Monthly Archives: January 2015

Jogos de narrativa pura são nova empreitada da Square

A Square Enix está lançando hoje o primeiro episódio de Life is Strange, jogo em cinco partes sobre uma adolescente capaz de reverter a passagem do tempo. No trailer abaixo é possível ver o que podem ser cinematics ou momentos do próprio jogo, já que a proposta da empresa é “revolucionar jogos de escolhas e consequências”.


© Square Enix

Life is Strange está disponível para Xbox 360 e One, Playstation 3 e 4 e PC, ao custo de 4 dólares por episódio, ou 20 dólares pela temporada inteira.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Como uma animação para web, Life is Strange tem uma proposta bonitinha, com um visual indie, personagens secundários caricatos e uma trama redundante exceto pelos temas sobrenaturais. Como um jogo no estilo da TellTale, talvez seja muito divertido, talvez seja uma bagunça, não dá para fazer a mínima ideia do que é jogo e do que é apenas propaganda nesse trailer.

Mas uma coisa não dá para negar quanto à Square – disparam para todos lados e são extremamente experimentais para uma empresa desse porte e tradição. Parecem não ter medo de atrelar seu nome a sistemas estranhos e novos. Aquele jogo em que você “hackeava” qualquer personagem no mapa e assumia o controle dele, por exemplo – tenho a impressão que fracassou mais por mérito de problemas técnicos do que pela inovação em si. Apesar de não terem aproveitado ela em mais nada, aparentemente.

Fonte: Coming Soon

Site oficial: http://lifeisstrange.com

Tagged

Mulheres Caçam Fantasmas

Os boatos sobre um grupo de mulheres Caça Fantasmas foram confirmados esta semana, com o anúncio de Melissa McCarthy, Kristen Wiig, Kate McKinnon e Leslie Jones como as protagonistas de um reboot da franquia. Paul Feig (Missão Madrinha de Casamento) vai dirigir e divulgou a imagem abaixo:


© ?

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Difícil explicar a falta de ânimo com esse anúncio, mas tentarei (correndo o risco de ser apedrejado): o fato do elenco ser totalmente feminino está ganhando mais importância do que qualquer outro aspecto da produção. Nada de interessante sobre o roteiro, que até agora possui apenas os nomes do próprio Feig e de uma escritora de Parks and Recreation, comédia televisiva, atrelados. As 4 atrizes estão sendo mais promovidas do que a própria marca Caça-Fantasmas (me surpreendi em não ver uma fantasma na logo), como uma tremenda vitória do feminismo ou algo assim. Quanta responsabilidade para uma comédia sobre fantasmas e nerds (tremendos machistas eles).

Torço para que seja tão bom quanto o primeiro (melhor que o segundo, no mínimo), mas não estão com uma equipe particularmente forte nos bastidores, e os criadores originais parecem ter sido afastados (bom, um deles, o outro está morto – mas provavelmente vai assombrar as gravações). Pelo menos as mulheres conquistaram mais uma tremenda vitória contra os homens. Iupi.

Fonte: Slash Film

Tagged ,

Ex-Doctor Who vira vilão da Marvel

David Tennant (Doctor Who, Harry Potter) foi anunciado como o vilão Purple Man, de A.K.A. Jessica Jones, seriado da Marvel Comics co-produzido e distribuído pela Netflix. Tennant será uma importante figura do passado da ex-heroína, que após enfrentá-lo desiste das roupas coloridas e vira uma investigadora particular. Lançamento previsto para este ano.


© BBC

Jessica Jones é uma personagem totalmente “retcon”, ou seja, foi incluída na história passada das revistas em quadrinhos como se estivesse sempre lá, mas nos bastidores. A parceria entre Marvel e Netflix também trará seriados do Demolidor, Luke Cage e The Defenders, juntando todos os três.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

E ela foi retconned justamente após a época que parei de ler quadrinhos da Marvel, porque nunca ouvi falar dela antes dos boatos de um filme começarem há alguns anos. Não possui poderes especialmente interessantes, apenas super-força, vôo e invulnerabilidade, o conhecido pacote-básico super-homem. Mas aparentemente seu aspecto heroína humanizada e realista é o grande atrativo. Não consigo bolar uma opinião, vamos aguardar por um trailer.

Fonte: Bleeding Cool

Tagged

Quarteto Fant4astico 1 de novo

Confira o trailer de Quarteto Fantástico, reboot das histórias em quadrinhos da Marvel Comics, com novo elenco, nova origem e novo diretor. Desta vez o grupo ganha seus poderes devido a um experimento com teletransporte, ao invés de um acidente no espaço.


© 20th Century Fox

Miles Teller, Kate Mara, Michael B. Jordan e Jamie Bell são o novo quarteto, e Toby Kebbell o vilão Victor Domashev.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Dava para escancarem mais um pouco que essa nova produção não tem nada a ver com os coloridos filmes anteriores? Acho que só escrevendo REBOOT no meio da tela, em vermelho, piscando a cada dois segundos.

Talvez seja efeito apenas da edição do trailer, mas isso realmente parece uma versão do Quarteto Fantástico ambientada no universo da trilogia Batman do Christopher Nolan. Não é a toa que estão comparando com o Interestelar, do mesmo diretor.

Parece ainda mais dramático que O Homem-Formiga, mas não tão dramalhão. Efeitos especiais bem mixurucas, a princípio.

Fonte: io9

Tagged

Elder Scrolls desiste das mensalidades

O MMORPG Elder Scrolls Online (ESO) vai parar de cobrar mensalidades a partir de março deste ano, sendo necessário apenas comprar uma cópia do jogo para ter acesso. Quem resolver continuar pagando vai ganhar quantias mensais de uma moeda online, e terá acesso a novos conteúdos e ganho acelerado de experiência, ouro e “crafting research”, um aspecto do sistema de construção de itens.


© Bethesda

ESO se passa em um mundo de fantasia baseados nos jogos da franquia: Morrowind, Oblivion e Skyrim. Atualmente está disponível para Windows e OS X (Apple), com versões para Xbox One e Playstation 4 previstas para junho deste ano.

Jogadores podem escolher entre quatro classes, o Dragon Knight, Templar, Sorcerer e Nightblade, e entre as raças estão disponíveis humanos, vários tipos de elfos, orcs, homens-gato e homens-lagarto

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Elder Scrolls é outra daquelas franquias (assim como Baldur’s Gate) que todo mundo comenta, elogia, e joga sem parar, e eu simplesmente nunca sequer cheguei perto. Não chegam a ser decisões conscientes de evitar os jogos, não é um nojinho de hype nem nada assim; acho que se trata mais de um desânimo de entrar para uma tendência tão estabelecida e enraizada estando completamente defasado, com anos de lore, piadas internas, táticas, etc, para aprender.

Eu sei que a maioria dos jogos de séries populares são feitos pensando em acomodar novatos, sendo basicamente independentes dos anteriores (mas, se você é um fã antigo, vai aproveitar pelo menos alguns easter eggs), porém você sempre acaba se sentindo por fora. Talvez seja por isso que nunca cheguei a noticiar qualquer coisa de ESO, que me lembre, não publiquei nenhum trailer antes, ou detalhes sobre o jogo. Tive que pesquisar na Wikipedia quais as classes disponíveis!

Mas adoro esse sistema de comprar acesso e não pagar mensalidade. Me levou para The Secret World (atualmente no limbo) e quase me fez pagar por Guild Wars 2. Talvez me convença a comprar Elder Scrolls Online, mas vou precisar acompanhar os desenvolvimentos primeiro. Lá por abril ou maio tomo uma decisão.

Fonte: GamesIndustry.biz

Site oficial: www.elderscrollsonline.com

Tagged

Inéditos e ilustrados livros de World of Warcraft

A Blizzard e a Dark Horse Comics vão lançar este ano World of Warcraft: Chronicle, uma coletânea de vários volumes sobre a história do universo de Warcraft, onde se passam os jogos de estratégia e MMORPG da empresa. De acordo com o texto de divulgação, o primeiro livro vai explorar o passado distante do mundo de Azeroth, e contar com mais de 20 ilustrações.


© Blizzard

Livros posteriores vão detalhar outras eras do cenário, até alcançar o período moderno onde World of Warcraft se passa. A publicação está prevista para novembro.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Estou sentado nessa notícia há algum tempo, mas ela tem um longo prazo de validade. Eu sei que livros demoram para serem escritos, editados, revisados, editados novamente, diagramados, impressos e publicados, mas, quase um ano de antecedência entre o anúncio e o lançamento? O treco ainda deve estar sendo escrito! Aposto que nem sequer começaram as ilustrações, a não ser que vão reaproveitar material antigo.

A Blizzard adora publicar livros sobre seus jogos, e eu inclusive tenho alguns de Diablo, minha franquia predileta deles. Mas tenho a impressão que os demais jogadores não ligam a mínima para o mundo de Sanctuary e seus NPCs – os comentários quando anunciam novos livros, pelo menos, dão essa impressão.

Talvez os fãs de Warcraft sejam diferentes. Eu levei um paladino até o nível 80 em WoW (acho que demorei duas semanas ou algo assim), e a quantidade de personagens, diálogos, quests, lore, é inacreditável. Se colocarem tudo no papel, provavelmente ficaria maior que a série Wheel of Time, do Robert Jordan.

Fonte: Dark Horse

Tagged

Novo anime da criadora de Inuyasha

Kyokai no Rinne, o manga mais recente de Rumiko Takahashi, vai ganhar um anime, com lançamento previsto para o início de abril, no Japão. O primeiro comercial de televisão do desenho animado foi divulgado pela NHK e está disponível aqui:


© NHK

O vídeo mostra alguns trechos de Urusei Yatsura, Ranma ½ e Inuyasha, animações baseadas em mangás antigos de Takahashi, antes de apresentar os novos personagens de Rinne: Sakura, a heroína que pode enxergar fantasmas, e o semi-deus da morte Rinne, que despacha fantasmas para o círculo da reencarnação. Assim como trabalhos prévios, Kyokai no Rinne é uma comédia de ação com leves toques de romance.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Podem falar mal a vontade, mas o material da Rumiko Takahashi é um barato. Eu sei que ela tende a esticar suas histórias por centenas de capítulos a mais do que necessário, mas sempre constrói protagonistas cativantes, e vilões no mínimo memoráveis. E, é claro, seu senso de humor é muito confortável.

Li apenas alguns capítulos de Rin-ne antes de ser licenciado nos EUA e sumir da internet (aposto que deve ter voltado, a essa altura), e achei bem divertido. O contraste entre a dupla protagonista, o sistema de uso de dinheiro para os exorcismos, as semelhanças com o folclore também utilizado em Bleach (o que deve ter deixado os fãs desse último enlouquecidos), tudo combinou, e passa uma impressão de ineditismo típica de One Piece: trabalhar temas batidos com uma visão tão incomum que parece até inédito.

Espero que adaptem bem esse manga. O comercial ficou tosco.

Fonte: Anime News Network

Tagged

Novos roteiristas em Star Trek 3

O site Deadline informa que Simon Pegg e Doug Jung estão escrevendo o roteiro do terceiro filme de Star Trek, série de remakes que teve início em 2009. Após ter J.J. Abrams na direção por dois filmes, a franquia passa para as mãos de Justin Lin (Velozes e Furiosos), enquanto Pegg e Jung substituem Robert Orci e Alex Kurtzman no roteiro.


© Paramount Pictures

Pegg tem experiência escrevendo os roteiros da trilogia Three Flavors Cornetto: Todo Mundo Quase Morto, Chumbo Grosso e Heróis de Ressaca, com Edgar Wright. Doug Jung escreve praticamente para televisão, com roteiros em Amor Imenso, Dark Blue e Banshee.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Se por um lado é ótimo ver o J. J. Abrams e sua corja, digo, seus associados próximos, serem afastados da franquia Star Trek com seus roteiros mirabolantes que tendem a se desmontar na metade final, a experiência profissional dos substitutos não inspira muita confiança também. Pegg tem ótimas comédias no currículo (excelentes mesmo), e provavelmente pode incluir alguns bons momentos cômicos para aliviar momentos de tensão. Jung, porém, escreve basicamente dramas policiais violentos serializados.

Espero que os outros dois nomes nos créditos, Patrick McKay e John D. Payne, com suas fichas totalmente em branco, sejam pseudônimos de alguns excelentes roteiristas de ficção científica. E tomara que não sejam o Orci & Kurtzman disfarçados… argh.

Fonte: Deadline

Tagged

MMO ocidentalizado ganha atualização

Forsaken World, um dos títulos gratuitos da Perfect World Entertainment vai ganhar seu próximo update no dia 4 de fevereiro. Os jogadores desse MMORPG gratuito terão acesso à nova raça Demon e à classe Tormentor, “usuário de tridentes e focado em debuffs”, além de melhorias técnicas e mais conteúdo. Confira o site oficial: http://www.arcgames.com/en/games/forsaken-world


© PWE

Atualmente o MMO já possui seis raças, nove classes e 10 “ocupações” atreladas à crafting.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Se bem me lembro do material de divulgação de três anos atrás, Forsaken World foi desenvolvido pela PWE visando o mercado ocidental, por isso tem mais elementos culturais e folclóricos da Europa do que os demais jogos asiáticos da empresa. Na verdade, descobrir o que a empresa imagina por um jogo criado para ocidentais parece ser uma experiência bem surreal, e mais interessante que todos outros aspectos de FW.

Acho que tentei jogá-lo há algum tempo, mas empaquei nos problemas com a maldita plataforma Arc que me manteve afastado das atualizações de Perfect World por tantos anos. Mas recentemente fiz uma conta com um e-mail novo e pude jogar sem problemas – talvez seja a hora de visitar o Forsaken World (o próprio nome do jogo já dá ideias da impressão que eles tem do ocidente!).

Mas… raça Demon? Que pesquisa de marketing chegou a essa ideia?

Fonte: MMORPG.com

Tagged

Pré-crime ganha segunda chance na TV

O canal Fox americano anunciou que Mark Mylod (Ali G Indahouse: O Filme) vai dirigir o piloto de uma série derivada de Minority Report: A Nova Lei. O filme de 2002, protagonizado por Tom Cruise, trazia um grupo de policiais que prevenia crimes ao prender os culpados antes de cometerem os delitos, e é livremente baseado em um conto de Philip K. Dick.


© 20th Century Fox

O programa de TV trará um dos irmãos gêmeos com o poder de ver o futuro se aliando a uma detetive com passado sombrio, para juntos resolverem crimes. A história se passa 10 anos após o longa.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

E provavelmente não vai repetir elenco, já que os gêmeos mal apareciam em cena, enquanto a menina (Samantha Morton) tinha um papel enorme que acabou rendendo uma carreira razoável à sua intérprete. De acordo com o IMDb, os rapazes nunca mais atuaram em coisa alguma.

Não me incomodo com esse tipo de derivado, onde um personagem menor tem sua história expandida com certo distanciamento da trama original ou principal – algo conhecido como spin-off. Geralmente dão tão errado quanto continuações típicas, mas parecem bem menos forçados, e têm a oportunidade de explorar novos aspectos de um cenário, ao invés de apenas ficar explicando detalhadamente cada bobagenzinha, como fazem irritantemente em prelúdios, ou repetindo a mesma ideia com vilões diferentes.

Fonte:  Slash Film

Tagged