Críticas à sociedade em filme sci-fi cabeça

High-Rise é um filme de ficção científica sobre um futuro distópico, centralizado nos habitantes de um gigantesco prédio. Tom Hiddleston (Os Vingadores) é o protagonista, o morador mais recém chegado ao edifício, sofrendo para se adaptar à luta de classes e problemas estruturais do local. Também estão no elenco Jeremy Irons, Sienna Miller e Luke Evans. A direção é de Bem Wheatley (Turistas), com roteiro Amy Jump, colaboradora sua desde 2011. Lançamento previsto para este ano.


© Magnólia Pictures

O longa é baseado no livro de mesmo nome escrito por J. G. Ballard em 1975, sobre um prédio que é tão autossuficiente (possui uma escola e seu próprio supermercado) que seus habitantes começam a se isolar do resto do mundo. Os temas são consumismo, disparidade financeira e social, e os efeitos do avanço tecnológico na psicologia humana. Inédito no Brasil, ou fora de catálogo.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

E não cometa o mesmo erro que fiz, ao desdenhar do diretor pela participação em Turistas – se trata de um thriller britânico, e não o aborrecido “torture porn” protagonizado pelo Josh Duhamel e Melissa George seis anos antes. As notas de ambos no IMDB são parecidas, mas não assisti a esse mais recente, e duvido que muitas pessoas tenham.

Trailer bacana, especialmente o visual do prédio e suas comodidades. Os personagens estão caricatos, até mesmo na aparência (pensando mais no Jeremy Irons do que na peruca do Luke Evans), mas acho que, hoje em dia, para fazer crítica social, só sendo muito didático e escancarado mesmo – caso contrário é capaz do público levar o treco a sério.

Sei que a ficção científica (e o filme de super-herói como desmembramento disso) continua ganhando espaço nos cinemas, e com pressão cada vez maior para ser contemplada em premiações, como o Oscar e outras coisas assim. Mas acho que são produções como essa, que meramente utilizam a ficção científica como meio para transmitir uma mensagem (por óbvia e redundante que seja) são as que tem mais chance de ganhar e ajudar a propagar o gênero. Quando um filme é meramente criativo, deslumbrante e divertido, como a ficção científica e a fantasia tendem a ser, sem pregações subentendidas, nunca são levados em consideração como obras de arte.

Por falar nisso, assisti No Limite do Amanhã, com o Tom Cruise preso em um loop temporal, durante esse feriado. Genial e divertido, com pouquíssimo pontos baixos. Não foi indicado a nada de renome.

Fonte: Bleeding Cool

Tagged

Filme policial ganha prelúdio televisivo

Continuando a tendência de transformar filmes em seriados de televisão, o canal NBC vai exibir uma versão de Busca Implacável, com um episódio piloto já encomendado. O programa vai se passar antes dos filmes, e deve explorar a carreira de Bryan Mills, um agente da CIA aposentado, interpretado originalmente por Liam Neeson.

Ele não estará envolvido, provavelmente.
© EuropaCorp Distribution

Luc Besson, roteirista do original, deve retornar como produtor executivo.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

O que, na prática, é somente um jeito de dizer que o projeto tem a benção do sujeito, sem que ele tenha que fazer alguma coisa de verdade (às vezes precisa intermediar alguns investidores, mas isso geralmente sobra para os produtores não-famosos).

Busca Implacável lançou o Neeson como um improvável astro de filmes de ação e lida basicamente com tráfico de mulheres, neste caso, a filha do protagonista. Mas não posso afirmar se o filme é bom ou não, já que nunca assisti nenhum dos três. Gosto do trabalho do Liam Neeson, mas acho que não vi nenhum dos filmes de ação dele ainda – sei que o Netflix tem um, mas não dessa franquia. Sequer A Perseguição (The Grey) assisti, e tenho clipes do treco salvos no meu computador.

Acho que o pessoal desse serviço de streaming acima mencionado tem problemas com o Neeson. Muito suspeito.

Fonte: Deadline

Tagged

Novo Lego Star Wars já começa pelo trailer

A empresa de jogos Traveller’s Tales (TT) vai lançar Lego Star Wars: The Force Awakens em junho deste ano, anuncia a Warner Bros. As plataformas contempladas serão PlayStation 3 e 4, Xbox 360 e One, PC, Wii U, Nintendo 3DS, e PS Vita. A novidade foi divulgada em conjunto com o primeiro trailer do título, que você pode assistir aqui:


© Warner Bros

Desde 2005 a TT Games tem criado jogos utilizando os blocos de encaixe Lego como formato, se dedicando exclusivamente a eles desde 2009. Todos os filmes de Star Wars anteriores ganharam sua própria versão em Lego, bem como a série animada The Clone Wars.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Não é nenhuma surpresa que a TT criaria esse jogo, mas a boa qualidade do trailer dá uma tranquilidade. Porque tenho certeza que meu filho vai comprar esse treco e querer que joguemos até atingir pelo menos uns 90% dos objetivos – o que fizemos na coletânea dos seis filmes para Wii. Mas como não vão lançar The Force Awakens nessa velharia de videogame, não sei o que ele vai fazer. Quem sabe finalmente começa a guardar dinheiro para um novo?

Felizmente os jogos são muito bons e engraçados, o tipo de coisa que não dá vontade de inventar alguma desculpa esfarrapada para fugir do compromisso. Não posso dizer o mesmo dos demais títulos em Lego deles… acho que se aperfeiçoaram com Star Wars.

Fonte: Videogamer.com

Tagged ,

Viagem no tempo volta para TV

O canal Syfy vai lançar nos EUA a segunda temporada de 12 Monkeys em abril deste ano. Abaixo você pode assistir a um dos primeiros trailers dos novos episódios desta série sobre viagem no tempo e um futuro pós-apocalíptico.


© Atlas Entertainment

A primeira temporada está disponível no Netflix, bem como o filme original, protagonizado por Bruce Willis, que deu origem ao programa.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Divulguei a ideia, a produção e até o lançamento, mas depois disso esqueci quase completamente que existia. No ano passado um dos apresentadores do Binge Cast comentou que assistiu ou tentou assistir à série, mas nunca mais retomaram o tópico. No IMDb ela tem uma nota 7,6, que é bem razoável. Mas simplesmente não conseguiu atingir muita popularidade, apesar de obterem sucesso o suficiente para esta nova temporada (ou o canal/produtora acredita mesmo no potencial de crescimento, e está apostando alto).

Provavelmente não assistirei, já que não encontrei uma opinião convincente que me motivasse a tanto, mas gostei desse trailer. É ridiculamente diferente do filme, parecendo ter abandonado a estética exagerada do Terry Gilliam por algo mais televisivo, mas talvez complicando um pouco mais o aspecto da viagem no tempo.

Só não entendi a apatia do protagonista, o Aaron Stanford (Pyro da primeira trilogia de X-Men), que parece estar sofrendo para ficar acordado durante o vídeo. Herói deprimido não, chega, basta, jamais outra vez.

Fonte: Coming Soon

Tagged

Sobrevivendo ao mundo de Conan em novo jogo

Conan Exiles é um novo jogo de sobrevivência ambientado no universo de Conan, O Bárbaro. O título é multiplayer e está sendo desenvolvido pela Funcom, mesma responsável pelo MMORPG Age of Conan. Os usuários precisarão sobreviver ao clima inóspito da Hyboria caçando, plantando, colhendo e construindo abrigos – em grupos ou sozinhos.


© Funcom

Uma versão “early access” estará disponível para PC ainda este ano, com as versões correspondentes para videogames mais tarde.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Fico feliz em ver um novo jogo de Conan chegando ao mercado, mas o gênero me espanta um pouco. Trata-se de um nicho que está crescendo há alguns anos, principalmente pelo boca a boca, em que você não está integrado em uma trama principal, mas sim define seus próprios objetivos e utiliza as ferramentas do jogo para atingi-los. É parecido com Minecraft, mas com regras menos flexíveis e gráficos mais realistas.

E é mais uma iniciativa inovadora da Funcom, que parece finalmente ter despertado do estupor de MMOs que está dominando a empresa há tantos anos. Com o fiasco recente do produto baseado em Lego e as notícias sobre estarem à venda, meio desesperados, estavam precisando de alguma coisa com mais potencial de lucro e menos gastos.

Lançaram The Park, baseado em The Secret World e agora esse Exiles, com material de AoC. Se fizessem algo single player com o novo engine de Anarchy Online, seria magnífico. Infelizmente o dólar absurdo me proíbe de afirmar qualquer coisa, mas gostaria muito de comprar CE – a versão definitiva, não essa pilantragem atual de vender o treco em alfa e dizer que é um “acesso antecipado” ou sei lá eu como a imprensa de jogos está traduzindo “early access”.

Fonte: MMORPG.com

Site oficial: http://www.conanexiles.com/

Tagged

Penny Dreadful traz mais monstros e nomes familiares

A terceira temporada de Penny Dreadful será lançada em maio nos EUA, e o canal Showtime já possui algumas propagandas para divulgar. A principal novidade é a presença do Dr. Henry Jekyll, personagem de O Médico e o Monstro, interagindo com o elenco de monstros e figuras literárias do programa.



© Showtime

O drama de horror é protagonizado por Eva Green como a médium/sensitiva Vanessa Yves e Timothy Dalton, o caçador Sir Malcolm Murray. Também estão no elenco Reeve Carney, Rory Kinnear, Harry Treadaway e Josh Hartnett. A primeira temporada está disponível no Brasil pelo serviço de streaming Netflix.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

E foi lá que assisti os primeiros oito episódios da série. Temos excelentes atuações, personagens pra lá de interessantes, conflitos e interações que me dão um nó na cabeça, e, infelizmente, uma trama central meio fraquinha e óbvia. Mas o visual, cenário, e demais qualidades acima mencionadas mais que compensam o fato de você adivinhar tudo que irá acontecer quatro episódios antes do fato ser consumado.

E também mostram um monte de nudez de ambos os gêneros e sexo em provavelmente todo episódio, mas isso é mais para justificar/aproveitar o fato de estarem em um canal a cabo americano, e poderem fazer isso – não é lá um dos principais atrativos do programa. No meio de todo o horror, o sexy fica um pouco deslocado, desconfortável até.

Pena que ainda não liberaram a segunda temporada por aqui – esses comerciais entregaram um monte de spoilers (bom, nada que não houvesse antecipado).

Fonte: io9

Tagged

Conan enfrentando pictos e bandidos do deserto

A editora Dark Horse Comics publicou esta semana Conan the Avenger #22 e King Conan: Wolves Beyond the Border #2, série mensal e minissérie em quadrinhos do personagem Conan, o Bárbaro, respectivamente.

Ótimo cliffhanger!
© Dark Horse Comics

King Conan tem roteiro de Timothy Truman, com arte de Tomas Giorello e cores de José Villarrubia, e traz o personagem idoso, rei da Aquilônia e enfrentando pessoalmente uma ameaça dos pictos, tradicionais inimigos durante toda sua carreira. São 32 páginas por US$ 3,99, em formato digital e impresso.

Normal o Conan não aparecer no começo de uma história, mas sumir no meio...
© Dark Horse Comics

Já Conan the Avenger é uma adaptação do conto A Witch Shall be Born, escrito pelo criador do personagem, Robert E. Howard. O roteiro é de Fred Van Lente, com arte de Brian Ching e cores de Michael Atiyeh. As 32 páginas estão disponíveis por US$ 3,50, em formato digital e impresso.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Não tinha reparado antes, ou não tinham divulgado antes, mas a Dark Horse está avisando que Conan the Avenger está em seu arco final, ou seja, a revista está prestes a ser cancelada. Imagino que dure até o número 24, para fechar dois anos de publicação.

A esperança é que lancem outra com uma equipe nova, sendo que esta mesma substituiu Conan the Barbarian, uma exploração das aventuras do bárbaro quando mais jovem, em incomum ordem cronológica. Mas se não for o caso, que pelo menos continuem com as minisséries, muitas vezes melhores que o material mensal.

Só ficaria decepcionado se Conan cair em um limbo de não publicação, como está acontecendo atualmente no Brasil.

Fonte: Dark Horse

Tagged

Fim do mundo inglês exige preparo

Confira o trailer de The Survivalist, filme britânico pós-apocalíptico sobre um sobrevivente que acolhe outras pessoas e precisa lidar com as consequências. Deve ser lançado no mês que vem no Reino Unido e ainda não foi adquirido por uma distribuidora para a América.


© Bulldog Film Distribution

O longa foi escrito e dirigido por Stephen Fingleton, cujo currículo é composto quase exclusivamente de curta metragens, e é protagonizado por Martin McCann e Mia Goth, com Olwen Fouere. The Survivalist parece ser uma versão maior de Magpie, filmado por Fingleton em 2014 com os mesmos protagonistas e sinopse semelhante – mas com apenas 16 minutos.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Mesmo sem pesquisar a respeito ficaria óbvio que é um filme independente já pelo trailer – poucos ambientes, pouca luz, muitos close-ups, muitas cenas contemplativas, e, geralmente, ênfase no sofrimento.

O que achei realmente interessante, e duvido que seja explorado no longa, é a história por trás do colapso da civilização. Parece ter motivação puramente econômica e não uma invasão alienígena/zumbi/comunista, como um típico filme de ficção científica, o que facilita a identificação com os personagens. Ou seja, poderia acontecer com você.

Parece cansativo e opressivo, dificilmente terá um final satisfatório, mas as restrições orçamentárias às vezes forçam um diretor talentoso a criar algo de grande qualidade. Aposto que logo aparece no Netflix.

Fonte: Slash Film

Tagged

Lex Luthor perde espaço na divulgação

Os estúdios Warner Bros estão ouvindo a opinião da internet e modificando a campanha de divulgação de Batman vs Superman: A Origem da Justiça. No trailer mais recente a presença de Lex Luthor, muito criticado, foi reduzida, e novas cenas da Mulher Maravilha incluídas. A produção chega aos cinemas em 24 de março.


© Warner Bros

Nesta sequência de O Homem de Aço, Zack Snyder dirige Henry Cavill novamente como o Superhomem, desta vez enfrentando um Batman interpretado por Ben Affleck. Outros heróis da DC Comics fazem uma aparição no filme, que deverá resultar em um longa da Liga da Justiça em 2017. O roteiro é de Chris Terrio (Argo) e David S. Goyer (O Homem de Aço).

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

O vídeo é tão idêntico aos divulgados anteriormente que parece até um erro – como se alguém tivesse soltado o trailer errado antes, ou misturado a ordem deles, talvez editado esse atual usando o material base incorreto, não sei. Mas ficou bem inútil.

Normalmente não ajudaria a divulgar isso, mas hoje foi um daqueles raros momentos em que não tinha outro material disponível para comentar. Sem falar que ignorar projetos populares, apesar de parecerem uma bomba em potencial, não faz bem para a vida útil desse blog – não escrevo sobre nichos o bastante para ser independente, nem o suficiente sobre cultura pop para ser mainstream, então o jeito é manter um equilíbrio.

Fonte: Bleeding Cool

Tagged

Rinne S02 E01 chega em abril

A segunda temporada de Kyoukai no Rinne, adaptação do manga de mesmo título, será lançada em 9 de abril deste ano, informa a emissora de televisão NHK. O anime traz as aventuras do semideus da morte (shinigami) extremamente pobre Rinne Rokudo e a médium Sakura Mamiya, e foi criado por Rumiko Takahashi, mais conhecida pelo manga de tema semelhante InuYasha.


© NHK

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Rinne traz o excelente humor da Rumiko Takahashi sem qualquer semblante da seriedade de InuYasha. É até um pouco surpreendente o quanto desarmam qualquer tipo de tensão, mesmo quando usando uma trama que leva a um conflito final, sempre acaba em palhaçada. Mas isso não é uma crítica – carregam uma temporada inteira nesse formato e o treco nunca fica chato ou frustrante.

E parece estar fazendo sucesso, já que essa segunda temporada já havia sido anunciada dentro do próprio anime, no último episódio, exibido há alguns meses. Depois de ver tantas comédias de ação serem massacradas pela crítica este ano, talvez caiba a Rinne salvar 2016.

Fonte: Anime News Network

Tagged
Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 148 other followers