Amazon conquista mais mundos para fan-fiction

A livraria, editora e produtora Amazon anunciou que está expandindo seu projeto Kindle Worlds. Vão licenciar a franquia G.I. JOE e o seriado de televisão Veronica Mars, além dos livros The Abnorm Chronicles e The Lizzy Gardner Files e os quadrinhos Quantum and Woody e Eternal Warrior.

go joe
© Hasbro / Warner Bros.

A iniciativa permite que pessoas escrevam fan-fiction com permissão dos autores ou donos dos direitos autorais de franquias famosas, e que vendam essas histórias exclusivamente pela Amazon, para o seu e-reader e aplicativos Kindle.

Atualmente já estão licenciadas franquias baseadas em programas de TV, como The Vampire Diaries, os livros de Kurt Vonnegut, a Silo Saga, John Rain, Wayward Pines, e quadrinhos da editora Valiant, entre outros.

________________________________ ◊ Opinião ◊ _____________________________

Sou um grande entusiasta do Kindle Worlds e sua ideia maluca de faturar em cima de fan fiction. Dito isso, tinha esquecido completamente da existência do projeto. Agora, até me inscrevi na newsletter do treco, para tentar me inteirar mais nessas novidades.

Já passei por uma fase de consumir livros auto-publicados, mas a experiência foi curta e brutal. Um dos principais problemas da área é a falta de editoração, a presença de alguém que conheça bem o ramo e diga ao escritor o que funciona e o que não presta em seus textos. A maioria dos auto-publicados vai direto para a loja, sem passar por qualquer tipo de edição – e o modelo do Kindle Worlds é exatamente esse.

Não que passar por um editor garanta qualidade, mas já é um grande filtro. Esses contos e histórias curtas nem isso tem. O único parâmetro que existe é o número de vendas ou a quantidade de resenhas de usuários, coisas que podem ser facilmente manipuladas, principalmente quando o texto está à venda por US$ 0,99, ou até mesmo gratuito.

O site SF Signal tem um colunista que sugere livros auto-publicados, e não invejo nem um pouco a função da pessoa. A maioria dos textos começa ou conclui com um comentário sobre a quantidade de coisas péssimas que precisou ler para encontrar algo recomendável.

Acho que a Amazon deveria investir em um grande corpo editorial, ou cursos de escrita criativa para os participantes do Kindle Worlds, ou mesmo incentivar a criação de círculos de autores, onde um costuma ler e criticar os textos do outro (quase um substituto para um editor).

Recomendo a aquisição de livros auto-publicados apenas de autores que já foram publicados por editoras, pois estes conhecem bem a importância de um editor. Atualmente compro apenas os do Tim Pratt e da Linda Nagata.

É claro que podem existir pérolas perdidas na auto-publicação, de novatos talentosos, não descarto a possibilidade. Mas também não serei eu a encontrá-las.

Fonte: Amazon

Tagged , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s