Operation: Outer Space, de Murray Leinster

A humanidade finalmente está pronta para se lançar às estrelas, mas a primeira missão está sob comando de um publicitário e sua equipe, preocupados com a maior audiência possível.


© Signet

Jed Cochrane está desolado. Apesar do trabalho bem sucedido nos bastidores de um dos programas de televisão mais populares do planeta, seus chefes o enviam para a lua, onde precisa realizar um serviço para um cliente particular. Trata-se de um jovem que acredita ter feito a maior descoberta da história da ciência, mas que precisa de reconhecimento. Pelo menos é isso que seu psiquiatra prescreveu para curar sua personalidade doente, e é função de Jed divulgar para toda humanidade o gênio de seu contratante.

A invenção, um método de comunicação interplanetário mais rápido que a luz, acaba sendo aplicável a meios de transporte, dando início a exploração de outros planetas. Não querendo desperdiçar uma oportunidade única, Jed, embarca sua equipe em uma nave espacial e vagam entre as estrelas, em busca de descobertas fantásticas, e o mais importante, que rendam boas imagens. Os roteiristas estão a postos, mas, sem vídeos de algumas feras alienígenas, vai ser difícil prender os telespectadores, e ninguém quer ver os anunciantes irritados com a baixa audiência.

The Lunar City beam receiver picked up music aimed up from Earth and duly relayed it to the dust-heaps which were the buildings of the city. The colonists and moon-tourists became familiar with forty-two new tunes dealing with prospective travel to the stars. pg 75

Por que ler?

Leinster era um satirista de mão cheia, e aqui, obviamente, seu alvo é a mídia televisiva de consumo. De início temos piadas e situações ótimas, nada para gargalhar, mas o bastante para arrancar vários sorrisos, como o de alguém concordando com uma observação inteligente. Mas na metade da história, enquanto ainda estão no primeiro planeta, já começamos a sentir falta de um pouco mais de humor quanto aos exageros publicitários do protagonista. E, infelizmente, a aventura da exploração espacial toma quase completamente as rédeas da trama, nos deixando apenas seguir os personagens por alguns deslumbramentos, até chegar a um dos finais mais felizes que li nos últimos anos.

O livro é bom, de leitura rápida (não apenas por ser curto), mas preferia que tivesse se mantido na mesma linha durante a obra inteira, em suma, não gostei tanto da metade final quanto da inicial.

Operation: Outer Space
Murray Leinster
219 páginas

O livro está em domínio público nos EUA, e pode ser encontrado no manybooks ou gutenberg.org e em áudio no librivox, mas o audiolivro parece estar fora do ar.

Tagged

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s