Coletânea de Lovecraft traz livro e contos

A editora L&PM Editores publica este mês H.P. Lovecraft: Obras Escolhidas. A coletânea inclui vários contos do autor, incluindo o popular A sombra sobre Innsmouth, e até mesmo o seu único romance, O Caso de Charles Dexter Ward. São 432 páginas em formato 14 cm x 21 cm e preço sugerido de R$ 57,90.

41449854265_b6de851c2e_z
© L&PM Editores

Howard Phillips Lovecraft, falecido em 1937 aos 47 anos, popularizou o gênero de horror com elementos de ficção científica, apresentando criaturas que atravessaram o frio do espaço para se esconder nas profundezas da Terra, milhões de anos antes do homem surgir. Suas criações mais populares incluem o monstro gigantesco Cthulhu e o livro mágico Necronomicon.

O primeiro conto do volume, O forasteiro, está disponível como amostra grátis no site da editora.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Quem organizou essa coletânea entende muito bem do assunto. Esse conto acima, em minha opinião, é a melhor introdução possível ao material do autor. Curto, recheado das suas características principais, e ainda termina com uma reviravolta clássica.

A sombra sobre Innsmouth é o meu predileto, com seus extensos monólogos de caipira bêbado desdentado sobre os perigos que cercam a cidade de Innsmouth – depois que você pega o ritmo, você percebe a sabedoria por trás de suas palavras.

O Caso de Charles Dexter Ward li apenas uma vez e achei meio chatinho. Não seria uma das minhas prioridades para esta coletânea. Isso o Lovecraft tem em comum com o Robert E. Howard, seus melhores trabalhos são definitivamente contos.

A capa é meio “peculiar” para um volume de quase R$ 60 reais… vou deixar para julgar melhor quando encontrá-lo em uma livraria

Fonte: Newsletter da L&PM Editores

Advertisements
Tagged

Novo anime do criador de Denno Coil

Mitsuo Iso, criador da franquia Denno Coil vai escrever e dirigir uma nova animação sobre crianças em uma ficção científica. Chikyūgai Shōnen Shōjo vai se passar em 2045 e trazer um grupo delas lidando com um acidente em uma estação espacial. Elas precisam utilizar transmissões de áudio, redes sociais e drones para superar as crises decorrentes. Ainda não foi anunciada uma data de lançamento ou formato.

27465110187_25767ace10_z
© SIGNAL.MD

Denno Coil, primeira e até então única animação dirigida por Iso, foi lançada em 2007 com 26 episódios. A série é ambientada em 2026 e protagonizada por crianças cuja rotina é dependente de realidade aumentada, tecnologia disponível em óculos que raramente saem de seus rostos.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

É um anime visionário – os efeitos psicológicos antecipados pelo Iso já podem ser verificados nas gerações atuais, enamoradas com seus aparelhos celulares. Quando alguém finalmente produzir óculos tão avançados quanto os utilizados no anime, a juventude vai simplesmente viver em outro mundo.

E pior que o modo como utilizam a realidade aumentada na série parece extremamente divertido. Sou entusiasta dessa tecnologia, e acredito que será muito mais relevante no futuro do que realidade virtual.

Espero que seja popularizada enquanto ainda consigo mais ou menos acompanhar as essas novidades.

Fonte: Anime News Network

Tagged

Baixe Unreal Gold agora mesmo

O site de venda de jogos GOG.com está distribuindo gratuitamente Unreal Gold, pacote com o jogo de tiro em primeira pessoa original e sua expansão, durante 48 horas. O protagonista da trama estava sendo transportado a bordo de uma nave prisão, até que esta realiza uma aterrissagem forçada em um planeta infestado por alienígenas. São 47 missões para um jogador e 20 mapas para multiplayer.

28436176058_7e9d853449_c
© Epic Games

A promoção celebra os 20 anos do lançamento de Unreal, e também inclui um pacote com dois títulos Unreal Tournament e Unreal 2, com desconto de 80%, totalizando R$ 13,27. Para baixar uma cópia basta clicar no banner na página inicial da loja e ter uma conta ativa.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Você provavelmente já ouviu o termo Unreal atrelado à palavra Engine; pois esse treco acima é o começo de tudo, o “programa de computador e/ou conjunto de bibliotecas, para simplificar e abstrair o desenvolvimento de jogos eletrônicos”¹ usado por toneladas de títulos desde então. Não parece grande coisa vendo as imagens, mas pelas resenhas, a jogabilidade é o ponto alto.

Se você cavocar no GOG por informações sobre os demais jogos Unreal pode comparar o original com as continuações – a melhoria nos gráficos é surpreendente. Alguns títulos lançados atualmente parecem piores que Unreal 2, e o treco tem 15 anos.

Não tenho interesse algum em First Person Shooters (claro que peguei o Unreal Gold, por esse preço), mas fico tentando em comprar o segundo jogo, por meros R$ 5. Mas duvido que vá jogar meia hora sequer…

Fonte: Newsletter da GOG.com

Tagged

Livro da Selva ganha mais uma versão para os cinemas

Foi divulgado o primeiro trailer de Mogli: O Livro da Selva, adaptação do clássico livro infantil de Rudyard Kipling, sobre um menino criado por lobos. Andy Serkis (O Senhor dos Anéis) dirige o elenco de animais criados em computação gráfica e dublados por Benedict Cumberbatch, Cate Blanchett, Christian Bale, Eddie Marsan, Naomie Harris, Peter Mulan e ele próprio. Matthew Rhys e Freida Pinto compõem o elenco não animado, ao lado do jovem protagonista Rohan Chad.


© Warner Bros

Lançamento previsto para outubro deste ano.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Você não está lembrando errado – há menos de dois anos outro filme praticamente sobre a mesma coisa foi lançado, com o título de Mogli: O Menino Lobo, e também com um elenco de ótimos atores e atrizes dublando os animais em CGI. A diferença é que o anterior era uma adaptação do filme animado pela Disney há algumas décadas, enquanto este se atém ao próprio livro.

Outras semelhanças incluem os dois protagonistas mirins serem nova-iorquinos, e a ausência de indianos famosos no elenco principal. Até a animação no primeiro trailer parece tão horrível quanto! E pior que sequer vão ter cantorias nesse para distrair, apenas violência infantil.

Espero que não tenham gasto muito dinheiro nisso.

Fonte: IMDb

Versão digital do livro no Project Gutenberg, com ilustrações: http://www.gutenberg.org/ebooks/236

Tagged

Mais um velho teimoso na carreira de Clint Eastwood

Clint Eastwood vai dirigir e protagonizar The Mule, drama policial sobre um homem de 90 anos que trabalha como transportador de drogas (uma mula) para traficantes mexicanos. Bradley Cooper é o segundo nome a ser anunciado no elenco, interpretando um agente do DEA, organização americana semelhante às Delegacias de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal brasileira.

41364559905_52877cd142_b
© United Artists

O roteiro é de Nick Shenck, que já trabalhou com o diretor em Gran Torino, e tem experiência na área após ter escrito para o seriado Narcos, do Netflix. The Mule ainda não tem data de estreia, e por enquanto segue em pré-produção.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Fazia tempo que não divulgava nada sobre filmes que sequer saíram do papel ainda; mas gostei muito da sinopse, e ver o Eastwood protagonizando sempre é uma boa experiência.

Conhecendo a carreira recente do ator, vai ser cheio de nuances, uma reviravolta emocional e redenção para algum personagem que é menos calhorda que o restante.

E, curiosamente, quando o filme finalmente sair, é provável que o ator já tenha atingido os 90 anos. Falta pouco.

Fonte: Coming Soon

Tagged

Novo livro de Philip K. Dick questiona a realidade

A Suma de Letras vai lançar no início de junho O Tempo Desconjuntado, livro de Philip K. Dick inédito no Brasil. O protagonista Ragle Gumm vive em uma realidade alternativa nos Estados Unidos da América no ano de 1959, em que rádios não existem e Marilyn Monroe é uma desconhecida. A medida que objetos ao seu redor começam a ser substituídos por pedaços de papel com uma descrição do que eles eram, Ragle passa a questionar sua sanidade.

42155637342_e9bceac002_z
© Suma de Letras

São 272 páginas em formato 14,40 x 21,60 cm, com capa dura e preço sugerido de R$ 49,90.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Bem que achei a capa e o preço estranhos – é o único livro do K. Dick da Suma de Letras, que talvez seja um selo da Companhia de Letras em vez de uma editora propriamente dita. Acho que a Aleph é atualmente a principal distribuidora do autor no Brasil, e quase todos os volumes possuem capas semelhantes, com hachuras (exceção sendo a belíssima edição de 50 anos de Androides Sonham com Ovelhas Elétricas?).

Estou lendo Ubik, do mesmo autor, e notei alguns elementos em comum: a substituição de pedaços de realidade e o questionamento da própria sanidade. Mas em Ubik os objetos vão regredindo no tempo, trocados por equivalentes de décadas anteriores; e a loucura é encarada com muito mais naturalidade pelos personagens, acostumados a lidar com ataques psíquicos e coisas semelhantes.

Outra história do autor com estrutura parecida, porém bem mais curta, é We Can Remember It for You Wholesale, adaptada para os cinemas no longa de ação O Vingador do Futuro. Neste caso, são as memórias do protagonista que vão sendo desmontadas, encontrando camadas e mais camadas abaixo delas, piorando a situação o tempo todo. É melhor que o filme.

Fonte: Pré-vendas da Saraiva

Tagged

Novo anime continua batalha contra Godzilla

O filme animado Godzilla: City on the Edge of Battle ganhou um novo cartaz às vésperas de ser lançado no Japão, nesta sexta-feira (18). A arte apresenta os personagens sobreviventes do primeiro filme da trilogia, e as irmãs gêmeas Maina e Miana, apenas vislumbradas em uma cena pós-créditos. A franquia é distribuída mundialmente pelo Netflix, com Godzilla: Planet of the Monsters já disponível para assinantes.

40371204590_8e2817ab60_z
© TOHO Animation

A trama se passa em um futuro distante, em que a humanidade resolve voltar à Terra após tê-la abandonada nas patas de monstros gigantes durante milhares de anos. Encontram um planeta transformado pela presença de Godzilla, que modificou toda a flora e fauna à sua imagem.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Assisti ao primeiro filme no início do ano. Começa bem devagar, apresentando lentamente o cenário que mencionei acima, em seguida todos os personagens, e depois exageradamente as motivações do raivoso protagonista. Depois que finalmente encontram o monstrengo a coisa começa a andar rápido, e daí é só aproveitar o combate estratégico se desenrolando quase perfeitamente.

A reviravolta também é muito satisfatória.

Recomendo para interessados em Godzilla, mas se acostumar ao estilo anime feito em computação gráfica pode demorar um pouco.

Fonte: Anime News Network

Tagged

Filme de ação americano com astros asiáticos

Mark Wahlberg comanda um grupo policial de elite operando na Ásia no filme de ação Mile 22. Sua equipe, sob ordens de John Malkovich, devem escolar o informante interpretado por Iko Uwais (Operação Invasão 1 e 2) até um ponto de resgate, a milha 22 do título. A produção chega aos cinemas em agosto deste ano, e o primeiro trailer acaba de sair:


© STX Entertainment

Peter Berg é o diretor, repetindo a parceria com Wahlberg pela quarta vez. O roteiro foi escrito pela iniciante Lea Carpenter e por Graham Roland, em seu primeiro filme para os cinemas, mas com experiência prévia em televisão.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Pela sinopse parecia um filme de espionagem, gênero que não cubro por aqui, apesar de assistir com alguma frequência. Mas assistindo o trailer fica óbvio que é pura quebradeira entre policiais e policiais corruptos + bandidos, com o protagonista de The Raid exibindo suas proezas marciais livremente.

Tem uma tonelada de coisas acontecendo, e pelo que entendi a trama principal tem a ver com bombas sujas, e depois todo mundo começa a atirar e jogar granadas. Se há chances de um informante entregar seus planos, e você sabe que isso está prestes a acontecer, não seria mais razoável acelerar os planos ou alterá-los completamente, ao invés de tentar destruir um comboio norte-americano no meio da cidade?

Parece uma mistura de Sicário e Deadpool 2.

Fonte: IMDb

Tagged

Pathfinder se despede com viagem para outras dimensões

A editora Paizo lança no final de junho dois manuais sobre as dimensões alternativas do RPG de mesa Pathfinder. Planar Adventures tem cerca de 200 páginas sobre dimensões elementais, mitológicas, de sonhos e do tempo, trazendo opções para os personagens como itens mágicos, feitiços, arquétipos e façanhas dedicadas ao tema. O volume também dedica espaço às 20 principais divindades do jogo, além de introduzir monstros inéditos, inclusive três que podem ser usados na criação de personagens. O PDF custa US$ 9,99, e a versão impressa US$ 44,99.

40333039080_16726da1e9_z

41419632084_42bf109064_z
© Paizo

Distant Realms é uma exploração detalhada de seis cidades em outras dimensões, descrevendo locais interessantes e pessoas importantes de cada uma. A publicação tem pouco mais de 60 páginas e traz entre os destinos visitados Yulgamot, uma ilha no plano astral, Shadow Absalom, provavelmente situada na dimensão das sombras, e Basrakal, refúgio para criaturas extraplanares que lutam contra sua própria natureza. O PDF custa US$ 15,99, e a versão impressa US$ 22,99.

Planar Adventures é o último grande manual de regras da primeira edição de Pathfinder. A partir de agosto começa o teste aberto da segunda edição, que deve ser lançada oficialmente em 2019.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Distant Realms custa mais caro, apesar do tamanho, porque é um livro de cenário, enquanto Planar Adventures é um manual – a editora sempre vende manuais na versão digital com prejuízo gigantesco, para ajudar a popularizar o sistema. Demais livros, porém, seguem cálculo de mercado quanto a número de páginas por dólar, custo da arte, etc.

Não compro um livro oficial de Pathfinder desde o Advanced Class Guide – achei que tinha o Occult Adventures, mas nem esse peguei. Acabei gastando mais dinheiro em livros de editoras independentes, como a Dreamscarred Press e a Interjection Games. Andava meio esgotado com o tema de fantasia, onipresente em filmes e jogos eletrônicos, e estava quase parando de adquirir qualquer coisa ligada a RPG.

Starfinder me deu um ânimo novo com seu cenário maluco e combate muito mais perigoso e dinâmico (o sistema de naves espaciais precisa ser melhorado, mas estou pegando o jeito). E um pouco dessa euforia passou também para o Pathfinder 2. Não o suficiente para ler tudo que publicam nos blogs semanais, mas aguardo com curiosidade pelo material de teste, e planejo dar uma boa olhada em tudo e possivelmente mestrar a aventura pronta.

Não sei se terei dinheiro para manter o interesse em dois sistemas de RPG diferente, mas pelo menos o manual principal eu comprarei.

Por falar na Interjection Games, o dono e único funcionário dela retornou de sua ausência em busca de mais dinheiro em empregos de verdade (não deu certo) e está concluindo o livro Ultimate Onmyodo, com classes baseadas em folclore e mitologia japonesa. Gosto tanto desse material dele que quase me animo o suficiente para voltar ao Pathfinder só para usufruir dessa publicação. Quase. Talvez se fizesse uma campanha apenas com classes desta editora, seria bizarro o suficiente para me interessar.

Fonte: Paizo e Paizo

Tagged

Witcher em quadrinhos ganha terceiro volume

O selo Pixel da editora Ediouro lança no final deste mês Witcher – A Maldição dos Corvos, coletânea em quadrinhos baseada na franquia de jogos eletrônicos. A HQ é protagonizada por Geralt de Rivia e sua aprendiz Cirilla Fiona Elen Riannon, ambos caçadores de monstros conhecidos como “witchers”. São 128 páginas em formato 26 cm x 17,5 cm, pelo preço sugerido de R$ 44,90. O roteiro é de Paul Tobin e a arte de Piotr Kowalski.

Pegaram a capa mais fraquinha
© Pixel

A editora já publicou outras duas coletâneas da saga witcher, Os Filhos da Raposa e A Casa de Vidro, ambos de Paul Tobin com arte de Joe Querio.

Os livros estão disponíveis no Brasil pela Editora Martins Fontes, e os jogos podem ser adquiridos pelo site Steam.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

E apesar do título, o monstro principal, pela sinopse das cinco edições originais, é um striga, espécie de lobisomem, e não um monte de corvos.

Li alguns livros da franquia Witcher e joguei um pouco do primeiro jogo – ela aproveita mitologia europeia influenciada pelo Tolkien, mas com o pé muito mais firme no chão. Ou seja, todo mundo é meio babaca ou cafajeste, e raramente você encontra uma situação clara de bem contra o mal. Geralt é obviamente um herói para o leitor, mas em seu mundo ele é apenas um monstro menos perigoso que os demais, tolerado por se livrar de incômodos bizarros.

Dei uma parada na leitura por dois motivos: o último volume que li, acredito que foi O Sangue de Elfos, não passa de um prelúdio gigante para os livros seguintes, sendo bem lento e desapontador; o outro motivo é que são muito caros, especialmente com o dólar tão valorizado. Na verdade, sairia mais barato comprar algumas das edições impressas que vi na Saraiva do que a versão digital na Amazon americana.

Como consequência, a única Ciri que conheço é a pirralha recém encontrada por Geralt, atualmente sendo treinada para usar seus poderes absurdos. Enquanto isso, todo os fãs da franquia em versão videogame conhecem ela como a witcher capaz de se teleportar e trucidar monstros com eficácia sem igual. Dá vontade de retomar a leitura e ver se ela acaba assim no original também, mas minha carteira chora em desespero só de pensar. E não baixam o preço de modo algum.

Fonte: Pré-vendas da Saraiva

Tagged ,