Nave que não diferencia humanos na TV

O livro Ancillary Justice (inédito no Brasil) teve seus direitos de adaptação adquiridos pela Fox Television Studios, que podem dar início a uma produção ou apenas segurá-los por alguns anos antes de reverterem de volta à autora. Os objetivos da empresa não foram declarados publicamente ainda, e devem estar apenas na análise de viabilidade por enquanto.


© Orbit

Breq é uma inteligência artificial em busca de vingança, capaz de controlar milhares de cópias suas simultaneamente, mas com dificuldades para diferenciar o gênero dos seres humanos. Para simplificar, Breq trata todas pessoas que encontra como “ela”, não importando a sua identidade.

________________________________ ◊ Opinião ◊  ________________________________

E apesar de ser capaz de reconhecer pessoas pelas feições, é incapaz de determinar se está falando com uma mulher ou homem. Trata-se de uma ferramenta para explicitar que alguém do lado de fora da humanidade não veria qualquer importância na diferença entre homens e mulheres. Parece uma premissa meio fraca para conduzir uma trilogia inteira? Pois o primeiro já ganhou o Hugo, Nebula, Locus e alguns outros prêmios da área.

É um caso raríssimo da prosa sendo mais importante que a história dentro de um romance de ficção científica. Se por um lado a decisão, extremamente amigável aos defensores da justiça social anti-hetero normativa, conquistou a crítica e boa parte dos autores de sci-fi/fantasy, por outro sofreu justamente na trama. O livro é bem chato.

E duvido que vá adiante nessa adaptação. A Fox deve ter comprado somente para ter mais um item de prestígio dentro do seu leque de opções. Como diabos traduziriam a inabilidade de Breq em reconhecer sexos para a televisão? No livro você até se esforça para tentar adivinhar o gênero dos personagens através de comportamentos e falas, mas com o visual, qual a dificuldade?

A Ann Leckie tem alguns contos de fantasia sensacionais, sobre seres humanos interagindo com deuses animais cotidianamente – o modo como eles afetam suas vidas sempre era o auge das histórias. Infelizmente não perseguiu esse universo, preferindo ir pela rota da luta de gêneros. Que seja.

Fonte: io9

Tagged

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s