Ghost in the Shell americano volta ao noticiário

Os boatos sobre Scarlett Johansson protagonizando uma adaptação live-action de Ghost in the Shell ressurgiram no início desta semana, e se espalharam pela maioria dos sites de entretenimento na internet. Outros nomes importantes estão sendo atrelados à produção, incluindo Steven Spielberg, que seria um fã da franquia.


© Production I. G.

Ghost in the Shell é um mangá, anime e filmes cyberpunk, sobre um grupo de especialistas em combate a crimes envolvendo ciborgues no Japão. Enfrentam terroristas hackers, conspirações governamentais, e vários casos isolados de atividades criminosas menores. Com algumas poucas e marcantes cenas de ação, a versão animada é conhecida por sua trama complexa e debates filosóficos sobre o que separa o humano de uma máquina avançada.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Assisti às duas temporadas do anime, e agora estou na metade do segundo média metragem de Ghost in the Shell Arise, o prelúdio à série. A primeira temporada sofreu por ter uma meta-trama irregular, amontoada nos últimos episódios. A segunda é muito superior, com uma trama e episódios isolados bons (com algumas exceções, especificamente o Batou com a menina cega e a Mokoto com o menino de rua – blergh).

Arise até agora está bem bobinho, com várias cenas de ação desnecessárias, e os encontros dos personagens que eventualmente compõe a Seção 9 exageradamente artificiais. Depois vou assistir novamente os filmes, e caçar o mangá do Masamune Shirow. Incrível como estou me dedicando à essa franquia – será que existem light novels também? E os jogos, devo ir atrás deles? Mwahahaha.

Não vejo problemas na Johansson protagonizando, apesar de não enxergá-la como particularmente atlética ou ágil, mesmo com seu trabalho no universo Marvel. Mas a Mokoto pode ser uma personagem complexa, misturando desapego, melancolia, frieza e raros momentos de raiva (o confronto final com o vilão em GitS 2nd GIG é incrivelmente satisfatório – assisti a cena várias vezes). Espero que ela tenha talento para tanto.

Já começaram com as bobagens típicas sobre não usarem um elenco asiático, que é racismo, etc – vai ser uma adaptação, muito provavelmente deslocada para os EUA, por que não usariam atores e atrizes que representem a maioria da população desse país? Se algum dia o Japão quiser adaptar uma história americana, tenha certeza que vão usar um elenco asiático. Só não consigo imaginar isso acontecendo.

Fonte: Deadline

Tagged

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s