Monthly Archives: September 2014

Trailer de Vício Inerente mostra elenco enorme

Está disponível o primeiro trailer de Inherent Vice, adaptação de Paul Thomas Anderson do livro Vício Inerente, de Thomas Pynchon. Joaquin Phoenix é o protagonista Doc Sportello, que investiga complicações na vida pessoal de sua ex-namorada na década de 70. Estão no elenco Reese Witherspoon, Jena Malone, Josh Brolin, Owen Wilson, Benicio Del Toro, Eric Roberts, Maya Rudolph e Martin Short. Lançamento em janeiro, nos EUA.


© Warner Bros

________________________________ ◊ Opinião ◊  ________________________________

Se esse trailer não pode ser chamado de perfeito, ao menos chega o mais perto possível. Fotografia, direção, atuação, música e até a narração estão inacreditáveis. Uma combinação de comédia física e diálogo, com ambiente e edição. Minhas expectativas estão gigantescas!

Gostei bastante do livro, e estou curioso para ver como adaptam certas partes mais esotéricas da trama. Uma coisa que ficou aparentemente de fora do vídeo acima, por exemplo, foi o uso indiscriminado de drogas.

Fonte: Binge Media

Advertisements
Tagged

Animação sobre heróis abre espaço para mais personagens

Outra produção que ganhou mais um trailer é Operação Big Hero, animação da Disney baseada em uma HQ obscura da Marvel Comics, que já havia começado a ser feita antes mesmo da primeira adquirir a última. Lançamento previsto para este natal.


© Disney

________________________________ ◊ Opinião ◊  ________________________________

Tenho quase certeza que o nome desse filme foi modificado recentemente. Acredito que tiraram o 6 do final, que, convenhamos, deve ser um terror para o pessoal do marketing, principalmente se fizerem uma continuação.

Continua parecendo bacana, e pela resenha dos primeiros minutos que li outro dia, talvez seja menos exageradamente infantil do que estão dando a entender. Provavelmente vamos assistir em família, mas somente em janeiro – ou em dezembro numa das tradicionais primeiras sessões do dia, que mesmo quando não são mais baratas, pelo menos são mais vazias.

Fonte: Coming Soon

Tagged

Épico espacial dos Wachowski tem trailer novo

O Destino de Júpiter, novo filme dos irmãos Wachowski, ganhou um trailer inédito, com mais cenas de ação e trama. Mila Kunis é a protagonista, uma terráquea que deve desempenhar um papel importante nos planos de um império espacial.


© Warner Bros

Também estão no elenco Channing Tatum e Sean Bean. O longa deve ser lançado no início de fevereiro.

________________________________ ◊ Opinião ◊  ________________________________

Os irmãos Wachowski são um dos poucos cineastas que realmente fazem questão de ter um elenco variado e inclusivo, com pessoas de todas as cores e uma proporção razoável de homens e mulheres. E ainda por cima tendem a fazer isso sem criar alarde – as continuações de Matrix provavelmente tem mais atores negros que qualquer filme de ação de orçamento parecido, e nunca incluíram isso no marketing.

Justamente por isso me espanto de nunca terem feito uma space opera antes. Se já adoram mesclar todo tipo de humano que existe, agora que vão poder inventar novos seres vivos, provavelmente vamos ver um design de criaturas de primeira.

Acho que eles fariam um trabalho interessante com um spin-off de Star Wars… quem sabe quando chegarem na quarta trilogia.

Fonte: Bleeding Cool

Tagged

Colonização marciana é tema de série

A trilogia Mars, do escritor Kim Stanley Robinson, vai ser adaptada para televisão pelo canal americano Spike TV. Os livros tratam da colonização de Marte do ponto de vista de vários personagens que participam ativamente do processo, enquanto o planeta Terra se degrada e decai. A série, composta por Red Mars, Green Mars e Blue Mars, é inédita no Brasil.


© Random House

________________________________ ◊ Opinião ◊  ________________________________

Já tinha ouvido falar sobre isso antes, mas acho que não tinham confirmado um canal de televisão ainda, apenas que os direitos haviam sido vendidos. Ganhei uma cópia digital de Red Mars há muito anos, quando o site Tor estava distribuindo e-books para promover seu lançamento. Já coloquei-o na lista de leitura alguma vezes, mas sempre acabava caindo. Infelizmente é um .pdf, mas é melhor que nada.

Agora coloquei-o na lista de leituras futuras do Goodreads, quem sabe daqui a uns três ou quatro lotes chego nele. Mas é provavelmente que comece antes da série ser lançada. Não muito, mas é.

Fonte: Deadline

Tagged

Fábula japonesa chega ao cinema americano

O Conto da Princesa Kaguya é o filme mais recente dos estúdios Ghibli, lançado no Japão no final do ano passado, e dirigido por Isao Takahata (Túmulo dos Vaga-lumes). A animação vai ser lançada nos EUA no mês que vem, e o primeiro trailer dublado acaba de ser lançado:


© Ghibli

Kaguya tem as vozes de Chloë Grace Moretz, Oliver Platt, Lucy Liu, James Marsden, James Caan, Beau Bridges e Dean Cain em sua versão americana. Ainda não há uma data de lançamento no Brasil.

________________________________ ◊ Opinião ◊  ________________________________

Não é fácil lançar uma animação com um estilo tão não-comercial quanto essa, mas se alguém é capaz de vender a ideia, é a Ghibli. Também ajuda que os vídeos parecem absolutamente lindos, apesar da dublagem que pouco combina com as imagens.

O jeito é aguardar lançarem outro box de DVDs da Ghibli por aqui, que parece ser o único jeito de ter acesso legítimo ao material – só é uma pena que não dublam os longas também, para a pirralhada poder aproveitar adequadamente o visual.

Fonte: io9

Tagged

Conan, Groo e Conan

A minisérie Groo vs. Conan chega ao seu terceiro volume, e o cimério parece ter finalmente se dado conta de quem é Groo, com um combate iminente. Sergio Aragonés escreve e desenha Groo, enquanto o outro bárbaro tem roteiro de Mark Evanier e arte de Thomas Yeates, tudo com cores de Lovern Kindzierski. São 32 páginas por US$ 3,50, com mais um número fechando a história no mês que vem.


© Dark Horse Comics

Enquanto isso, Conan prossegue em suas aventuras normais na revista mensal Conan the Avenger. O bárbaro está enfrentando um enorme homem-porco dentro de um harém em Kush, enquanto um amigo seu está prestes a ser queimado na fogueira. Fred Van Lente escreve, com arte de Eduardo Francisco e cores de Michael Atiyeh. Páginas e preços iguais aos da publicação acima.


© Dark Horse Comics

________________________________ ◊ Opinião ◊  ________________________________

Apesar das capas, parece que Groo e Conan ainda vão ficar em uma brincadeira de gato e rato, talvez por mais uma edição ainda – se é que o combate realmente acontecerá. O diálogo do cimério estava me incomodando, mas pela amostra acima, ficou bem cômico.

Continuo sonhando com um modo menos tosco de acessar essas revistas do Conan (a Dark Horse tem um leitor eletrônico próprio), ou ao menos mais econômicas do que US$ 3,50 por revista. Não é muito por uma publicação mensal, mas com as miniséries pode ficar complicado.

Fonte: Dark Horse

Tagged

Terceira série de GUNNM

A ciborgue Gally vai ganhar uma nova série de manga a partir de outubro, na revista Evening da editora japonesa Kodansha. O título vai ser Gunnm: Kasei Senki, cujo subtítulo seria traduzido para Crônicas da Guerra Marciana, e levaria a personagem em uma busca pelo seu passado.


© Yukito Products INC

O mangá original de Yukito Kishiro já foi lançado no Brasil com o título de Hyper Future Vision: GUNNM, mas a segunda série, Last Order, continua inédita. Atualmente James Cameron considera adaptar a franquia para os cinemas, após concluir as continuações de Avatar.

________________________________ ◊ Opinião ◊  ________________________________

Tenho/tinha a série nacional de Gunnm em algum lugar por aqui – tremendo produto, série de altíssima qualidade. O cyberpunk japonês atinge patamares absurdos em comparação ao material mais popular por aqui, indo muito além na relação homem x máquina, tanto na questão da inteligência artificial quanto na modificação física. Apesar de ter lido várias vezes Gunnm, nunca me ocorreu ler a continuação. Preciso remediar isso o quanto antes.

Outro que não terminei até hoje foi o manhwa sul-coreano Blame, que apesar de não ter lá grandes discussões filosóficas sobre a natureza humana, tinha um visual espetacular. Mas é uma pena que sejam tão depressivos, sombrios… complicado ler muito de uma vez só.

Fonte: Anime News Network

Tagged

Seres humanos da Marvel voltam para televisão

A segunda temporada de Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. foi lançada esta semana nos EUA, com as novas aventuras do agente Phil Coulson e sua equipe de sobreviventes. No vídeo abaixo é possível ver o novo elenco, que inclui mais agentes e o primeiro supervilão da temporada, tirado dos quadrinhos, o Homem-Absorvente.


© ABC

O programa é exibido no Brasil pela TV a cabo e pelo Netflix.

________________________________ ◊ Opinião ◊  ________________________________

Impressão minha ou a equipe imediata do Coulson está um pouco inchada demais? E esse distanciamento dele da ação direta talvez não seja um desenvolvimento dos mais interessantes, já que o personagem foi responsável por quase todos os melhores momentos da primeira temporada.

Fora essas preocupações, o trailer parece bom – o vilão continua no padrão econômico, com poderes pouco visuais, e as tramas parecem não ter mudado muito. Espero que desta vez mantenham uma mesma linha narrativa pela temporada toda; os episódios isoladas não eram tão ruins, mas nem se comparam à luta contra a Hydra.

Fonte: Bleeding Cool

Tagged

Melhor ano da história é tema de drama violento

Jessica Chastain (A Hora Mais Escura) e Oscar Isaac (Star Wars Episódio VII) são um casal de imigrantes tentando estabelecer um negócio próprio em Nova Iorque na década de 80. Seu cotidiano perante a violência da época é o tema de A Most Violent Year, drama que deve ser lançado no final de dezembro nos EUA, com Albert Brooks e David Oyelowo no elenco. J.C. Chandor, diretor e roteirista de Até o Fim (com Robert Redford em um barco) ocupa ambas as funções também nesta produção.


© A24

________________________________ ◊ Opinião ◊  ________________________________

Bom visual, acho que recriaram bem o excelente e violento ano em que nasci. Apesar da sinopse sobre imigrantes lutando para serem bem sucedidos em meio à criminalidade, ficou a impressão que o protagonista mesmo é um mafioso, principalmente pelo diálogo. É isso, não tenho muito mais o que opinar – só espero que no próximo vídeo mostrem mais da trama, não deu para entender se existe uma.

Fonte: Slash Film

Tagged

Projeto de espada eletrônica cancelado por criadores

O escritor Neal Stephenson divulgou que o projeto Clang está oficialmente cancelado. A iniciativa havia obtido meio milhão de dólares no Kickstarter com o objetivo de criar um controle de videogame que simularia uma espada real, utilizado inicialmente em um jogo de arena. De acordo com Stephenson, o protótipo desenvolvido era inovativo, “mas não muito divertido”, o que impossibilitou de conseguirem mais financiamento para concluírem o trabalho.


© Subutai

________________________________ ◊ Opinião ◊  ________________________________

Quase nunca divulgo fracassos aqui – digo, muita coisa acaba não se tornando realidade, fica apenas na boa vontade, mas costumo não alardear quando alguém admite que uma ideia não deu certo. Acho que Clang merece porque era uma das poucas inovações técnicas completamente fora do eixo, sendo criada por pessoas aparentemente malucas.

O projeto era um derivado do Mongoliad, série de livros que começaram como um site, onde um bando de escritores e entusiastas de combate medieval com espadas se reunia para ficarem brigando de modo “realista”. Da onde tiraram a ideia que poderiam fazer um videogame também, não consigo compreender. Acredito que nem os livros foram muito bem sucedidos no mercado editorial – o próprio Stephenson participou da trilogia inicial, mas as duas continuações não contaram sequer com a equipe inteira.

Mas gostei de ver alguém ousando, tentando perseguir um sonho apesar das chances ínfimas de sucesso. Espero que ele volte a se dedicar à literatura, e de preferência à ficção científica novamente. Li os três primeiros livros do Mongoliad, e, apesar de ter também comprado os dois últimos, preferia que abandonasse esse universo. Não é muito bom – exceto pelas cenas de combate.

Fonte: GamesIndustry.biz

Tagged