Velho MMO coreano ganha injeção de ânimo

Ragnarok Online 2 vai passar a ser desenvolvido pela empresa Warpportal, subsidiária americana da coreana Gravity Interactive. O anúncio na página oficial do jogo inclui uma extensa lista de aspectos que serão modificados, incluindo mapas, missões, monstros, mecânicas, e itens que caem de monstros ou que estão à venda na loja oficial.

Quando jogava bRO tinha grandes expectativas para essa continuação...
© Warpportal

RO2 é um MMORPG gratuito com venda principalmente de itens cosméticos (que modificam o visual do personagem sem grandes melhorias na jogabilidade) e consumíveis (que concedem bônus temporários).

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Desde as primeiras imagens de Ragnarok 2, na década passada, já apostava que o treco não daria em nada. Como veterano do Ragnarok 1, sempre creditei seu sucesso mais no visual e simplicidade do que em qualquer outro aspecto do jogo (com a Guerra do Imperium em terceiro lugar, provavelmente). Era basicamente um clone dos antigos Final Fantasy mas utilizando combate em tempo real ao invés de turnos. Tudo fofinho para jovens e nostálgico para idosos, com mapas exclusivos para iniciantes ridiculamente amigáveis e explicativos.

Mas Ragnarok Online 2 jogou todo esse charme fora já em seus conceitos originais. Trocaram a perspectiva isométrica retrô por um tridimensional genérico, automaticamente “enfeando” os personagens e monstros; e a inclusão de raças e classes exclusivas a estas, algo típico de MMOs atuais (pelo que estou vendo no site oficial, acho que desistiram dessa ideia, pelo menos), aumentando a quantidade de decisões que um jogador precisa fazer antes de começar a jogar.

Observando vídeos e screenshots, RO2 parece idêntico a outros milhares de jogos do gênero, tentando sobreviver se pendurando no nome da franquia. Ao invés de revitalizarem esse defunto, podiam começar um título novo, com um engine mais semelhante ao original.

Vejo também que transformaram o velho mercador e suas evoluções em um sistema de crafting similar ao de outros MMOs. Bom, era um personagem tão esquisito que fica difícil defender sua continuidade… mas me rendeu algumas centenas de horas de entretenimento. Ou de grinding, pelo menos.

Fonte: MMORPG.com

Tagged ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s