Espíritos lendários sob controle em Pathfinder

O artigo mais recente da Paizo sobre o manual Occult Adventures, do RPG de mesa Pathfinder, traz detalhes sobre a classe Médium. Este personagem permite que diferentes espíritos dominem seu corpo, ganhando habilidades de acordo com sua necessidade. Os espíritos, chamados pelo livro de lendas, são archmage, champion, guardian, hierophant, marshal e trickster. Tratam-se de almas de mortos que, ao passar pelo plano astral, se combinam com histórias e pensamentos sobre heróis míticos.

Este é controlado, a senhora controlava
© Paizo

Além de poder mudar de papel sempre que necessário, o Médium possui magias psíquicas de até nível 4 e pode fazer uma “reunião mediúnica” para descobrir informações sobre um local, ou invocar uma assombração e permitir que o resto do grupo converse com ela.

Putz! Adorei!
© Paizo

Entre os archetypes, variações da mesma classe, estão o kami médium, ilustrado acima, um controlador de deuses do folclore japonês capaz de manipular talismãs e objetos possuídos por espíritos; o médium reanimado, que após morrer possui o próprio corpo; e o storyteller, cujos poderes são focados nas histórias das lendas ao invés dos espíritos modificados por elas.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

O incomum termo “reunião mediúnica” foi uma tradução de séance, termo mais conhecido por aqui como sessão espírita – mas ficaria fora de contexto no cenário de Pathfinder, cujas religiões não incluem as nossas monoteístas mais populares.

Essa classe provavelmente foi a que menos tinha me interessado durante o playtest, com suas dezenas de espíritos diferentes em potencial – um verdadeiro mestre Pokémon ocultista – mas essa versão resumida parece mais fácil de administrar. E o kami médium é simplesmente espetacular. Tenho um onmyoji, classe compatível com Pathfinder, o qual utilizo para dar um pouco de suporte aos personagens de meus filhos, e o temas são os mesmos: conversar com kami, controlar shikigami, usar talismãs (o-fuda)… preciso fazer um desses como parente do meu personagem, ou talvez um vilão.

Tomara que toda classe tenha uma versão oriental.

Fonte: Paizo Blog

Tagged

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s