Monthly Archives: August 2017

Novo anime de Godzilla ainda este ano

A Netflix vai distribuir mais uma criação da Polygon Pictures em novembro deste ano. O tema desta vez é o popular lagarto bípede gigante Godzilla, mas o cenário, ao invés do Japão, é um planeta Terra dominado por kaiju. Confira o trailer:


© Toho Company

Godzilla: Monster Planet deve ser o primeiro de uma trilogia sobre a humanidade tentando retomar o planeta das patas do rei dos monstros.

O serviço de streaming já exibe da mesma produtora o filme animado de ficção científica Blame! e as séries Knights of Sidonia e Ajin.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Peculiar escolha. Ainda não assisti Knights of Sidonia, mas consumi Blame! no mesmo final de semana em que foi lançado. O longa tem duas grandes falhas.

A primeira foi não estabelecer a presença da vilã mais cedo na história, e criar um suspense quanto aos seus planos – quando ela aparece nos instantes finais é mais confuso que impactante. Mas dá para entender, com a quantidade de informação que tentaram espremer nesse filme curtinho, que alguma coisa não encaixaria direito ou ficaria de fora. Pena que acaba com o clímax.

A segunda, e imperdoável, é a incapacidade de demonstrar as dimensões absurdamente gigantescas dos cenários de Blame!. O protagonista viaja por uma estrutura de metal tão enorme que ela simplesmente engole a Terra inteira e provavelmente alcança outros planetas – mas mesmo os locais individuais são ambientes fechados e enormes, capazes de abrigar metrópoles. Não passam em momento algum essa sensação de escala.

E logo esse povo vai fazer um filme sobre o Godzilla?

Fonte: Coming Soon

Advertisements
Tagged ,

Poderes psiônicos no espaço sideral

A editora Dreamscarred Press, criadora do suplemento Ultimate Psionics para o RPG de mesa Pathfinder, anunciou seus planos para Starfinder. Com o título provisório The Psionics Guide, o primeiro manual irá incluir raças, classes, feats e archetypes com temas psiônicos para o novo jogo. De acordo com o press release, vão avaliar cada aspecto deste sistema de poderes para decidir o que pode ser aproveitado e o que irão modificar.

36757183622_b24803618b_o
© Dreamscarred Press

O livro seguinte trará novas criaturas psiônicas com o tema espacial de Starfinder, e, depois disso, possivelmente mais opções para jogadores, aventuras e até veículos. Preferem não estabelecer uma data de lançamento, mas avisam que irão fazer testes abertos com o material antes da publicação oficial.

Starfinder é o novo RPG de mesa da Paizo, que leva o cenário de seu famoso jogo Pathfinder para o espaço e o futuro, combinando ficção científica e fantasia e atualizando vários conceitos e regras clássicas.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

A Dreamscarred Press é a minha editora predileta dentre todas as criadoras de material compatível com Pathfinder, tendo comprado produtos de suas principais linhas: Psionics, Akashic, Path of War.

Mas esse anúncio me deixou desapontado. O silêncio da editora quanto a Starfinder chamou a atenção dos consumidores de “3rd party material”, e um pouco de especulações quanto ao que estariam fazendo. Eu acreditava que iriam lançar um manual de psionics ainda em agosto, ou na pior das hipóteses, o open playtest que normalmente fazem.

Mas pela nota que publicaram, ainda vão começar a trabalhar no suplemento. Nem o nome definiram ainda!

Pelo que vi até agora, Starfinder é um bom sistema – melhoraram o combate, habilidades, o crafting, deram uma recauchutada em tudo. Apenas as classes não são particularmente interessantes. O jedi do sistema, chamado solarian, me interessou pelo tema e poderes esquisitos, mas os relatos de seu desempenho em combate não são muito animadores. Então obviamente fiquei entusiasmado para ver os jedi psiônicos do Pathfinder, chamados soul knife, em sua versão Starfinder. Mas mal começaram a pensar nisso ainda.

Ou estão muito ocupados com algum outro projeto (estavam trabalhando em um novo sistema de jogo, se me lembro bem), ou não acreditaram muito no sucesso de Starfinder e esperaram para ver. Se ele estiver vendendo tão bem quanto a Paizo dá a entender, desperdiçaram uma grande oportunidade. Poderes psiônicos combinam muito mais com ficção científica do que com fantasia. A aceitação possivelmente seria maior e mais fácil.

Bom, é a vida.

Fonte: Dreamscarred Press

Tagged ,

Patriotismo durante crise na polícia federal americana

Liam Neeson é o protagonista de Mark Felt: The Man Who Brought Down the White House, suspense policial sobre a crise de Watergate. O ator interpreta um dos diretores do Federal Bureau of Investigation (FBI), a polícia federal americana, durante a década de 70, que resolve ajudar jornalistas a investigarem o próprio presidente americano, Richard Nixon.


© Sony Pictures Classics

Estão no elenco também Diane Lane, Michael C. Hall, Eddie Marsan, Kate Walsh, Tom Sizemore, Bruce Greenwood e Noah Wyle. O diretor e roteirista é Peter Landesman, com apenas outros dois thrillers políticos nos créditos, Um Homem Entre Gigantes e JFK, a História Não Contada. Lançamento no final do mês que vem, nos EUA.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Para entender melhor o impacto dessa história toda é uma boa assistir Todos os Homens do Presidente, filme clássico dos anos 70, e recomendação em todo curso de comunicação social – jornalismo.

Estão com um bom elenco, e se o trailer for um reflexo fiel ao filme, 90% das cenas incluem o Liam Neeson falando alguma coisa que soa muito importante. Parece uma experiência agradável pela lição de história, não tanto pelas interpretações. A ausência de violência ou qualquer ação podem afastar os fãs típicos do gênero policial, porém.

Fonte: IMDb

Tagged

Mais um jogo de franquia inspirada no Studio Ghibli

Ni no Kuni II: Revenant Kingdom ganhou um novo trailer, com cenas de combate e animações. O quinto jogo da franquia é protagonizado pelo jovem rei Evan, em uma missão para recuperar seu trono roubado, e deve ser lançado em janeiro do ano que vem. Até o momento o título foi anunciado para Windows e PlayStation 4.


© Bandai Namco Entertainment

Enquanto o original Ni no Kuni: Dominion of the Dark Djinn foi desenvolvido em parceria com o Studio Ghibli, este novo conta apenas com artistas da empresa de animação, especificamente na área de design de personagem e trilha sonora.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Só assisti a esse trailer acima, então é uma comparação meio torpe, mas a divulgação do primeiro Ni no Kuni causou um impacto bem maior. Provavelmente porque exploraram exaustivamente a parceria com o Studio Ghibli, enquanto agora a relação entre ambas empresas é tênue. Apesar de óbvia em pelo menos uma das cenas, quando a menina está carregando a espada em uma almofada.

Ficou a impressão de mais um RPG japonês genérico, usando uma dublagem constrangedora. É triste, mas começaram a divulgação com o pé errado.

Fonte: Videogamer

Tagged

Jogo de conspirações e monstros vai virar série

A Funcom está divulgando que seu jogo The Secret World vai ser adaptado como uma série de TV. O programa terá um grupo de agentes infiltrados protagonizando, envolvidos na guerra entre sociedades secretas e o mundo sobrenatural. Os direitos já haviam sido vendidos há alguns anos, mas a novidade é que a produtora Infinitum Nihil, do ator Johnny Depp, assinou uma parceria para participar no desenvolvimento.

36633006922_7f11d0a9b4_c
© Funcom

Detalhes sobre elenco ainda não foram divulgados, mas o roteirista do episódio piloto é James V. Hart, responsável por Hook – A Volta do Capitão Gancho, Drácula de Bram Stoker, e criador da série de piratas Crossbones.

O MMORPG foi relançado este ano com o título Secret World Legends e agora está disponível gratuitamente.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Vender direitos de adaptação não é exatamente uma notícia – tenho evitado divulgar isso porque normalmente não dão em nada ou demoram cinco anos para terem resultado. Mas quando você consegue não apenas dinheiro mas também um “Nome” para atrelar ao seu projeto, é sinal que ele está prestes a dar o grande passo: pré-produção.

Continuo jogando SWL nos finais de semana, ao invés de me dedicar a memorizar Starfinder ou descobrir uma boa receita para berinjelas. Ainda estou no conteúdo velho do jogo, por algum motivo completando todas as malditas quests opcionais, e motivado singularmente em ver os mapas inéditos para mim, que parei de comprar atualizações na metade do caminho. Já estão abertos, basta terminar de destruir todas as múmias do Egito, ir para o leste europeu enfrentar vampiros e lobisomens, e daí sim, finalmente visitar Tóquio.

Malditas múmias.

Fonte: Funcom

Site oficial: https://secretworldlegends.com/

Steam: http://store.steampowered.com/app/215280/Secret_World_Legends/

Tagged ,

Manga de Samurai 7 chega ao Brasil

A editora JBC colocou em seu catálogo o manga Samurai 7, uma adaptação do filme Os Sete Samurai, mas com elementos de ficção científica. Mizutaka Suhou é o mangaká responsável, porém o cineasta Akira Kurosawa, responsável pelo longa original, também é creditado como autor. O primeiro volume deve ser lançado em setembro e tem preço sugerido de R$ 16,90 por 208 páginas. A periodicidade é bimestral.

36739310736_554f674cd1_z
© JBC

Assim como no filme, um vilarejo está sendo oprimido por bandidos que ficam com quase toda a comida produzida no local. Desesperados, os moradores resolvem retaliar contratando sete mercenários para ajudá-los. No manga os inimigos utilizam máquinas gigantescas, e os heróis contra-atacam com “katana antitanques”.

Uma série animada baseada no mesmo conceito foi lançada durante os anos 00.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Esse anime Samurai 7 foi um dos raros que desisti de assistir até o fim à época. E olha que então os vídeos tinham qualidade baixa, problemas de compatibilidade de codecs e levavam horas para baixar – e eu persistia mesmo assim, na maioria dos casos.

Mas essa série tinha um protagonista tão fraco e inútil que sua mera presença simplesmente me desanimou de continuar. Pesquisando sobre a franquia agora descobri que ele melhora muito, e bem rápido, chegando a ser importante para a trama como oponente, e não como obstáculo para os demais heróis. Talvez valha o resgate.

O manga me interessou, e o preço está bom pela quantidade de páginas. Acredito que irei adquirir esse primeiro volume.

Título rejeitado: Manga adapta anime dos anos 00 que adapta filme dos anos 50.

Fonte: JBC

Tagged

Entenda melhor Blade Runner 2049

O trailer mais explicativo sobre Blade Runner 2049 foi lançado esta semana, voltado para o mercado internacional. Ryan Gosling é o novo protagonista, um investigador policial encarregado de uma possível conspiração ligada a androides. Harrison Ford, antigo protagonista, é recrutado para ajudá-lo na missão. Lançamento em outubro deste ano.


© Sony Pictures UK

Denis Villeneuve (Sicário) é o diretor, com roteiro de Hampton Fancher, um dos escritores do original. Estão no elenco ainda Dave Bautista, Robin Wright, Jared Leto e Edward James Olmos.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Realmente escancaram a coisa toda. Leto é o vilão, mudando bastante do original que colocou apenas os robôs nesta função. Mas ele é o oponente intelectual, com suas replicantes fazendo o trabalho sujo. E o pequeno trecho de interação entre o Gosling e Ford redimiu as cenas esquisitas divulgadas anteriormente.

Também se controlaram bastante quanto aos cenários malucos que estavam apresentando, com aquele destaque para os hologramas gigantes.

Em suma, parece que Blade Runner 2049 vai ser um filme normal, e não uma experiência sensorial meio abstrata, como a divulgação estava insinuando até agora.

Ainda fico com uma pequena esperança de usarem, ou ao menos mencionarem, o Buster Friendly e o Mercer. E pelo menos uma mísera ovelha elétrica.

Fonte: Canal da Sony Pictures UK no Youtube

Tagged

Advogada se destaca em novo Law & Order

A nova empreitada da franquia televisiva Law & Order, intitulada True Crime, ganhou um trailer. O vídeo apresenta o elenco e revela o estilo visual do programa, mais cinematográfico que as produções anteriores. Serão oito episódios, com previsão de lançamento este ano ainda, no canal americano NBC.


© Wolf Films

Edie Falco (Sopranos) é o nome mais conhecido no elenco e uma das protagonistas, a advogada responsável por defender os irmãos Menendez, acusados de matar os próprios pais.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Claro que isso pode ser apenas efeito desse trailer, com estilo de cinema, e a série na verdade é bem mais estática, cheia de close-ups para esconder o cenário minúsculo e diálogos com duas câmeras pulando entre um grupo de personagens. Funcionou muito bem por décadas para Law & Order.

Mas provavelmente estão gastando em equipamento e locação tudo que economizaram com elenco, então teremos iluminação criativa, ângulos complicados e belos cenários. É uma boa oportunidade para inovar no estilo e continuar usufruindo do nome da franquia, afinal de contas.

Publicaram alguns comerciais de TV, mas são basicamente esse trailer mais recortado. Até o momento parece que a Edie Falco vai carregar o programa nas costas, e esses vídeos confirmaram essa impressão ainda mais. Talvez tenham exagerado um pouco na economia.

Fonte: IMDb

Tagged

Robopocalipse enfim

A editora Record vai lançar nesta sexta-feira (25) Robopocalipse, de Daniel H. Wilson. O livro retrata a guerra entre uma inteligência artificial e a humanidade, após ela decidir que somos descartáveis e resolver utilizar toda tecnologia conectada à internet como arma. O preço sugerido é de R$ 49,90.

36583113891_ecf9182c17_z
© Record

Desde o seu lançamento original em 2011, o livro tem sido acompanhado por boatos de uma adaptação cinematográfica, com o nome de Steven Spielberg atrelado à direção. O cineasta confirma interesse em dirigir, mas ainda não avançou além desse anúncio.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Sinto que esse post fecha um ciclo nas minhas publicações. Há anos atrás, quando escrevia várias vezes ao dia por aqui, entrei em contato com o autor acima mencionado, e ele revelou, com exclusividade, que havia vendido os direitos de tradução para uma editora brasileira.

Demorou quase meia década, mas ei-lo aqui! Meio difícil entender essa demora toda, a menos que você leve a sério o papo sobre o filme. É provável que tenham feito a tradução e deixado tudo engatilhado, aguardando a estreia nos cinemas para fazer uma parceria de marketing e vender algumas cópias a mais.

Ou desistiram de esperar ou o contrato incluía uma cláusula do tipo “ou usa ou desocupa a moita”, e resolveram lançar assim mesmo, sem estardalhaço ou escarcéu. Se o filme realmente sair, basta lançar uma nova edição com capa igual à arte do longa. O impacto será menor, mas fazer o que.

Fonte: Pré-vendas da Saraiva

Tagged

Passeio turístico no fim do mundo

A empresa Kadokawa divulgou o primeiro clipe de Girls’ Last Tour, série animada sobre duas meninas explorando um mundo pos-apocalíptico. As sobreviventes do fim da civilização vagam de moto em busca de comida e peças mecânicas, resume a sinopse do mangá que inspira a adaptação. Lançamento em outubro, no Japão.


© Kadokawa

A história em quadrinhos tem roteiro e arte de Tsukumizu, e é a única obra creditada a esse pseudônimo. Ela começou a ser publicada em 2014, e agora está em seu quinto volume.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Parece que temos uma certa tendência, talvez mais frequente em anos recentes, de jogar crianças adoráveis em cenários grotescos e fascinantes. Além do contraste em si ser chamativo, a arte dos personagens tende a ser muito simples, logo, mais rápida e fácil de produzir, com a complexidade dedicada às paisagens e monstros ao seu redor.

Quem se encaixa nisso atualmente é Made in Abyss, e antes disso Alice & Zouroku, e Flip Flappers. Youjo Senki – Saga of Tanya the Evil quase atinge os parâmetros, mas a cara da protagonista é bem detalhada, enquanto seus colegas de exército recebem menos traços.

Espero que uma terceira característica se mantenha constante: todas elas têm roteiros muito bons. São uma esquisitice só, mas o desenvolvimento de personagem e as tramas são puro entretenimento.

Essa Girls’ Last Tour já demonstrou o cenário bizarro e caprichado e o visual típico. Vamos ver o que fazem com isso.

Fonte: Anime News Network

Tagged