Novas classes compatíveis para o RPG Pathfinder

A Dreamscarred Press lançou esta semana Akashic Mysteries, seu novo livro para o RPG de mesa Pathfinder. São três classes: Daevic, Guru e Vizier, usuários do sistema de magia akasha; três novas raças, archetypes para as classes básicas do jogo e as psiônicas da própria editora; novos feats, itens mágicos e monstros. São 96 páginas por US$ 14,99, em formato digital, e, futuramente, também impresso.

Isso é um gamla, ou homem-camelo.
© Dreamscarred Press

Akasha é um tipo de energia mágica que pode ser solidificada em itens mágicos temporários, chamados de veils. Os personagens desse livro criam esses itens e aproveitam seus efeitos, que variam de ataques mágicos e bônus para habilidades, classe de armadura e pontos de vida, a poderes diversos, como auras de frio ou invocar mortos-vivos.

E também está disponível Primordial Dancer: Creation’s Muse, da Interjection Games, para o mesmo sistema de RPG. Com 26 páginas e preço de US$ 5,49, a classe combina magias de druida (até 6º nível) com o uso de danças que manipulam diferentes energias “primordiais” de aspectos do mundo, como o mar, o subterrâneo, a vida, o cosmos, o solo, e o céu. Cada dança possui uma duração diária fixa e garante um poder passivo assim que começa a ser usada; na sequência o primordial dancer pode gastar um determinado número de rodadas de duração de uma vez só para ativar poderes que vão sendo liberados a medida que passa de nível. São 36 danças disponíveis, cada uma com quatro poderes diferentes.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Akasha é uma atualização do livro Magic of Incarnum, de Dungeons & Dragons 3.5. O que antes era chamado de “soulmeld” virou veil, e o tema geral do livro foi abandonado por misticismo do Oriente Médio e Índia, apesar de não possuir conteúdo atrelado a um cenário de campanha específico. Akashic Mysteries está sendo produzido há dois anos, passou por um extensivo período de testes, está ricamente ilustrado e pertence a uma empresa unanimidade entre as editoras de material compatível de Pathfinder. Compre sem medo e divirta-se.

Já Primordial Dancer foi criado em poucas semanas, a partir do Patreon da editora (por US$ 150 o dono dela cria a classe que você quiser) e está sofrendo um pouco de resistência – de acordo com o seu designer, é o produto que menos vendeu desde que começou seu patreon. Em conversas abertas verificamos que classes associadas a “artes” geralmente vão mal de vendas – o que não deixa de ser curioso, já que ele mesmo sugeriu alinhar o personagem ao tema de danças da chuva dos índios norte-americanos.

Na prática é um druida que perde os três níveis finais de magias, o poder de mudar de forma e o animal companheiro pelo acesso a 9 danças. Essas funcionam mais ou menos como as linhagens (bloodlines) do Sorcerer ou Bloodrager, sem as magias e façanhas extras; começa com um poder e vai destrancando novos enquanto passa de nível. Ao invés de ter uma quantidade de usos diários de cada, tem um poço de pontos, ou de rodadas nesse caso (acho que dá na mesma) para gastar como achar melhor. Precisaria colocar essas danças em uma tabela para medir exatamente quão poderosas elas são, mas acredito que o primordial dancer não é nada para se jogar fora; não chega ao nível de um mago ou clérigo (felizmente), mas talvez se aproxime um pouco.

Tragicamente, a empresa poderia ter substituído as referências a dança por qualquer outro baboseira mágica e ter obtido uma aceitação muito melhor. Não é como se o poder sequer estivesse atrelado à habilidade Perform (Dance)!

Fonte: Paizo

Tagged

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s