Filme conecta problemas emocionais e kaiju

Anne Hathaway está sofrendo uma crise pessoal e controlando um monstro gigante em Colossal, comédia absurda de Nacho Vigalondo. O cineasta espanhol também dirige Dan Stevens, Jason Sudeikis e Tim Blake Nelson, que contracenam com a protagonista enquanto a criatura destrói a Cidade Especial de Seul, capital sul coreana.


© Neon

Lançamento em abril, nos EUA.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Gosto da Hathaway, acompanhei boa parte de sua carreira como atriz dramática casualmente, enquanto ela coletava elogios sem se destacar demais. Há alguns anos ela declarou que gostaria de fazer um filme de ficção científica, de “atirar um laser em uma gosma alienígena” ou algo nesse sentido.

Desde então ela participou de um filme do Batman, de Interestelar e agora desse Colossal, sem deixar de lado filmes mais normais. Ainda não conseguiu atingir seu objetivo exatamente, mas está chegando perto.

Parece-me que sua carreira não foi exatamente beneficiada por essa decisão, mas talvez tenha obtido satisfação pessoal, ao menos.

Título descartado para esse post: Problemas com homem viram um godzilla

Fonte: io9

Advertisements
Tagged

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s