Batman vai protagonizar clássico de Agatha Christie

Ben Affleck (Batman v. Superman) vai dirigir e protagonizar uma nova versão de Testemunha de Acusação, baseada na peça de teatro de Agatha Christie. Além de filmes para televisão, o longa mais popular foi protagonizado por Tyrone Power, Marlene Dietrich e Charles Laughton em 1957, com direção e roteiro adaptado de Billy Wilder .

Já viu um nome mais “macho” que Tyrone Power?
© United Artists

A trama se passa quase inteiramente nos tribunais, onde Leonard Vole (Power) está sendo julgado pelo assassinato de uma rica socialite. Todas as provas estão contra ele, e apenas o testemunho de sua esposa (Dietrich) pode ajudá-lo a evitar a prisão. Mas qual a credibilidade de uma mulher defendendo seu próprio marido?

Antes de dar início a esse projeto, entretanto, Affleck precisa concluir seu trabalho no filme da Liga da Justiça e na aventura solo do Cavaleiro das Trevas.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Assim que tiver um tempo livre para assistir um filme (e caso tenha uma assinatura do Netflix) procure imediatamente por “Witness for the Prosecution”. Temos a atuação espetacular do Power e da Dietrich e o humor ácido e incansável do Laughton ao longo de duas horas sensacionais, e um desfecho tão entupido de reviravoltas que é impossível prever o que acontece – por mais que você tenha teorias, não irá conseguir acertar tudo. Garanto!

Assisti ao filme este mês, por coincidência – tento alternar entre algo velho e algo novo – e fiquei completamente atônito com o final. Recomendei para todo mundo que conheço (que assiste filmes), ao ponto de irritar alguns. Mas não me arrependo, essa é uma experiência que vale a pena ter.

E caso fique de picuinhas porque o filme é em preto e branco, faça-se um favor: vá até um espelho, pratique um pouco, e acerte um sonoro bofetão no próprio rosto. Há um acervo inacreditável de filmes ótimos em preto e branco, e se você deixa um detalhe como esse te impedir, está merecendo um castigo.

Leve em consideração um argumento: milhares de porcarias são lançadas em todas indústrias culturais todos os anos; o material que é bom, sobrevive alguns meses; o material muito bom tem sobrevida de anos; o melhor, persiste por décadas e séculos.

Se esse filme ainda circula por aí após 59 anos, em qual categoria acha que ele pertence?

Fonte: Slash Film

Tagged

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s