Monthly Archives: March 2014

Ecologia extremista em thriller depressivo

Jesse Eisenberg e Dakota Fanning são um casal de terroristas ecológicos em Night Moves, filme que deve ser lançado em maio, nos EUA. Os dois planejam explodir uma represa, e o longa mostra ou as consequências de suas ações, ou o efeito psicológico que o ato de violência tem neles.


© Ad Vitam Distribution

Também estão no longa Alia Shawkat e Peter Sarsgaard

________________________________ ◊ Opinião ◊ _____________________________

O trailer está vendendo o filme como um suspense policial, mas estou apostando mais em um longa sobre remorso, sobre culpa remoendo o casal de eco-terroristas. É uma aproximação pouco comum ao tema, mas talvez seja bom para variar. Contanto que não fiquem endeusando demais os criminosos.

Bacana ver a Dakota Fanning continuando a trabalhar depois de tantos anos de carreira como atriz infantil. Vimos ela recentemente em Push – Heróis no Netflix, e sua personagem é uma das coisas mais legais do filme. Pelo menos uma conseguiu escapar do uso de drogas & manter uma carreira produtiva. Que raro.

Fonte: Slash Film

Tagged

“Eu sou Hérculeeees” diz The Rock

Está disponível o primeiro trailer de Hércules, filme sobre o mitológico personagem grego interpretado por Dwayne Johnson, o The Rock. Após realizar seus 12 trabalhos, o semideus vaga pelo mundo em busca de mais e mais combates, sem um rumo para a vida – até que um rei pede sua ajuda para derrotar um chefe militar.


© Paramount Pictures

________________________________ ◊ Opinião ◊ _____________________________

Calma, você provavelmente não é o único que teve problemas ao assistir esse trailer. “Ele não deveria ser mais emocionante? Tenso? Animador? Por que ele é tão engraçado assim? É de propósito?” e pensamentos semelhantes devem estar cruzando sua cabeça.

E a respostas é uma só: Brett Ratner. Um dos diretores mais genéricos e sem graça trabalhando nos cinemas atualmente, com a estranha capacidade de ser contratado para dirigir filmes com orçamentos absurdos, apesar de sempre produzir mediocridade.

Em suma, o filme parece terrível. Não só pelo fato de aparentemente não ser focado nos Trabalhos, não só por parecer uma cópia de Conan O Bárbaro, não só por parecer barato e besta, mas principalmente por se levar a sério apesar de ser uma palhaçada completa.

A coisa que mais me incomodou foi o chapéu de leão. Como diabos a cabeça do leão gigante encolheu o bastante para servir no crânio do The Rock? Mas, refletindo sobre o assunto, a resposta é óbvia: ele provavelmente matou os filhotes do animal também, até montar um guarda-roupas completo.

Fonte: Coming Soon

Tagged

Tom Cruise enfrenta invasão eterna de aliens

No Limite do Amanhã, próximo filme de ficção científica do Tom Cruise, ganhou seu segundo trailer. O longa é uma adaptação do livro Everything You Need is Kill, sobre um soldado repetindo o mesmo dia, eternamente, durante uma invasão alienígena.


© Warner Bros

________________________________ ◊ Opinião ◊ _____________________________

Apesar do aspecto romântico que estão exagerando em relação ao livro, os trailers estão ficando cada vez melhores. A ação está parecendo de primeira, mesmo que mal seja possível enxergar os alienígenas.

Acho que esse filme vai fazer sucesso com os críticos e público, ao contrário de outros projetos recentes do Cruise. Ainda bem – é um dos únicos encabeçando filmes originais de sci-fi nos cinemas atualmente.

Fonte: io9

Tagged

Monstros enormes em possível série pelo Youtube

O canal de youtube Machinima está planejando investir em produções dramáticas próprias. Começaram com o desenvolvimento de curtas como o abaixo, Enormous, baseado em uma história em quadrinhos sobre humanos lutando contra monstros gigantes. Caso os seguidores do canal “peçam por mais”, vão produzir episódios completos. A Warner Bros é uma das investidoras na iniciativa.


© Machinima

________________________________ ◊ Opinião ◊ _____________________________

Essa não, a velha maldição do “diálogo cotidiano = realismo”. Ferramenta muito utilizada em cenários de ficção científica e fantasia, com o objetivo de aproximar o público do ambiente e personagens. Culpo o Tarantino por popularizar isso.

Mas existe algo crucial para essa prática dar certo: os personagens falando abobrinhas devem ser extremamente interessantes. Veja Pulp Fiction, por exemplo, com os criminosos falando sobre sanduíches.

Mas no caso de Enormous, caramba. Que coisa chata. Não só o diálogo é chato, como os personagens são completamente sem graça. Podiam ter cortado esse bla-bla-blá ou colocado algumas piadas para aliviar. Que coisa.

Fonte: Deadline

Tagged

O rei Conan continua sua vingança

A segunda edição de King Conan: The Conqueror chega às bancas e internet esta semana, pela Dark Horse Comics. Esta é a segunda mini-série da editora adaptando o livro The Hour of the Dragon, o único escrito pelo criador do personagem, Robert E. Howard. São 32 páginas por US$ 3,50, com roteiro de Timothy Truman, arte de Tomás Giorello e cores de José Villarrubia.

king conan 2
© Dark Horse Comics

Conan perdeu seu trono devido a uma traição durante uma guerra. Aprisionado por um mago, consegue escapar e começa a planejar um meio de recuperar sua coroa. Seu primeiro passo é destruir o oponente arcano, mas para isso deverá atravessar o oceano em busca do Coração de Ahriman, escondido na traiçoeira Stygia.

________________________________ ◊ Opinião ◊ _____________________________

Como já afirmei em alguns posts, não sou fã de The Hour of the Dragon. Mas a revista talvez seja boa, realmente não tenho como dizer – ainda não comprei essas edições online da Dark Horse, e a Mythos não se manifesta quanto a publicarem mais material do Conan.

Sem falar que, por pior que sejam alguns quadrinhos do Conan, ainda são muito mais divertidos do que a maioria das HQs de super-herói em existência. Principalmente se você gosta do gênero Sword and Sorcery, ou low-fantasy.

Fonte: Dark Horse Comics

Tagged

Novo filme dos X-Men ganha trailer recheado

A Fox lançou o primeiro trailer oficial de X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, continuação de X-men: Primeira Classe e também ligação com a trilogia original de filmes sobre a equipe de super-heróis. Lançamento em 22 de maio.


© Twentieth Century Fox

Hugh Jackman retorna como Wolverine, mutante que precisa viajar no tempo para evitar que o futuro acabe em tragédia, com o surgimento de robôs gigantes criados para caçar heróis como ele.

________________________________ ◊ Opinião ◊ _____________________________

Isso que eu chamo de trailer entusiasmado. Acho que mostraram todos os principais personagens, bem como alguns dos novos, batendo em alguém ou voando, correndo, usando efeitos especiais. Espero que no próximo vídeo lembrem-se de contar qual a história do filme também, além de mostrar quem é o vilão principal.

Parece legal, não dá para negar, mas também é impossível esquecer que os últimos filmes da franquia foram bem ruinzinhos. Muita gente elogia o Primeira Classe, mas eu achei uma enrolação sem fim, com os X-men em si não servindo para quase nada. Deviam ter chamado o treco de Xavier & Magneto e deixado os adolescentes de fora – cortariam uns 30 minutos inúteis e deixariam a história muito mais interessante.

Fonte: Screen Crush

Tagged

Amazon conquista mais mundos para fan-fiction

A livraria, editora e produtora Amazon anunciou que está expandindo seu projeto Kindle Worlds. Vão licenciar a franquia G.I. JOE e o seriado de televisão Veronica Mars, além dos livros The Abnorm Chronicles e The Lizzy Gardner Files e os quadrinhos Quantum and Woody e Eternal Warrior.

go joe
© Hasbro / Warner Bros.

A iniciativa permite que pessoas escrevam fan-fiction com permissão dos autores ou donos dos direitos autorais de franquias famosas, e que vendam essas histórias exclusivamente pela Amazon, para o seu e-reader e aplicativos Kindle.

Atualmente já estão licenciadas franquias baseadas em programas de TV, como The Vampire Diaries, os livros de Kurt Vonnegut, a Silo Saga, John Rain, Wayward Pines, e quadrinhos da editora Valiant, entre outros.

________________________________ ◊ Opinião ◊ _____________________________

Sou um grande entusiasta do Kindle Worlds e sua ideia maluca de faturar em cima de fan fiction. Dito isso, tinha esquecido completamente da existência do projeto. Agora, até me inscrevi na newsletter do treco, para tentar me inteirar mais nessas novidades.

Já passei por uma fase de consumir livros auto-publicados, mas a experiência foi curta e brutal. Um dos principais problemas da área é a falta de editoração, a presença de alguém que conheça bem o ramo e diga ao escritor o que funciona e o que não presta em seus textos. A maioria dos auto-publicados vai direto para a loja, sem passar por qualquer tipo de edição – e o modelo do Kindle Worlds é exatamente esse.

Não que passar por um editor garanta qualidade, mas já é um grande filtro. Esses contos e histórias curtas nem isso tem. O único parâmetro que existe é o número de vendas ou a quantidade de resenhas de usuários, coisas que podem ser facilmente manipuladas, principalmente quando o texto está à venda por US$ 0,99, ou até mesmo gratuito.

O site SF Signal tem um colunista que sugere livros auto-publicados, e não invejo nem um pouco a função da pessoa. A maioria dos textos começa ou conclui com um comentário sobre a quantidade de coisas péssimas que precisou ler para encontrar algo recomendável.

Acho que a Amazon deveria investir em um grande corpo editorial, ou cursos de escrita criativa para os participantes do Kindle Worlds, ou mesmo incentivar a criação de círculos de autores, onde um costuma ler e criticar os textos do outro (quase um substituto para um editor).

Recomendo a aquisição de livros auto-publicados apenas de autores que já foram publicados por editoras, pois estes conhecem bem a importância de um editor. Atualmente compro apenas os do Tim Pratt e da Linda Nagata.

É claro que podem existir pérolas perdidas na auto-publicação, de novatos talentosos, não descarto a possibilidade. Mas também não serei eu a encontrá-las.

Fonte: Amazon

Tagged , ,

Fargo, a série de televisão

Quase todo o elenco principal de Fargo, nova série do canal FX faz uma participação no novo trailer do programa, disponível abaixo:


© FX

Martin Freeman é o protagonista, com Billy Bob Thornton, Colin Hanks, Kate Walsh, Bob Odenkirk, Oliver Platt e Adam Goldberg. A série é uma adaptação do filme Fargo, escrito, dirigido e produzido pelos irmãos Joel e Ethan Cohen, que também estão envolvidos com esta nova produção, trabalhando no roteiro e produção.

No filme original, um vendedor de carros está em graves problemas financeiros, e, em desespero, faz um acordo com criminosos para sequestrarem sua esposa, planejando dividirem o dinheiro do resgate entre si. O que deveria ser um crime simples, logo se torna um banho de sangue, com tudo que é possível dar errado, dando errado.

________________________________ ◊ Opinião ◊ _____________________________

Apenas 30 segundos e já me convenceram. Esse programa parece sensacional. Não sei se é a qualidade de direção, fotografia ou produção, ou apenas as estranhas atuações do elenco inteiro – a coisa parece funcionar muito bem em conjunto.

Espero que lancem isso no Netflix em breve, como estão fazendo com vários programas recentemente. A adaptação de From Dusk Till Dawn, por exemplo, está lá. Mal lançaram nos EUA e já colocaram o treco em streaming. Ouvi uma resenha positiva e uma negativa até agora… acredito que vou assistir pelo menos ao primeiro episódio. O filme teve um grande impacto na minha pessoa.

Fonte: Bleeding Cool

Tagged

Mais Rurouni Kenshin nos cinemas em 2014

Dois novos filmes live-action de Rurouni Kenshin vão ser lançados este ano, no Japão. Kyoto Inferno e The Legend Ends chegam aos cinemas em agosto e setembro, respectivamente, adaptando a saga de Kyoto do manga original. O vilão desta vez é Makoto Shishio, um assassino com o mesmo nível de habilidade do protagonista.


© Warner Bros

Rurouni Kenshin traz Kenshin Himura como protagonista, um samurai sem mestre, ou ronin, que lutou para acabar com o domínio militar no Japão. Após uma carreira de matanças, ele tenta viver o resto de seus dias sem tirar mais uma vida sequer, o que se torna cada vez mais complicado quando inimigos de seu passado ressurgem procurando vingança.

O manga está disponível no Brasil pela editora JBC, e o primeiro filme pode ser assistido pelo Netflix.

________________________________ ◊ Opinião ◊ _____________________________

Que pena! Queria muito ficar entusiasmado por estes filmes, mas não gostei do visual do Shishio. Não conseguiram criar uma boa adaptação do samurai queimado vivo que aparece no manga, o ator parece mais um supervilão usando uma fantasia ridícula.

Estou até hoje para terminar de ver o primeiro filme. Acho que já passamos por metade dele, mas falta entusiasmo para continuar. É muita coisa errada para tão pouco tempo. Exposição exageradamente longa para o vilão menos interessante da história, mudam várias coisas em relação ao manga, e há pouquíssima ação para um filme sobre samurai. Provavelmente conclua o treco apenas por teimosia, em um dos próximos feriados que vamos ter esse ano. Mas, haja.

Fonte: Anime News Network

Tagged

Expansão de Diablo III em apenas quatro dias

Diablo III: Reaper of Souls, primeira expansão deste jogo, vai ser lançada oficialmente na semana que vem, dia 25 de março. A Blizzard, empresa que desenvolve o título, tem publicado material novo sobre o produto praticamente todos os dias, incluindo o vídeo disponível abaixo.


© Blizzard

O Crusader, visto nesse trailer, é a nova classe disponível para quem comprar a expansão. Com essa novidade, vários aspectos do jogo vão ser alterados, além do que já mudou desde a mais recente atualização gratuita. Isso inclui um novo ato, com vários mapas e missões, novos poderes para as classes originais e um aumento no nível limite que pode ser atingido, de 60 para 70.

________________________________ ◊ Opinião ◊ _____________________________

Estou me mordendo para não voltar a jogar de uma vez. Principalmente com as alterações no loot, que, pelo que ouvi, tendem a ser bem melhores e a caírem mais orientados para a classe que você está usando no momento.

Mas tenho alguns problemas: estou dedicando meu tempo livre ao Pathfinder, preparando as sessões do final de semana com meus filhos; se eu voltar a jogar, é provável que o menino, e talvez até a menina queiram jogar também – e eu não tenho dinheiro o bastante para dois jogos originais e três expansões! Sem falar que o laptop deles parece uma carroça, coisa que pretendo resolver assim que me lembrar/ficar com vontade.

Seria tudo tão mais fácil se eles quisessem jogar Torchlight 2, ou até mesmo o Path of Exile. Mas enquanto eles quiserem continuar no Pathfinder, fico alegre até não poder mais. É muito bom voltar a mestrar. Estou até pensando em escrever sobre o assunto… veremos como vai ser esse final de semana.

Fonte: Battle.net

Tagged