Clássica saga de Conan chega ao fim

A editora Dark Horse lançou esta semana o último volume de King Conan: The Conqueror, adaptação mais recente do livro The Hour of the Dragon para os quadrinhos. Nesta publicação o bárbaro cimério está lutando para recuperar seu trono, roubado por um complô liderado por um bruxo ressuscitado milhares de anos após sua morte.


© Dark Horse Comics

São 32 páginas por US$ 3,50, em versão digital e impressa. Timothy Truman assina o roteiro, com arte de Tomás Giorello e cores de José Villarrubia.

________________________________ ◊ Opinião ◊  ________________________________

E eis que termina uma das sagas mais populares do bárbaro, ao menos entre as obras literárias. Em minha opinião de fã do criador de Conan, o Robert E. Howard, esta é uma das histórias mais fracas do autor. Ao menos esse último volume da HQ se concentra na história principal, ao invés das inúmeras sidequests em busca do Coração de Ahriman. E também tem um dos melhores momentos da trama, quando o bárbaro pega o sujeito que está ocupando seu trono e atira-o de um balcão do último andar de seu palácio.

Quando e se alguma editora lançar por aqui, compraria mesmo assim. O Conan idoso é tão bom quando o jovem, e melhor que a maioria das HQs de fantasia por aí. E fiquei curioso para ver como expandiram a função da Zenobia na história, que no original se resumia apenas a libertar o bárbaro no início e depois se casar com ele. Na prévia acima dá a impressão que ela estará presente na batalha final também.

Fonte: Dark Horse Comics

Tagged

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s