Monthly Archives: March 2013

Agatha H and the Clockwork Princess, de Phil e Kaja Foglio

Sinopse: Segundo livro das aventuras de Agatha Heterodyne, uma cientista louca e sua saga para descobrir a verdade por trás do desaparecimento de seus pais. Desta vez ela precisa cruzar um deserto repleto de monstruosidade mecânicas, se juntar ao circo e ser responsabilizada pela possível destruição de toda uma cidade. E a pior parte começa quando vira alvo de uma família de cientistas igualmente insanos, incluindo uma princesa não exatamente humana.

Capa:
Agatha H and the Clockwork Princess
© Night Shade Books

Trechos:

“If anything happens, I’ll give the signal. You know, the one where I scream like a diva.”

“The Prince wants to see a specific show,” she looked up with tired eyes. “The Socket Wench of Prague.” Abner’s eyes bugged. Payne shrugged. “Okay—not so good a plan.” Marie cleared her throat. “P.S.—Tart It Up.”

O resto desta resenha contém spoilers!

Pontos altos: Ao contrário do primeiro livro, onde os autores precisam criar e explicar o cenário, apresentar a protagonista e mostrar as peculiaridade de seu cotidiano, Clockwork Princess é pura trama. Agatha finalmente tem um objetivo, e é tão poderosa (tanto na parte inventora quanto em personalidade), que consegue empurrar a história na direção que lhe interessa. Não há desperdícios de cenas ou acontecimentos paralelos sem utilidade, todos atos da protagonista ou lhe aproximam do castelo de sua família ou ajudam a moldar seu caráter. Ótimos personagens de apoio, ambientes ainda mais exóticos e um desfecho heróico.

Pontos baixos: Estou penando um pouco para encontrar algo do que reclamar. Talvez quando Agatha se afasta do circo no ato final, os eventos pelos quais seus colegas circenses passam ficam um tanto inexplicados. Eles têm um plano para atravessar Sturmhalten, que é desmontado pelo príncipe local, daí desaparecem quando Agatha vai ao castelo e depois ressurgem para o desfecho. Não há uma explicação do que acontece com eles nesse meio tempo, dá a impressão que ficaram parados do lado de fora da cidade esperando. É o único ponto estranho do livro.

Pontuação final: 782. Melhor que os quadrinhos.

Características:
Agatha H and the Clockwork Princess
Phil e Kaja Foglio
Night Shade Books
481 páginas
US$ 11,09 (Amazon) ou US$ 6,00 (Baen)

Advertisements
Tagged

Novas ameaças no próximo Ghost in the Shell

Os “filmes” Ghost in the Shell Arise ganharam mais um teaser, com cenas inéditas mostrando o que aparentam ser os vilões desta nova animação. Serão quatro “episódios” de 50 minutos cada, que serão exibidos nos cinemas japoneses a partir de 22 de junho, e colocados à venda em DVD e Blu-ray um mês depois.


© Production I.G.

Arise é um prelúdio às séries animadas e filmes de Ghost in the Shell, sobre uma força policial composta de humanos e cyborgs especializados em combater crimes e ações terroristas cometidos por outras pessoas melhoradas através de implantes eletrônicos. Foi criada inicialmente como um manga, escrito e desenhado por Masamune Shirow no final dos anos 80.

Por alguns dias gloriosos, o canal GITSArise colocou toda a primeira temporada de Ghost in the Shell: Stand Alone Complex em seu canal no Youtube. A qualidade estava horrível, mas era um meio oficial e gratuito. A iniciativa foi tão inacreditável que elogiei a capacidade visionária dos envolvidos. Assisti a quatro episódios, um por dia, saboreando-os – e daí os vídeos foram tirados do ar. Não sei se foi um erro desde o início, ou uma propaganda com prazo limite para encerrar, mas fui cortado no meio da experiência, sem absolutamente nenhum outro meio legítimo para continuar assistindo.

Não é algo grotesco, coibir a pirataria de todos meios possíveis, e ao mesmo tempo não criar nenhuma oportunidade para o seu público adquirir o produto? Eu diria que não é apenas falta de tato ou habilidade comercial; beira a infantilidade.

Fonte: Anime News Network

Tagged

Ouça a maior aventura de Conan

O Librivox, um site de audiolivros gratuitos, lançou esta semana The Hour of the Dragon, o único livro escrito por Robert E. Howard protagonizado por Conan, o Bárbaro. A narração foi feita Mark Nelson, profissional da área, e dura um total de 8 horas e 21 minutos, disponíveis nos formatos MP3 e ogg vorbis.

the hour of the dragon
© Putnam

The Hour of the Dragon expande um dos contos do bárbaro, já no período em que se tornou rei, com alguns anos de reinado bem sucedido. Uma conspiração de traidores em seu próprio país, aliados a aspirantes aos tronos de reinos vizinhos, traz de volta a vida um poderoso necromante, que passa a trabalhar para derrubar Conan de seu trono.

Tive que ouvir pelo menos dois capítulos antes de divulgar essa obra. Adoro o trabalho do Mark Nelson, é um dos meus prediletos do Librivox, mas precisava ouvir que tipo de voz ele ia criar para o Conan. Se fosse algo forçado, grotesco ou irritante, teria deixado de lado – mas felizmente, como é característica dele, Nelson simplesmente usa uma entonação específica para o personagem, evitando dramatizar o texto. É uma narrativa, não uma performance teatral – cada personagem principal tem seu próprio tom, fáceis de diferenciar um do outro durante o diálogo, mas ninguém tem voz de desenho animado. Adorei a seriedade com que abordou o texto, já que se trata de um dos meus escritores prediletos. Sensacional.

Fonte: SF Signal

Livro: The Hour of the Dragon

Tagged

Vá ao Japão e perca seus superpoderes

Wolverine – Imortal teve seus primeiros trailers divulgados no final da tarde de ontem, em versão para o mercado americano e internacional. Confira as duas abaixo:


© 20th Century Fox

O novo filme do mutante com garras inquebráveis chega aos cinemas no dia 26 de julho, protagonizado por Hugh Jackman. No elenco estão também Brian Tee, Will Yun Lee, Rila Fukushima, Tao Okamoto e Svetlana Khodchenkova.

Gostei mais do trailer americano (o segundo acima), mostrando mais do elenco de apoio, inclusive os possíveis vilões – taí uma coisa que não ficou nada clara, quem será o malvado no final das contas? Aparentemente o grande oponente do Wolverine inicialmente é ele próprio, tentando se livrar de seus poderes e precisando deles mais do que nunca (sim, exatamente como em Superman II – mas quem é o Zod? O Samurai? A Víper? O dono da empresa?). A Yukio (Rila Fukushima) talvez não tenha superpoderes mas está em destaque nos dois trailers, em um deles com uma katana, no outro com a espada e um bastão também. Aposto que vai roubar a cena.

Fonte: Bleeding Cool

Tagged

De volta à Zumbilândia, mas pela internet

A Amazon divulgou uma foto do elenco reunido de Zombieland, seriado baseado no filme Zumbilândia, de 2009. O projeto é um retorno às origens para o roteirista Paul Wernick (G.I. Joe: Retaliação), que tinha planejado-o inicialmente como uma comédia para televisão sobre zumbis, mas que acabou transformando em um produto para os cinemas.

Zumbilândia TV
© Amazon

O piloto do programa será colocado online pela Amazon com outros 12 concorrentes, que decidirá quais serão produzidos de acordo com votação da audiência. Os planos da empresa, que começou como uma livraria digital, é exibi-los exclusivamente através de seu serviço de streaming.

Talvez o elenco original tenha me deixado mal acostumado, mas a diferença é tão grande que não posso deixar de imaginar que seja proposital. Que bando de gente mais feia. O filme é divertido, não exatamente ótimo, mas longe de ser ruim. Por outro lado, surgiu em uma época que a overdose de zumbis ainda não havia atingido um auge. Com certeza vai ganhar a votação, a menos que seja horrendo. E ainda assim.

Fonte: Blastr

Tagged

Plantas vs. Zumbis 1.5

A empresa PopCap anunciou que está desenvolvendo Plants vs. Zombies Adventures, uma nova versão de seu jogo, exclusivamente para Facebook. O título já tem uma página nesta mídia social, e pede que os interessados curtam a página para eventualmente participar.

PvZA
© PopCap

O jogo traz novas plantas e zumbis ao lado das criaturas clássicas, além de modalidades inéditas de combate. De acordo com a empresa, Adventures é um título independente, e continuam trabalhando em Plants vs. Zombies 2, que deve sair ainda este ano.

Há quanto tempo não colocava uma notícia de jogo relacionada ao Facebook. Acho que a última foi sobre Dragon Age, e o treco nem existe mais – fecharam o servidor e disponibilizaram uma versão offline para os interessados. Acho que apenas jogos extremamente casuais realmente funcionam dentro de um portal como esse, apesar de tantas tentativas em contrário nos últimos anos. É meio surpreendente, na verdade, ver alguém ainda criando algo exclusivo para Facebook, ao invés de para celular. Huh.

Fonte: GamesIndustry.biz

Tagged

500 páginas de A Espada Selvagem de Conan

Mais uma coletânea The Savage Sword of Conan está sendo publicada pela Dark Horse Comics, trazendo dez edições de antigas revistas da Marvel Comics. São mais de 500 páginas por US$ 19,99, com roteiros de Charles Dixon, Larry Yakata e Don Kraar. A arte inclui trabalhos de Dave Simons, Andy Kubert, Gary Kwaspisz e Ernie Chan. O lançamento oficial está marcada para o dia três de abril.

conan
© Dark Horse Comics

Conan é um bárbaro da Ciméria, vivendo milhares de anos no passado. Durante sua vida foi aventureiro, ladrão, pirata, mercenário, general, e, finalmente, rei. Foi criado pelo escritor americano Robert E. Howard na década de 20, tendo sido protagonista de vários contos e um livro. Foi popularizado pelos quadrinhos e posteriormente em filmes, desenhos, e seriados. Após a morte de Howard, vários outros autores publicaram livros com este seu personagem.

20 dólares por 500 páginas? É piada? Paguei seis vezes isso em uma edição especial da Mythos, Conan o Libertador (tudo bem que era capa dura, papel supimpa e tal). Imagine as misérias que faria se pudesse pagar apenas 20 dólares por essa quantidade absurda de conteúdo por aqui. Será que tem em versão digital? Se não fosse o maldito reader da Dark Horse… Bem que podiam oferecer pela Amazon, meu kindlezinho básico recebeu um update recente, e parece que agora adaptaram ele para quadrinhos também.

Se bem que, se levar o equivalente a 20 dólares em um sebo, dá para comprar um bocado de Conan…

Fonte: Dark Horse Comics

Tagged

Múltiplos Batmen em jogo novo da Turbine

A Turbine anunciou neste final de semana que está desenvolvendo Infinite Crisis, jogo baseado no universo dos quadrinhos DC. O gênero do título será Multiplayer Online Battle Arena (Moba), onde diversos jogadores se enfrentam em um mapa com o objetivo único de ganhar batalhas. O lançamento está previsto para o último trimestre deste ano.


© Turbine

Infinite Crisis vai trazer personagens clássicos da DC, como Batman e o Flash, e versões destes tiradas de universos alternativos, incluindo algumas bem monstruosas. O site oficial já está funcionando, recebendo inscrições de interessados em participar do beta.

Não estava eu justamente dizendo que a Turbine deveria anunciar logo seu próximo título? Já que foram vendidos para a Warner, faz sentido trabalharem com a propriedade intelectual da empresa, e dada a crise dos MMORPGs de super-heróis e o sucesso de League of Legends, foi uma escolha bem acertada. O visual não parece grande coisa – talvez meio antiquado – mas nesse gênero a jogabilidade é mais importante do que os gráficos.

Fonte: MMORPG.com

Site oficial: http://www.infinitecrisis.com/en

Tagged

A primeira criança militar de Ender’s Game

Ender’s Game ganhou seu primeiro pôster oficial, mostrando um dos alunos da Battle School, local onde crianças são treinadas para assumir postos de comando no exército da Terra. De lá esperam que saia um comandante capaz de proteger a terra de futuros invasores espaciais. A produção será lançada em dezembro, com Asa Butterfield no papel principal, Harrison Ford como Hyrum Graff, o militar que “descobre” Ender e Ben Kingsley no papel de Mazer Rackham, o herói que salvou a humanidade de uma invasão alienígena há várias décadas. Abigail Breslin será a irmã de Ender e Hailee Steinfeld uma de suas colegas na escola.

Ender's Game
© Summit Entertainment

O filme é uma adaptação do livro O Jogo do Exterminador, de Orson Scott Card, publicado no Brasil pela Editora Devir. A sinopse do livro é semelhante à do filme, mas as crianças que o protagonizam são muito mais jovens – Ender tem seis ou sete anos quando é enviado para o treinamento, mas o ator que o interpreta, Asa, está com 16.

Já li metade de Ender’s Game, e estou muito curioso para ver essa adaptação. O livro intercala momentos de brilhantismo estratégico dos irmãos Wiggin com cenas extremamente deprimentes, onde o protagonista é cuidadosamente destruído e moldado pelos militares para se tornar um herói. Muito disso acontece nos pensamentos de Ender, o que geralmente é um problema em filmes – ao invés de pensar, os personagens precisam falar, ou atuar de um modo que passe claramente a ideia do que estão fazendo. Geralmente o diretor/roteirista prefere colocar alguém falando, o que pode acabar soando bem artificial. Veremos.

Acho bom ficar de olho no Jimmy “Jax” Pinchak, que vai interpretar o irmão de Ender, Peter Wiggin. Ele é um tremendo sociopata manipulador no livro, e pela foto do guri no IMDb, escolheram bem.

Fonte: Joblo.com

Tagged

Um pássaro de ferro gigante no lançamento de Bioshock Infinite

BioShock Infinite está à venda a partir de hoje, para Xbox 360, Playstation 3 e PC. O lançamento é celebrado pela 2K Games, empresa que está publicando o jogo, com mais um trailer, disponível abaixo, com trechos de confrontos entre os protagonistas Booker e Elizabeth e o monstro mecânico gigante Songbird.


© 2K Games

Neste novo título da franquia BioShock, os jogadores interpretam Booker DeWitt, um investigador particular contratado para resgatar Elizabeth, prisioneira de uma cidade nas nuvens.

Se os envolvidos na criação desse game tiverem a capacidade de fazer algo tão bom no jogo quanto quem edita esses trailers, Infinite vai ser um sucesso estrondoso. Falando seriamente, acho que não vai quebrar nenhum recorde, e talvez, com muita sorte, venda mais que os jogos anteriores. Parece sensacional, é verdade, mas esquisito demais para atrair o grande público. E tomara que não chegue a causar prejuízo, pelo menos.

Fonte: Videogamer.com

Tagged