Monthly Archives: November 2010

Trailers de jogos trazem zumbis, fantasia e outro MMO de sci-fi

A leva de hoje inclui o MMORPG Earthrise (Masthead Studios), o clone de SdA Two Worlds II (Reality Pump) e o novo episódio Dead Rising 2: Case West (Capcom).

Earthrise, com estréia prevista para este ano ainda, é mais um MMORPG de ficção científica, com cenários e terreno muito bem-feitos, e combate meio boboca. Qualquer jogo em que dois personagens ficam de frente um para o outro descarregando metralhadoras por um minuto ou mais inevitalmente vai ficar esquisito, porém. O video dá uma boa idéia do ambiente do jogo, que na versão final não deve ser tão vazio assim. Apenas para PC, obviamente.

© Masthead Studios

Two Worlds II é um RPG de fantasia com fortes elementos de Senhor dos Anéis, principalmente dos filmes. Só podemos ver um cinematic nesse trailer, mas as mutilações são impressionantes. Se forem parte do gameplay talvez seja melhor do que parece. E o orc/troll que protagoniza o vídeo é apelão demais. O jogo já está à venda, para PC, PS3 e Xbox 360.

© Reality Pump

Dead Rising 2: Case West é downloadable content (alguém já inventou uma tradução pra isso? Conteúdo baixável?) do jogo de ação/horror Dead Rising 2, e vai estar disponível em dezembro exclusivamente para Xbox 360. O trailer é simplesmente hilário e exagerado, fazia tempo que não via zumbis clássicos em um jogo, e esses são parados até demais. Censura 18 anos, pela sanguinolência desenfreada.

© Capcom

O dlc de Dead Rising 2 parece ótimo, imagino se o jogo também é assim. Os outros não são muito convincentes, mas Earthrise pelo menos ainda tem chance de melhorar. Fontes: MMORPG.com e Videogamer

Curtas 30/11/10

O ator e comediante Stephen Fry foi fotografado a caráter como Mycroft Holmes, irmão mais velho do detetive interpretado por Robert Downey Jr. em Sherlock Holmes 2. O filme tem direção de Guy Ritchie e estréia prevista para dezembro de 2011. Fonte e as Fotos: JoBlo

O terceiro jogo da franquia Uncharted, cuja adaptação cinematográfica vai ser estrelada por Mark Walhberg (Max Payne), aparentemente vai ser situado no deserto, após o protagonista ter se aventurado na América Central e no Himalaia. Espero que o filme não seja ruim o bastante para atrapalhar a venda dos jogos. É difícil, mas acontece. Fonte: Videogamer

O ator Ron Pearlman (Hellboy) afirmou que não irá participar dos filmes The Hobbit. Os boatos sobre sua presença nos longas provavelmente começaram na época em que Guillermo del Toro (Hellboy) estava escalado para dirigí-los. Pearlman e del Toro devem se reunir na adaptação do conto At the Mountains of Madness de  H.P. Lovecraft para os cinemas. Mal posso esperar! Será que o Lovecraft finalmente vai ganhar um filme razoável? Ah sim, que pena para a produção do Hobbit, saíram no prejuízo sem o Ron. Fonte: Coming Soon

GURPS quer testar regras para interação entre personagens

A Steve Jackson Games anunciou que está procurando playtesters para seu novo suplemento GURPS Social Engineering (Engenharia Social, traduzindo livremente). O livro vai expandir as regras básicas de status, reações, influência, entre outros, assim como GURPS Artes Marciais expandiu as regras de combate.


© SJG

O manual vai incluir novas opções sobre como um aventureiro lida com outros personagens, organizações, comunidade e sociedades. Segundo a SJG, GURPS Social Engineering vai ser uma ferramenta para campanhas baseadas em política ou relações pessoais. Interessados podem consultar este post no fórum de GURPS sobre as regras para participar.

O Generic Universal RolePlaying System é um jogo de RPG famoso por suas extensas regras e dezenas de suplementos cobrindo todo tipo de assunto, período histórico e até mesmo cenários específicos, como GURPS Wildcards ou GURPS Conan. No Brasil o sistem foi lançado nos anos 90 pela Editora Devir, obtendo sucesso e tendo vários suplementos traduzidos. Atualmente estão preparando o lançamento da quarta edição de GURPS.


© SJG

Ganhei vários desses livros quando era pirralho, imagino que alguns deles estejam por aqui ainda. Curiosamente, acho que joguei apenas uma sessão de GURPS, apesar de ter lido todas as regras, várias vezes. Os manuais são muito bem pesquisados e escritos, e já valem a pena apenas pelas referências. Nunca fui além da primeira edição, mas não acharia nada mal colocar as mãos em um Vorkosigan Saga Sourcebook and Roleplaying Game. Maldita pindaíba. Fonte: Steve Jackson Games

Richard Kelly tem um roteiro de um prequel de Southland Tales pronto

O diretor Richard Kelly tem amargado vários fracassos desde sua estréia com o surpreendente Donnie Darko, em 2001. Um de seus filmes mais autorais, Southland Tales – O Fim do Mundo foi lançado em salas restritas em 2007 nos EUA e fez menos de meio milhão de dólares de bilheteria, apesar de ter custado 17 milhões para ser produzido.


© Universal Pictures

Em conversa com o cineasta Kevin Smith (Menina dos Olhos), Kelly revelou que escreveu um roteiro do que seriam os três primeiros capítulos de Southland Tales. Segundo ele, esses capítulos iniciais foram lançados como graphic novels e o filme (que compreende os capítulos 4 a 6) faria mais sentido para quem lesses os quadrinhos antes de ir aos cinemas. Agora planeja transformar as HQs em um longa, e não descarta inclusive dirigir uma animação baseada nesse roteiro.

Southland Tales – O Fim do Mundo é protagonizado por Dwayne “The Rock” Johnson (A Múmia 2), Sarah Michelle Gellar (Buffy, a Caça-Vampiros) e Seann William Scott (American Pie – A Primeira Vez é Inesquecível). The Rock interpreta um astro de filmes de ação com amnésia, que se envolve em algum tipo de conspiração relacionada a uma atriz de filmes adultos (Gellar) e um policial com dupla personalidade (Scott). Aparentemente a trama também fala sobre fontes de energia alternativa e grupos marxistas tentando derrubar o governo.


© Universal Pictures

O filme tem uma quantidade interessante de participações especiais, como Christopher Lambert, John Larroquette, Bai Ling, Jon Lovitz, Mandy Moore, Amy Poehler, Justin Timberlake e o próprio Kevin Smith. Semana passada vi esse filme à venda por 10 reais no supermercado, mas tendo ouvido algumas críticas a respeito nem pensei em comprá-lo. Hoje corri até lá e nem sinal do DVD. Adoro tomar boas decisões.

Mas é um tanto estranha essa auto-sabotagem do Richard Kelly. Seus filmes já são meio excessivamente complicados, e ainda lança a parte 2 de Southland Tales antes da primeira? Se inspirou no George Lucas e Star Wars por acaso? Fonte: Slashfilm

Curtas 29/11/10

O primeiro longa metragem live-action de Gantz, baseado no violento e futurista manga de Oku Hiroya, vai ser exibido nos Estados Unidos antes de sua estréia no Japão. Salas selecionadas vão receber o filme em 20 de janeiro, enquanto seu país natal vai ter que esperar mais nove dias. O segundo filme estréia dia 23 de abril de 2011 no Japão. Vi uns teasers no site oficial, parece espetacular. Fonte: Anime News Network

A empresa RED Digital Cinema resolveu o dilema sobre o Hobbit ser filmado em 3D ou não. Segundo press release, a produção dos longas adquiriu 30 de suas câmeras digitais próprias para filmar com esta tecnologia. Ninguém perguntou para Peter Jackson se isso é verdade ou não, porém. Espero que não. Fonte: SlashFilm

Livros que podem vir a interessar (III)

Cinco livros lançados recentemente, nas áreas fantasia e policial, incluindo um clássico do início do século passado.


UM SOPRO DE NEVE E CINZAS – PARTES 1 E 2
Diana Gabaldon
A autora retoma a saga da viajante no tempo Claire Fraser em Um sopro de neve e cinzas, sexto livro da série Outlander, iniciada em 1991 pela escritora norte-americana. Logo nas primeiras páginas, é possível sentir a tensão rondando o cotidiano de Claire e do marido Jamie Fraser. O incêndio de uma cabana e a morte de uma família inteira alertam a chegada de mudanças que podem diminuir a tranquilidade dos moradores de Fraser’s Ridge. As notícias que chegam das cidades maiores não são nada animadoras, mas piores ainda são as lembranças do futuro de Claire, Brianna e Roger sobre os acontecimentos que se aproximam. (Editora Rocco)


CORTINA DE FUMAÇA
Sandra Brown
Quando a jornalista Britt Shelley acorda sem roupa ao lado do detetive Jay Burgess, a jovem não tem a menor lembrança de como chegou ali e, para sua maior surpresa, logo descobre que o policial está morto. Este é o começo de Cortina de fumaça, o mais novo livro da norte-americana Sandra Brown. E também o início de uma história intricada e surpreendente, onde nem tudo é o que parece e nem sempre os heróis são os mocinhos. (Editora Rocco)


TEMPO DOS ANJOS
Anne Rice
Existe salvação para quem perdeu a fé e cometeu pecados inimagináveis? Esse é o tema que conduz Tempo dos anjos, primeiro livro de uma nova trilogia de Anne Rice, autora com mais de 100 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. Desta vez, a autora revisita o universo dos vampiros que a consagrou para falar de amor e redenção, traição e lealdade, numa saga com anjos nada angelicais, em plena Inglaterra da Idade Média. (Editora Rocco)


VÍCIO INERENTE
Thomas Pynchon
Homenagem aos livros de Dashiel Hammet e Raymond Chandler e retrato mordaz da Califórnia no início dos anos 1970, Vício inerente marca a volta de Thomas Pynchon ao cenário de dois de seus romances, Vineland e O leilão do lote 49. O centro de tudo é o detetive particular Doc Sportello, espécie de Sam Spade depois de uma maratona de LSD e maconha, que é contratado por uma ex-namorada para investigar o sumiço de um poderoso barão do mercado imobiliário. (Companhia das Letras)


OS DOIS TIGRES
Emilio Salgari
Os Dois Tigres, quarto volume do ciclo dos Piratas da Malásia, nos leva de volta à selva negra e ao templo subterrâneo de Raimangal, onde os tugues se dedicam à adoração de sua monstruosa deusa, Kali. Depois de terem sido vencidos e desbaratados por Sandokan e Tremal-Naik, os temidos estranguladores de homens raptam a filha de Tremal-Naik e se reúnem novamente nos subterrâneos, onde voltam a praticar seus rituais macabros. Enlouquecido pela dor, Tremal-Naik pede ajuda a Sandokan, que não demora a vir em socorro do amigo, dando início a uma aventura que vai culminar em uma emocionante batalha de morte entre o Tigre da Malásia e o Tigre da Índia. (Editora Iluminuras)

As imagens das capas e as sinopses acima são todas © das respectivas editoras. Do grupo me interessei principalmente pelo Pynchon, já que O leilão do lote 49 é ótimo, mas também gostaria de adquirir o Salgari. Sandokan é do tempo do onça, só conhecia de filmes.

Mais um teaser de Game of Thrones

A HBO liberou um novo teaser, desta vez com o dobro da duração do anterior, sobre sua nova série Game of Thrones, com estréia prevista para 2011.


© HBO

O seriado dramático é baseado no livro A Guerra dos Tronos – As Crônicas de Gelo e Fogo, de George R. R. Martin. Trata-se de um épico de fantasia sobre a briga pelo poder envolvendo 7 famílias nobres.

O elenco de Game of Thrones é encabeçado por Sean Bean  (O Senhor dos Anéis I), Lena Headey (Terminator: The Sarah Connor Chronicles) e Mark Addy (Still Standing).

Agora sim deu vontade de assistir. E comprar o livro. Decisões, decisões… Fonte: io9

Sinopse do novo filme do diretor de Gattaca

O site io9 publicou um resumo do roteiro de Now, novo filme de ficção científica do diretor Andrew Niccol (O Senhor das Armas). Em uma espécie de realidade alternativa, a moeda corrente é o tempo de vida que cada pessoa tem. Você paga por objetos e serviços com minutos ou horas de sua vida, que é medida através de um relógio no seu pulso esquerdo.


© Columbia Pictures

O filme é protagonizado por  Justin Timberlake (A Rede Social), cujo personagem é um pobretão que tem sempre apenas 24 horas sobrando, e precisa fazer todo o possível para sobreviver mais um dia. Outros elementos do filme incluem gangues que roubam horas de outras pessoas (a transferência é feita simplesmente colocando um relógio em cima do outro), e milionários que são praticamente imortais, com centenas de milhares de horas sobrando. Amanda Seyfried interpretada uma menina rica que acaba se aliando à Timberlake após algumas complicações.


© Fox Atomic

Apesar do forte elemento econômico dirigindo a trama, Now é um filme de ação, com perseguições e tiroteios, enquanto os protagonistas tentam destruir o sistema que controla suas vidas, nesse caso literalmente.

A história parece boa, apesar de que uma economia em que todo mundo pobre pode cair morto de uma hora para outra provavelmente não daria certo. Imagine a falta de mão de obra. As pessoas desesperadas por horas extras não seriam muito mais do que escravos, a menos que exista o equivalente a seguro-desemprego e similares no filme, o que não parece ser o caso pela sinopse.

Essa questão me lembrou também o livro Down and Out in the Magic Kingdom, do Cory Doctorow. Nele, a morte praticamente não existe mais, já que qualquer pessoa pode fazer uma cópia de suas memórias e baixá-las em um corpo novo. A moeda no livro é o whuffie, baseada totalmente na sua reputação: quanto mais famoso você é, mais whuffie aparece na sua “conta bancária”. Já as pessoas desconhecidas acabam recebendo dinheiro por despertarem a piedade ou simpatia de outros, e ninguém fica totalmente pobre.


© Cory Doctorow

Now vai ser lançado em 2011, ainda sem data específica. No elenco do filme também estão Olivia Wilde (Tron – O Legado) e Cillian Murphy (Sunshine – Alerta Solar). Fonte: io9

Novo MMORPG de ficção científica

Foi lançado esta semana Perpetuum, novo MMO onde os jogadores controlam robôs gigantes enfrentando alienígenas… que tem a forma de robôs gigantes.


© Avatar Creations

A história se passa obviamente no futuro, onde uma crise energética obriga a humanidade a procurar por alternativas no espaço. Encontram Nia, um planeta com energia de sobra para saciar as necessidades do homem, mas que já está sendo explorado por uma raça de robôs gigantes inteligentes.

Perpetuum é um MMO extremamente complexo. Em análise do MMORPG.com, eles acharam que novatos vão precisar ter muito interesse para aprender todas as nuances iniciais do jogo, que começam  já pela criação de personagem. Citam, como exemplo, que você precisa escolher que tipo de educação seu avatar teve, e que isso vai refletir em três esferas de progressão diferentes: militar, industrial e logística. Jogadores que preferem combate escolhem a primeira, enquanto industrial cobre ciência e crafting, e logística é para quem se interessa por economia e política. Daí essas escolhas vão refletir no tipo de “extensões” que vão ser baixadas no seu robô. Deu para ter uma idéia da profundidade da coisa?


© Avatar Creations

Esse vai ser um dos poucos MMORPGs pagos que menciono por aqui, mas considerando cenário e mecânica, achei interessante o bastante. Perpetuum custa 10 dólares por mês, mas duvido que isso vá muito longe. Ou vão acabar abrindo para F2P, ou fechando de vez.

Em termos de curva de aprendizado, acho que o mais perto que já vi dessa complexidade foi em Anarchy Online, que com um manual de 112 páginas mal aborda a superfície de tudo que dá para ser feito no jogo. A diferença entre os dois porém, é que Perpetuum é um game no estilo “sandbox”, em que não há um objetivo final: o jogador escolhe o que vai fazer por conta própria, e a única recompensa é o sucesso nas suas áreas de preferência. Fonte: MMORPG.com

Curtas 26/11/10

O mangaka Ken Akamatsu (Love Hina), que lançou este mês o site J-comi de mangas fora de catálogo gratuitos, anunciou sua intenção de incluir dojinshi em seu portal. Estes são trabalhos mais amadores, lançados pelos próprios aspirante a desenhistas/escritores e vendidos diretamente aos leitores em eventos. O único empecilho é conseguir autorização dos autores cujas obras originais são parodiadas nesses dojinshi, já que a lei japonesa de direitos autorais não abre exceções para derivados ou paródias. Akamatsu me impressiona cada vez mais, espero que a experiência não dê errado. Mas podiam ao menos colocar uma versão em inglês do treco. Pelo que deu pra ver, já tem até anunciantes. Fonte: Anime News Network

Um suposto resumo da trama do novo filme do Super-Homem, com direção de Zack Snyder (300) está rodando os sites de entretenimento. Segundo o boato, o longa vai ser focado em Clark Kent como um jovem jornalista viajando pelo mundo, até que se envolve em um conflito na África que o obriga a pensar sobre suas responsabilidades como um sujeito super-poderoso. Acho ótimo que façam uma nova origem, mas não consigo imaginar um filme com o Super-Homem espancando guerrilheiros negros indo para a frente. O pessoal nos EUA tende a ser sensível quanto a esses assuntos. Fonte: io9