Netflix reúne excelente dupla em filme sobre roubo

Ben Affleck (Batman) retorna aos filmes de roubos complexos com Triple Frontier, uma produção exclusiva do Netflix. Ele protagoniza ao lado de Pedro Pascal, Charlie Hunnam, Oscar Isaac e Garrett Hedlund, como um grupo de agentes especiais que resolve enriquecer roubando dos traficantes que combatem. Lançamento em março, para assinantes do serviço de streaming.


© Netflix

A direção é de J. C. Chandor, que tem em seu breve currículo os elogiados Até o Fim e O Ano Mais Violento. Divide os créditos de roteirista com Mark Boal, que escreveu os multipremiados Guerra ao Terror e A Hora Mais Escura.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

O trailer não convence, mas o currículo do diretor/roteirista e do roteirista me vendeu completamente. Adoro “Até o Fim”, filme sobre um Robert Redford náufrago sendo surrado pelo oceano durante quase duas horas, recomendando-o sendo que me pedem sugestões (algo cada vez mais raro) e também apreciei bastante A Hora Mais Escura, suspense político/filme de guerra sobre o assassinato de Osama Bin Laden.

Podem não ter recrutado o melhor elenco possível (exceto pelo Oscar Isaac), mas duvido que o limitado talento de seus astros atrapalhe demais a produção. Espero que um roteiro magnífico carregue o filme e renda algumas boas horas de “cinema” no meu celular.

Fonte: Canal do Netflix no Youtube

Tagged

Anime sobre criança soldado ganha longa metragem

A série de anime Saga of Tanya the Evil vai ganhar um longa animado em fevereiro de 2019. O filme será uma continuação do programa de TV, lançado em 2017, sobre um executivo que briga com Deus após morrer, e acaba reencarnado como uma garotinha em um mundo alternativo, mantendo suas memórias. Lá, no meio de um conflito semelhante à Primeira Guerra Mundial, descobre ter um talento incomum para magia e acaba recrutado(a) para o exército aos 9 anos de idade.

45636671384_d5335e4a88_b
© Studio NuT

O filme irá focar no conflito entre a protagonista, Tanya, e a filha de um de seus inimigos, Mary Sue, também abençoada com um talento incomum para magia.

A franquia começou como uma série de livros para o público juvenil (categoria conhecida no Japão como Light Novels) em 2013, e continua sendo publicada até hoje.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Saga of Tanya the Evil, ou Yojo Senki, foi um dos pontos altos da animação japonesa em 2017. Combinando elaboradas cenas de ação, tramas cheias de estratégia, um interessante desenvolvimento de personagem e cenário pouco explorado por esta mídia. A perturbadora protagonista, uma criança com o cérebro frio e calculista de um adulto, é o elemento que faz tudo funcionar.

Não sabia ou não lembrava que iam fazer esse filme, mas parece que as informações sobre ele começaram em março, um ano após sua conclusão. Se vi algo sobre ele antes, acho que ignorei à espera de um trailer, o que ainda não aconteceu. Mas gostei tanto de saber que será uma continuação, e não apenas um remix, que resolvi divulgar. Um bom começo para 2019.

Fonte: Anime News Network

Tagged

Detetive tarado protagoniza novo anime longa metragem

A franquia City Hunter vai ganhar um novo filme em 2019, com o título City Hunter: Shinjuku Private Eyes. O protagonista é Ryo Saeba, detetive particular, assassino e assediador de mulheres que trabalha em Tóquio, atendendo a pedidos de clientes com dinheiro, enquanto sua assistente, Kaori Makimura, tenta colocá-lo na linha.


© Sunrise

City Hunter começou como um mangá nos anos 80, já tendo sido adaptado como anime e como filmes e séries com atores reais em alguns países, incluindo a França.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Adoro City Hunter. É uma combinação de humor pastelão e investigação criminal, com o primeiro superando o segundo ao longo tempo. Também dispersa algumas informações técnicas sobre a profissão do protagonista aqui e ali que vão de úteis a interessantes.

Não faço ideia como a franquia consegue permanecer ativa no atual ambiente de combate ao assédio – terão coragem de abordar este tema no filme, ou vão apenas situá-lo em décadas anteriores e ignorar tudo?

Se fizer sucesso, prepare-se para os protestos.

Fonte: Anime News Network

Tagged

Jogo espanhol produz um pequeno espetáculo visual

Será lançado amanhã (13), para PC, Mac e Nintendo Switch, o jogo de plataforma GRIS. A protagonista é uma mulher chamada Gris, que viaja por um mundo fantástico utilizando um vestido que a ajuda a superar obstáculos e enigmas. O título é desenvolvido pela estreante Nomada Studios, situada na Espanha, e distribuído pela americana Devolver Digital.


© Devolver Digital

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Ao procurar jogos interessantes para divulgar, procuro primeiro verificar em qual plataforma serão lançados (priorizando títulos para PC, pela abrangência), em seguida assistindo o trailer mais recente.

Esse GRIS me lembrou imediatamente de animações europeias, e como ficariam se transformadas em um joguinho para videogames velhos. Daí vou conferir informações sobre a produtora, detalhes técnicos e outras picuinhas – e eis que o treco é exatamente de uma empresa na Europa, criado para se adaptar às obras de um artista local.

Não é o primeiro título independente na modalidade “plataforma” que vejo, inovando tanto em arte quanto em jogabilidade. Mas todos me parecem que poderiam simplesmente rodar como um joguinho de flash, naqueles sites suspeitos que congregam milhares de opções semelhantes.

Tomara que acompanhe um artbook, para ajudar a entender essa combinação de rosto humano com corpo de homem-palito.

Fonte: IGDb

Site oficial: https://nomada.studio/

Tagged

Novo Godzilla usa todo o catálogo de monstros famosos

Godzilla II: Rei dos Monstros ganhou um novo trailer mostrando com mais detalhes os novos oponentes do lagarto radioativo: Mothra, Rodan e King Ghidorah. Encabeçam o elenco humano Millie Bobby Brown, Vera Farmiga, Sally Hawkins, Kyle Chandler, Bradley Whitford, Ziyi Zhang e Ken Watanabe. Lançamento em 31 de maio do ano que vem.


© Warner Bros

Na direção está o inexperiente Michael Dougherty, também com crédito de roteirista e no currículo X-Men 2, X-Men: Apocalipse e Superman: O Retorno. Seu colega de curtas metragens Zach Shields também assina o filme, e completa a equipe Max Borenstein, que participou no Godzilla anterior e em Kong: A Ilha da Caveira.

Godzilla vs. Kong deve ser lançado em 2020, unificando as duas franquias de monstros gigantes.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Uma coisa que ainda não vi esses filmes conseguirem fazer é explicar a participação humana nas lutas dos kaijus. Os personagens parecem tão deslocados, desmotivados e inúteis – talvez se a escala dos monstros fosse um pouco menor, ou se os humanos tivessem uma tecnologia mais avançada.

Acho que essa é a diferença que faz funcionar a trilogia animada de Godzilla, situada em um futuro distante e cheio de naves espaciais e maquinário extravagante. Pelo menos você tem a impressão que os humanos possuem alguma chance de influenciar o resultado das batalhas, chegando até a ameaçar os monstros.

O diretor deve pertencer ao círculo de amigos de Bryan Singer, com esse histórico profissional.

Fonte: IMDb

Tagged

Novo trailer mostra Capitã Marvel sorridente

Os estúdios Marvel lançaram o segundo trailer de Capitã Marvel, seu próximo filme de super-heróis e o primeiro estrelado por uma mulher. Brie Larson é a protagonista do longa, que se passa nos anos 90 mas deve conectar à personagem ao resto da franquia. Lançamento previsto para março do ano que vem.


© Disney

Também estão no elenco Jude Law, Samuel L. Jackson, Lee Pace, Djimon Hounsou, Annete Bening e Clark Gregg.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Este trailer é um exemplo perfeito do que acontece quando o marketing dá ouvidos para a internet. Acredito que abordaram todos os pontos criticados no vídeo anterior, mostrando a personagem com mais emoções e até sorrindo, justificaram sua passividade anterior com a perda de memória, deram mais coisas para ela fazer além de encarar a câmera mal-humorada, e emascularam (desculpe, humanizaram) o Nick Fury. Até explicaram porque ela bateu em uma velhinha!

E tendo atendido todas essas preocupações, criaram um trailer-muleta, que serve apenas para amparar o anterior, não mostrando nada de novo ou interessante.

Acho que a única novidade foram mais cenas com a máscara criada em CG, e ela ficou horrenda.

Havia decidido assistir às produções Marvel somente quando chegassem no Netflix, mas a Disney resolveu que vai criar seu próprio serviço de streaming, aparentemente criando conteúdo inédito com o elenco dos filmes. Estou fora.

Foi uma pena isso ter custado o cancelamento do Demolidor, mas aposto que a empresa deve estar negociando com outras editoras de quadrinhos, ou até criando algo próprio. Contanto que se mantenham longe dos efeitos visuais, talvez funcione.

Fonte: Canal da Marvel no Youtube

Tagged

Um livro gratuito sobre mundos conectados por portais

A editora Phoenix Pick lançou esta semana seu site de livros digitais com descontos de 50% até 100%. A obra gratuita que dá início ao projeto é Midnight at the Well of Souls, de Jack L. Chalker, sobre um gigantesco artefato alienígena que conecta 1.560 mundos diferentes e as forças misteriosas que estão tentando controlá-lo. O protagonista, Nathan Brazil, é um capitão de nave espacial que atravessa um portal acidentalmente e agora precisa lidar com essa ameaça, bem como com pessoas que foram transformadas em seres folclóricos.

Capa mais fraquinha, mas a gratuidade é o principal gancho
© Pheonix Pick

Na página estão em oferta as coletâneas The Promise of Space, de James Patrick Kelly, com 16 histórias no gênero “space opera”; e Dancing Through Fire, da premiada autora de horror Tanith Lee. Confira: https://www.publisherspick.com/

Os livros devem ser trocados semanalmente, e interessados podem se inscrever na newsletter da editora para receber notificações quando eles estiverem disponíveis.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Midnight at the Well of Souls parecia familiar, mas, na verdade, foi ofertado pela PP somente em 2016. Reconheci a capa imediatamente e fiz a mesma conexão que me veio à cabeça dois anos atrás: o sistema de mapas de hexágonos do RPG de mesa GURPS.

Fiquei interessado no livro do James Patrick Kelly, sujeito que me introduziu aos audiolivros (gratuitos) que narrava em seu próprio site. A qualidade era questionável, mas o preço era imbatível. A capa ficou caprichada, ainda que vinda de um banco de imagens, porém essa premissa vaga me deixa inseguro.

É isso, de volta ao playtest de Starfinder!

Fonte: Newsletter da Phoenix Pick

Tagged ,

Starfinder apresenta três classes inéditas

Três novas classes do RPG de mesa Starfinder estão em período de testes abertos até o dia 16 de janeiro. O biohacker é um cientista capaz de aplicar injeções variadas em seus aliados ou inimigos; o vanguard é um guerreiro especializado em combate corpo a corpo; e a witchwarper é uma usuária de magias que puxa seus poderes de outras dimensões. O conteúdo está disponível gratuitamente na página https://paizo.com/starfinderplaytest

Fazia tempo que não via essa arte – mas não tem nada a ver com as classes
© Paizo

O material será incluído no livro Starfinder Character Operations Manual, com previsão de lançamento no segundo semestre de 2019. Ele também deve incluir opções inéditas para as outras sete classes já disponíveis, bem como alternativas para as principais raças do jogo.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Na véspera do lançamento havia previsto um artista marcial de mãos limpas e um mago usuário de Carisma como atributo principal, acertando em cheio duas das novidades. Mas pesquisando meus comentários especulando sobre novas classes, constato que havia descartado totalmente a ideia de um cientista, considerando a quantidade de temas e arquétipos já voltados para a área. Me enganei feio nesse ponto (mas ainda não é a classe controladora de monstros que muitos queriam – aposto que vão criar uma opção para mecânicos virarem biomecânicos e centralizarem todos os pets em uma classe só).

Porém, até agora estou me debruçando somente sobre o Biohacker, que parece fazer melhor o que meu Envoy foi especificamente construído para: curar e buffar o resto do grupo.

Acho que vou construir um personagem de cada e obrigar meus filhos a jogar um cenário reciclado da Starfinder Society comigo, para ver o que esse trio é capaz de fazer. Não serei cruel demais porém, e vou escolher raças otimizadas para as classes.

Até que enfim alguma novidade animadora para Starfinder! O treco andava parado demais.

Fonte: Paizo Blog

Tagged ,

Outra franquia de livros juvenis tenta a sorte em Hollywood

Os estúdios Disney divulgaram o primeiro vídeo de Artemis Fowl: O Mundo Secreto, adaptação de uma franquia literária infantojuvenil que combina fantasia e ficção policial. Kenneth Branagh é o diretor do filme, que tem lançamento previsto para agosto do ano que vem.


© Disney

Judi Dench é o nome mais reconhecível no elenco todo, seguida pelo comediante Josh Gad. O protagonista, Ferdia Shaw, está trabalhando pela primeira vez nos cinemas com este longa. Entre os roteiristas, o único não novato é Michal Goldenberg, que trabalhou em Lanterna Verde, antes de Artemis Fowl.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Mas que porcaria, huh? Estão tentando (pela sétima ou oitava vez) recriar a lucrativa magia de Harry Potter nos cinemas, mas novamente fizeram algo que parece uma paródia.

Efeitos especiais grosseiros, atuação caricata, nem um único nome no elenco principal para carregar a divulgação – fica a impressão que estão soltando o filme por falta de alternativa, após terem desperdiçado tanto dinheiro em sua concepção.

Lembro de ter lido e talvez até divulgado as intenções de grandes estúdios para essa franquia, há vários anos. Quando começou era algo razoavelmente popular, e com potencial para lucro, mas agora já está soterrada embaixo de tantos outros concorrentes na ficção para jovens adultos.

Vale pelas risadas.

Fonte: Canal da Disney Pictures no Youtube

Tagged ,

Netflix tem uma boa e uma péssima notícia para fãs de anime

O serviço de streaming de vídeo Netflix fez dois anúncios esta semana sobre seu catálogo de animação japonesa. Primeiro, vão disponibilizar aos assinantes o clássico Neon Genesis Evangelion, a partir de 2019. Neste, adolescentes pilotam robôs gigantes enfrentando alienígenas, enquanto lidam com crises existenciais e problemas familiares. Serão 26 episódios e dois filmes.


© Gainax

Segundo, estão trabalhando em uma adaptação com atores reais do anime Cowboy Bebop, com o criador da série e funcionários do estúdio que a animaram como consultores. Serão 10 episódios, mas sem detalhes sobre elenco ou trama. A série original teve 26 episódios e um filme.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Fico feliz em ver Evangelion mais uma vez distribuído em massa – acho que desde a época dos canais exclusivos de anime a série não ficava disponível com tanta facilidade. Sou um caso raro, talvez único, de pessoa que começou a assistir pelos bizarros episódios finais e daí pegou o começo da série, devido à programação cíclica da TV a cabo. Lembro de ter gostado da maluquice, e ter estranhado muito o formato convencional que assisti na sequência.

Já a adaptação live-action só me fez dar risada. Se for parecido com a abominação que cometeram com Death Note, será mais um desperdício de dinheiro, e, com sorte, a última vez que tentam algo do tipo.

Teria ficado mais contente em ver o Netflix brasileiro com o Cowboy Bebop clássico. Aproveitem para incluir Trigun também.

Fonte: Anime News Network e Canal do Netflix no Youtube

Tagged