você entender um pouco sobre a situação dos pacotes de hipotecas negociados sem dinheiro real algum para bancá-los.

Fonte: Slash Film

Tagged

Novo Star Wars chega com uma bomba

Em meio a promessas de continuar produzindo filmes sobre Star Wars pelas próximas décadas, a Disney lançou o primeiro trailer de Star Wars: Episódio VIII – Os Últimos Jedi. A segunda parte da nova trilogia chega aos cinemas em 15 de dezembro deste ano, desta vez com direção de Rian Johnson (Looper).


© Walt Disney Pictures

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

E talvez menos engessado pelas expectativas de fãs rancorosos, podendo finalmente dar sua própria contribuição à franquia. Já que o episódio anterior foi apenas um festival de nostalgia, um ritual de passagem da coroa com duas horas de duração.

Desta vez o treinamento da Rey vai ser o foco central, assim como foi o do Luke anteriormente, o que não é um bom sinal. Mas pelo menos deram uma chacoalhada na trama com a bombástica declaração final do veterano Jedi – aposto que fazem ele mudar de ideia até o final do episódio 9.

Meio estranho não terem nenhum inimigo novo para mostrar, ou mesmo alguma ameaça anterior recauchutada. Um relance do Snoke sem a projeção holográfica, ou a capitã Phasma finalmente fazendo algo útil, ou mesmo outro stormtrooper metido a subchefe.

Mas temos ainda longos oito meses de marketing pela frente, logo eles aparecem.

Fonte: io9

Tagged ,

Piadas dominam Thor 3

Thor: Ragnarok ganhou seu primeiro trailer, dando ênfase no elenco novo e ao retorno do Hulk aos filmes do universo Marvel. A direção desta vez é de Taika Waititi, das comédias O que Fazemos nas Sombras e Flight of the Conchords. Cate Blanchett entra para a franquia como a vilã Hela, acompanhada por Karl Urban, Sam Neill, Jeff Goldblum e Tessa Thompson. Lançamento em novembro deste ano.


© Marvel Films

Reprisam seus papéis Chris Hemsworth, Tom Hiddleston, Benedict Cumberbatch, Idris Elba, Jaimie Alexander, Anthony Hopkins e Mark Ruffalo, além dos outros colegas asgardianos de Thor.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Parece que a Disney/Marvel resolveu escancarar e transformar seus filmes em comédias de ação. Não dá para negar que rendem bons trailers, e nas duas tentativas mais óbvias anteriores, ótimos filmes: Guardiões da Galáxia e Homem-Formiga.

O próprio Hemsworth tem se destacado nos papéis mais cômicos que tem feito em anos recentes, como o novo Caça-Fantasmas. Ainda não vi, mas na época as resenhas geralmente elogiavam as idiotices que fazia em cena.

Eu achei que ia reclamar de novo do excesso de filmes de super-herói, mas acabei me divertindo com o trailer, então encerro aqui com otimismo. Que raro.

Fonte: Deadline

Tagged