Monthly Archives: May 2015

Nova série de TV sobre magia real

The Magicians é a nova série do canal americano Syfy, baseada no livro Os Magos, de Lev Grossman. Nela um estudante entra para uma universidade onde descobre que a magia é real, e aprende como utilizá-la. Lançamento previsto para este ano.


© Universal Cable

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Pelo menos não é um drama adolescente – o povo tem mais de 18 anos, apenas se comportam como se tivessem 14. Caso não passasse tanto a impressão que o protagonista é uma alma torturada e sofrida, cheeeeio de problemas fascinantes típicos da idade e de muito tempo livre, poderia ter me interessado. E esse estilo de história “pessoa se comportando como se tudo fosse normal em um cenário fantástico” está ficando cansativo, não?

Visualmente me lembrou Os Guardiões da Noite, só que com uma trama menos relevante.

Fonte: io9

Advertisements
Tagged

Novo Star Wars não-episódio avança com elenco

Diego Luna é o primeiro nome mais conhecido no elenco de Star Wars Anthology: Rogue 01, filme de Gareth Edwards (Godzilla), com estreia prevista para o final do ano que vem. De acordo com a sinopse, os protagonistas são um grupo de rebeldes que roubam os planos de construção da Estrela da Morte original, eventualmente repassando-os para a princesa Leia – antes dos acontecimentos do Episódio IV.


© Disney

Além dos episódios VII a IX, outros três filmes de Star Wars devem ser produzidos para serem lançados nos intervalos, garantindo um novo longa da franquia todo ano.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Acredite, gastei uns 10 minutos discutindo com um conhecido sobre em qual episódio (IV ou VI) é falada a frase “[nome de alienígenas] foram mortos para conseguir esses planos” em referência ao furto dos planos da Estrela da Morte que servirá como trama desse filme. Daí, 15 minutos de wookiepedia depois, sem achar nada, lembro-me que a frase está errada, não eram os planos, mas sim os códigos de segurança para o Luke Skywalker entrar na Estrela da Morte 2.0. Patético.

Acho que um filme sobre o roubo desses códigos de segurança (uma mera referência sem importância no meio de um discurso) seria bem simpático, uma homenagem aos pobres alienígenas sacrificados. Mas o roubo dos planos, motivador da primeira cena do primeiro filme de Star Wars é definitivamente um atrativo maior.

E pelo menos não é exatamente um prequel, mas sim uma história que se passa no mesmo universo, marginalmente conectada ao longa original. Esse tipo de produto acho bem mais aceitável do que continuações reversas.

Fonte: Bleeding Cool

Tagged

Televisão investe na família do Super-homem

Foi lançado esta semana o trailer de Supergirl, série de TV sobre a prima do Super-homem que irá ao ar no canal CBS. Melissa Benoist (Glee) protagoniza como a relutante super-heroína, que após anos escondendo seus poderes e tentando ter uma vida comum, resolve começar a combater o crime.


© CBS

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Calma! Antes de se escandalizar, sair correndo ou quebrar o teclado no monitor, pense bem: você é o público-alvo desse programa? Eu tenho certeza que eu não sou – não me identifiquei ou me interessei por coisa alguma em todo o vídeo – e sequer consigo imaginar exatamente quem é.

Mas essa mistura de O Diabo Veste Prada com Smallville tem pelo menos um mérito raro nesses programas deprimentes da DC Comics: uma heroína não-relutante. Tudo bem que ela inicialmente repete a mesma ladainha de “quero uma vida normal” e blá-blá-blá, mas assim que começa a combater o crime, seu entusiasmo compete com o do Hiro, na extinta série de televisão Heroes. Ninguém precisa empurrá-la para sair voando por aí, ela se voluntaria, faz questão. E isso, honestamente, é muito bacana.

Além disso, a atriz parece tão confortável no papel que é surpreendente. Muitos não concordam, mas eu acredito que ela foi uma boa escolha.

Dito tudo isso, estou fora.

Fonte: Slash Film

Tagged

Minority Report TV tem um trailer

Anunciado há poucas semanas, a série de TV baseada em Minority Report já divulga seu primeiro trailer. Um dos gêmeos com poder de prever o futuro, Dashiel, retorna como protagonista, ajudando uma detetive a combater o crime em 2065, enquanto procura por seu desaparecido irmão.


© 20th Century Fox TV

Lançamento ainda este ano, no canal americano Fox. Estão no elenco Meagan Good, Wilmer Valderrama e, reprisando seu papel de técnico dos “precogs” no filme, Daniel London.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Que trailer agitado e dinâmico. Parece que conseguiram imitar todos os aspectos mais reconhecíveis do filme original (que fez isso tudo treze anos atrás) sem adicionar nada novo. Elenco bem inexpressivo também, e isso sequer comparando-os a Tom Cruise e companhia.

Gostei das armas. Design, utilidade, etc, conseguiram passar a impressão de “futuro”. É o que mencionei por aqui há algum tempo: se quer passar a ideia de outro mundo ou outro tempo, os pequenos detalhes são o caminho mais econômico/seguro.

A menos que o programa tenha resenhas inacreditáveis, vou deixar passar.

Fonte: Coming Soon

Tagged

MMO conclui sua primeira temporada

The Secret World colocou à venda o Issue #11: Reaping the Whirlwind, sua nova atualização de conteúdo e mecânicas. O MMORPG encerra a “primeira temporada” de sua trama principal com essa novidade, afirma o material de divulgação, após os jogadores invadirem e explorarem a torre Orochi, no Japão.


© Funcom

TSW é um jogo de horror moderno online que precisa ser comprado para ter acesso, mas não cobra mensalidades. Os usuários devem, no entanto, pagar por atualizações e itens de comodidade ou cosméticos.

Para utilizar o Issue #11 é preciso ter concluído os issues 9 e 10, que abrem acesso aos mapas japoneses do jogo.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Não estava entendendo muito bem esse papo de concluir a trama principal. Nos três mapas principais do jogo você enfrenta, em sequência, um mago em conluio com forças abissais, um faraó, e uma namorada do Drácula, como inimigos principais. Não me vinha à cabeça se existia mesmo alguma ligação entre eles, mas me toquei que há sim, um tipo de monstro presente em todos os cenários: the filth (a sujeira, a imundície, etc).

A gosma preta cheia de tentáculos que transforma pessoas, animais e coisas em monstros aparece com frequência, e provavelmente é o elo dessa temporada. Não acredito que seja possível derrotá-la no final da torre, mas talvez expulsá-la de volta para o espaço…

Só que, repetindo um tema meio batido aqui, não jogo TSW há semanas, talvez meses. Ainda sequer comprei as atualizações 9 e 10, apesar de terem colocado em promoção, com desconto, e tudo mais. Deprimente!

Fonte: The Secret World Newsletter

Tagged

E mais Witcher nos quadrinhos

Já está à venda a segunda edição de The Witcher: Fox Children, história em quadrinhos da Dark Horse Comics com uma história inédita de Geralt of Rivia. O caçador de monstros prossegue em sua aventura aquática, desta vez enfrentando mortos-vivos.


© Dark Horse Comics

Roteiro de Paul Tobin, arte de Joe Querio e cores de Carlos Badilla. São 32 páginas por US$ 3,99, em versão digital ou impressa. Clique na imagem acima para ler a prévia.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Por que não um dia inteiro dedicado a Witcher? Maioria dos sites de jogos está fazendo-o, mas ao invés de um dia vai ser uma semana.

Gosto do estilo desse Joe Querio. Parece caricato, mas dá uma impressão de realismo com suas sombras e expressões faciais. Provavelmente funciona melhor com histórias de terror como essa.

O segundo livro de The Witcher finalmente vai ser lançado nos EUA este mês (lançaram o 1º, 3º e 4º – loucos), mas com o grotesco preço de 11 dólares. Tenho todos os outros, mas me abstive de ler após o primeiro justamente pelo fator cronológico. Agora talvez me abstenha de comprar pelo fator monetário. Onde já se viu enfiar a faca desse jeito? Será que os livros ficaram repentinamente populares, ou estão surfando no entusiasmo de quem vai comprar o Witcher 3? Por enquanto é wishlist, se cair pra uns 7 dólares, daí é  mais provável que adquira uma cópia.

Fonte: Dark Horse Comics

Tagged

Várias novidades de Witcher 3

A menos de uma semana do lançamento oficial, The Witcher 3: Wild Hunt está no auge de sua campanha de divulgação. Cedo esta semana a CD Projekt Red, desenvolvedora do título, anunciou que ultrapassaram 1 milhão de encomendas. E agora estão avisando aos usuários do site GoG (da mesma empresa) que o jogo já pode ser baixado, apesar de que será ativado somente no dia 19 de maio. Confira o trailer mais novo.


© CD Projekt Red

The Witcher 3 continua as aventuras de Geralt of Rivia, um witcher do folclore polonês, mais precisamente um caçador de monstros modificado através de alquimia e treinado por uma ordem de pessoas semelhantes. Nesta nova edição também será incluída uma protagonista feminina, em uma trama paralela à do próprio Geralt.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Campanha de divulgação bem modesta, eu diria – estão anunciando nos típicos sites de jogos, mas seus vídeos demo parecem ser o principal produto de marketing. E confesso que esse mais recente balançou minhas convicções de nunca mais gastar mais que 20 dólares em um jogo eletrônico. Parece indecentemente divertido, principalmente o jeito que o Geralt se movimenta – a guria ficou meio super-heroína demais, mas é a primeira vez que a vejo fazendo qualquer coisa.

Se Witcher 3 ficou assim, imagine o que vão fazer no título cyberpunk em que estão trabalhando. Esse provavelmente não conseguirei deixar de comprar. Só espero que sejam clementes com o preço.

Fonte: Videogamer

Tagged

Caem as correntes em Pathfinder

Já está disponível a versão digital de Pathfinder Unchained, novo suplemento do RPG de mesa composto exclusivamente de regras alternativas. Foram contempladas quatro classes, combate, habilidades, progressão de itens mágicos, componentes exóticos para feitiços, criação de monstros, venenos, alinhamentos e outros. O .pdf pode ser adquirido pelo site da própria editora Paizo por US$ 9,99.


© Paizo

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Eu estava bem feliz aguardando as maluquices do Unchained chegar, mas tive um imprevisto. Mostrei para meus filhos um suplemento não-oficial, o Path of Shadows, onde você pode fazer uma classe que combina feiticeiro e ladrão com poderes sombrios. Os dois ficaram se atropelando para fazer um (minha filha ganhou) e acabei precisando comprá-lo quase pelo mesmo valor.

Como provavelmente não usaria o material do Unchained imediatamente, resolvi deixá-lo agendado para aquisição em junho. A parte que mais me interessa continua sendo os itens mágicos que progridem e os componentes – as classes retrabalhadas são interessantes, mas não tenho nenhuma delas no grupo atualmente.

E o livro que realmente estou curioso para ver é o Occult Adventures, com seis classes inéditas com tema de ocultismo/poderes psíquicos. Acho que sai apenas em agosto, porém.

Fonte: Paizo Blog

Tagged

Série de Myst vai para o Hulu

O serviço de streaming Hulu teria adquirido os direitos de exibição da série Myst, uma adaptação do videogame sobre enigmas em uma ilha misteriosa. O programa está sendo desenvolvido pelos estúdios Legendary, que contrataram o mesmo roteirista de Branca de Neve e o Caçador e Divergente para escrever a adaptação.


© Cyan

Myst e suas continuações são jogos de “puzzle”, onde o jogador explora diversos ambientes, aprendendo sobre o local em que está preso, resolvendo enigmas e nunca se envolvendo em qualquer tipo de combate. O primeiro título foi lançado em 1993, para Mac OS.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Precisava listar as resoluções que faço nesses meus comentários em cada blog post. Tenho certeza que boa parte delas poderia ser realizada, caso apenas me lembrasse delas, e bem poucas são exageros desvairados.

Jogar Myst, por exemplo, podia ter sido realizada desde a época que noticiei a aquisição dos direitos de adaptação do jogo. Aposto que nem deve custar muito caro no GoG, e provavelmente roda em qualquer coisa.

Esse post na verdade é uma péssima notícia. Enterra minhas chances de assistir a adaptação tão cedo, já que o Hulu teima em não se expandir para o Brasil, e jamais gastaria qualquer esforço para obter acesso a um programa nessas condições (por mais moralmente justificável que possa ser). Sobra colocar o jogo na minha wishlist então, e encaixá-lo na pilha de atividades futuras.

Melhor não prometer muito.

Fonte: Deadline

Tagged

Jogo de cartas eletrônico conquista milhões

De acordo com a Blizzard, seu jogo eletrônico de cartas Hearthstone: Heroes of Warcraft atingiu a marca de 30 milhões de usuários. O título foi lançado em março do ano passado para PC e no mês passado para sistemas operacionais móveis, e é gratuito – com a venda de opções para acelerar a coleta de cartas e o acesso a mais conteúdo sendo os principais modos de gastar dinheiro de verdade.


© Blizzard

Segundo o site oficial, jogadores montam mãos com várias cartas para duelarem entre si, ou contra o computador. Quanto mais partidas jogam, mais ouro coletam para gastar em novos pacotes (método gratuito para conseguir novas cartas), não existindo um sistema de troca entre jogadores.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Baixei esse treco para o tablet da minha esposa, imaginando que meus filhos o descobririam e jogariam à exaustão, mas até agora nada. Acho que vou precisar fazer um demo antes de se interessarem.

Nunca joguei essas versões eletrônicas de jogos de cartas (mal joguei versões analógicas). Parece-me que colecionar os trecos é um dos pontos altos da experiência, e não poder ficar manipulando-as, colocando-as em embalagens plásticas, exibindo sua coleção para amigos ou trocando as repetidas prejudicaria bastante a experiência.

30 milhões de usuários obviamente provam que não sei do que estou falando.

Fonte: GamesIndustry.biz

Tagged