Zumbis à exaustão em GURPS

GURPS Zombies: Day One é o novo suplemento da Steve Jackson Games para o seu Generic Universal Role-Playing System, clássico sistema de RPG de mesa. Ao contrário da maioria de seus lançamentos, que se concentra no detalhamento de novas regras, este é focado no desenvolvimento de histórias, trazendo oito ideias para campanhas dominadas por zumbis.


© SJG

A página oficial do livro traz os temas trabalhados pelo autor, que cobrem vários cenários, incluindo: alta fantasia, onde aventureiros lutam contra as hordas do Rei Necromante; espionagem, os personagens dos jogadores trabalham como Homens de Preto, mantendo a ameaça morta-viva sob controle e em segredo; ficção científica, zumbis foram criados através de nanotecnologia e dominaram um planeta.

Day One tem 56 páginas e pode ser adquirido em .pdf, por US$ 9,99.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Não lembro de uma publicação de GURPS focada nas aventuras ao invés das mecânicas do jogo. Talvez uma aventura pronta em si, mas todo um livro apenas com ganchos para campanhas? A ideia não é nada má, e deve ser bem útil para quem está no meio do caminho entre escrever suas próprias aventuras ou comprá-las prontas.

Quando mestrava AD&D e o material da White Wolf eu escrevia tudo, mas hoje em dia a comodidade dos módulos prontos me conquistou. Nos jogos de Pathfinder com meus filhos escrevi somente uma cena introdutória em Rise of the Rune Lords, uma perseguição de carruagem onde os PCs estão tentando escapar de alguns caranguejos gigantes – o momento em que eles despencam no mar foi bem dramático – todo o resto foi tirado de adventure paths e Pathfinder Society scenarios. Não chego a aproveitar tudo, mas uns 90%.

O resto são modificações para aproveitar o material alternativo que tenho, o que inclui substituir alguns monstros por criaturas do Psionics Bestiary, bem como mudar a classe de alguns NPCs para algo de empresas terceirizadas.

Mas escrever toda uma campanha apenas com uma base? Ter que separar todas as regras para situações específicas (qual o dano para despencar de um barranco?), todas as estatísticas de todos os monstros, dosar a quantidade de encontros por dia para evitar que os personagens sejam surrados demais, pensar em todas as possibilidades que não serão utilizadas ou bolar uma trama que obrigue os PCs a seguirem uma rota pré-determinada (terrível – melhor trancá-los ainda na motivação do que no decorrer da aventura: todo mundo é um herói em busca de fama e fortuna, com alinhamento na pior das hipóteses neutro, nada de mal), calcular tesouro e experiência? Socorro.

Fonte: Daily Illuminator

Tagged

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s