Então é natal no mundo secreto

A Funcom acaba de lançar o evento natalino de The Secret World. Os jogadores vão passar por uma missão de investigação usando elementos da Flauta Mágica de Mozart, os restos mortais de São Nicolas e conspirações maçônicas. Quests antigas de Natal também serão reativadas.


© The Secret World

Novos pets, chapéus e roupas serão incluídos no jogo, como recompensas das missões e à venda na loja online. O conteúdo natalino fica disponível até o dia 5 de janeiro.

The Secret World é um MMORPG de horror moderno, onde personagens com poderes sobrenaturais enfrentam todo tipo de monstro e conspiração. Não existe cobrança de mensalidade, mas é necessário comprar o jogo. Atualizações são lançadas periodicamente, ao custo de 10 euros cada, trazendo novos mapas, missões e sistemas.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

O Issue #8 de TSW trouxe o novo sistema de augments, onde você precisa fazer missões em salas virtuais, ganhar recompensas, montá-las gastando um monte de itens e torrar vários pontos de habilidade. Para quem não tinha a atualização, era possível jogar em apenas um cenário e ir juntando lentamente o material necessário (cooldown de 18 horas para cada sessão). Nunca encontrava alguém para jogar em equipe, então resolvi comprar a atualização.

Encontrei uma pessoa para jogar em dupla, apanhamos de criar bicho, fracassamos no cenário. Depois jogamos na dificuldade mais ridícula e até que deu certo. Desde então, não encontrei mais ninguém jogando nos cenários… dá um pouco de raiva, mas faz sentido o pessoal ter ido embora, já que é uma modalidade bem restrita, pouquíssimas opções fora aumentar dificuldade. E os augments são uma piada pelo custo.

Agora (janeiro?) provavelmente vou comprar o Issue #9, porque acredito que conseguirei encontrar gente em Kaidan, o mapa japonês de TSW. Isso e porque adoro coisas japonesas, então estou bem curioso. Mas se o lugar também estiver vazio, vou ficar desanimado. Estarei no servidor mais deserto? Ou é uma decadência generalizada? Continuo ajudando na divulgação, já que é o único MMO que jogo atualmente, mas é desanimador.

Pelo menos Shadowrun Returns está divertido, apesar de não ter uma opção multiplayer.

Fonte: The Secret World

Tagged

Caçadores de gigantes em Pathfinder

A Paizo acaba de lançar o Pathfinder Player Companion: Giant Hunter’s Handbook, um manual com várias opções para construir personagens caçadores de gigantes. São novas características, façanhas, arquétipos, equipamentos, magias, itens mágicos, e conselhos. O pequeno livro, de 32 páginas por US$ 8,99, também serve como prévia à campanha Giantslayer, série de seis aventuras que será publicada no primeiro semestre de 2015.


© Paizo

Pathfinder é um dos sistemas de RPG mais popular atualmente, criado há anos como uma versão alternativa de Dungeons & Dragons 3.5, mas modificado através de testes com usuários e expandido. Todos os livros são lançados em versão PDF e boa parte também é impressa.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Não costumo comprar os Player Companions da Paizo, já que são curtos demais pelo preço (exceto quando estão em oferta), apesar de geralmente trazerem temas bem interessantes. Esse me deixa particularmente tentado. Será que vão incluir regras específicas para enfrentar gigantes do tamanho de prédios? Atingi-los em partes específicas do corpo, escalá-los, atacar pontos vitais? Algo no estilo Shadow of the Colossus, ou Attack on Titan.

Infelizmente já estou com o NPC Codex engatilhado, aguardando apenas a verba extra de final de ano para pagar o cartão de crédito. Eu sei que a informação está disponível no PRD, mas além de apoiar a empresa com minha compra, também terei acesso à toda a arte – preciso dela para fazer miniaturas de papel para os jogos com meus filhos.

E pior que estou pensando seriamente em comprar o Giantslayer. Por outro lado, queria ter comprado o Iron Gods e aquele outro adventure path baseado em Osirion também. Mas preciso evitar cometer (ainda mais) o velho erro: comprar demais e usar de menos. Minha gigantesca coleção de AD&D que o diga.

Fonte: Paizo Blog

Tagged

Seriado de Arthur C. Clarke ganha mais elenco

Julian McMahon (Quarteto Fantástico) é o primeiro nome conhecido em Childhood’s End, mini-série do canal Syfy que adapta o livro Fim da Infância, de Arthur C. Clarke. Na trama, a humanidade vive em uma aparente utopia, mas sob domínio de misteriosos alienígenas. O programa deve ser lançado no ano que vem.


© Fox

O episódio piloto tem roteiro de Matthew Graham (Life on Mars e Doctor Who), com direção de Nick Hurran (Sherlock e Doctor Who).

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Complicado falar sobre esse projeto sem dar uma sinopse extremamente vaga. Ainda não li o livro e sequer me aprofundei no tema, mas já descobri acidentalmente a reviravolta (provavelmente) mais importante e outros detalhes que vão prejudicar minha experiência.

Se for pensar bem, acho que só li duas odisséias do Clarke até hoje, a 2001 e a 3000 (3001? Algo assim) e mais coisa alguma. Estou bem relapso quanto a este mestre da ficção científica. O Isaac Asimov também não li quase nada. Mas Frank Herbert e Robert Heinlein já li vários. Acho que prefiro os clássicos mais sombrios do que os idealistas.

Fonte: Deadline

Tagged

A dublagem de Final Fantasy XV

A sucursal da Square Enix no Reino Unido lançou uma versão dublada em inglês do trailer de Final Fantasy XV. O vídeo não traz imagens novas, mas apresenta bem as vozes dos principais personagens. O jogo será lançado para Playstation 4 e Xbox One, ainda sem data definida.


© Square Enix

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Algumas vozes boas, algumas horríveis, nada que faça alguém deixar de comprar ou ficar com vontade de comprar – é apenas mais uma comodidade para quem não gosta de legendas em seus cinematics, ou cansa dos mesmos gritinhos a cada golpe.

Curiosamente a qualidade dos dubladores americanos para projetos de menor visibilidade (qualquer coisa fora de desenhos animados na TV aberta) é bem questionável – se comparados aos profissionais brasileiros, então, passam vergonha. Para ter uma ideia, estava assistindo Guardiões da Galáxia pela quarta vez nesse final de semana, quando finalmente consegui colocar a versão legendada. Para minha surpresa, as vozes nacionais são quase todas melhores que as originais (o Yondu e sua gangue… bem…). Principalmente a do Rocket Racoon. E estamos falando de um filme milionário, com atores conhecidos.

Ou um exemplo mais próximo da realidade, compare as versões dubladas de Samurai X em inglês e português (Youtube!). Não parece ser o mesmo desenho, tamanha a diferença de talento.

Fonte: Anime News Network

Tagged

Mais divulgação de Better Call Saul

Better Call Saul, prelúdio a Breaking Bad vai ser lançado em fevereiro no canal americano AMC e pelo Netflix. Após um trailer recente, o programa ganhou uma arte com o protagonista Bob Odenkirk, disponível abaixo.


© AMC

A história se passa seis anos antes de Saul ser contratado pelo maior traficante do mundo, quando ainda usava o nome de Jimmy McGill. O programa vai mostrar como ele se transforma no advogado de criminosos Saul Goodman, misturando drama e humor sombrio. Duas temporadas já estão encomendadas, a primeira com 10 episódios e a segunda com 13.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Gigantescas expectativas para esse programa, como já mencionei (e provavelmente sempre o faço) no post anterior. Ainda não vi algo que justificasse minhas esperanças, porém. O trailer mesmo parecia um trecho qualquer de Breaking Bad – se por um lado é bom ver que preservaram o mesmo tom, por outro, uma continuação muito parecida, sem os protagonistas, dificilmente vai funcionar.

Bom, dois meses e descobriremos. Espero que venha pelo menos um trailer mostrando a real identidade desse programa.

Fonte: Coming Soon

Tagged

Witcher III adiado em três meses

The Witcher III: Wild Hunt foi adiado de fevereiro para maio de 2015, informa a desenvolvedora CD Projekt Red. Não foram citados motivos específicos, exceto pela correção de “bugs” e de “detalhes”. Esta é a segunda vez que as aventuras de Geralt of Rivia são adiadas desde que o título foi anunciado e prometido para 2014. O jogo está à venda no site www.gog.com, bem como seus antecessores.


© CD Projekt RED

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

É uma pena para a credibilidade da empresa, mas ela ainda tem bastante para desperdiçar. Do ponto de vista de relações públicas (que é o que eu faço na prática, apesar de chamarem de assessoria de comunicação no Brasil) é um terror, principalmente quando anunciam uma data com toda certeza do mundo, com o co-fundador da empresa se gabando, e logo depois precisam aplicar os velhos argumentos de reajuste gerencial, alinhamento de objetivos, providenciar a melhor experiência possível para o cliente e tal. Brrrrr.

Agora é perigoso anunciar uma nova data e correr o risco de precisar adiá-la novamente, mas adiar indefinidamente provavelmente prejudicaria ainda mais a imagem da empresa e do jogo.

Sinceramente, prefiro a política da Blizzard quanto aos seus próprios games: “estarão prontos quando estiverem prontos e não antes disso”. Daí lançam o treco de surpresa. É claro que isso só funciona porque a empresa é quase tão popular quanto seus títulos, pouquíssimos outros consegue aproveitar essa estratégia.

Concluindo, gosto do primeiro Witcher, do gog.com e das práticas da CD Projekt Red, sou praticamente fã da empresa. E estou mais interessado mesmo é no jogo Cyberpunk 2085 (87? 93? Não lembro) que estão desenvolvendo.

Fonte: GamesIndustry

Tagged ,

Primeira arte do novo Livro da Selva

Com o elenco principal definido, a Disney Pictures começou a campanha de divulgação de Mogli: O Menino Lobo, versão com atores reais de O Livro da Selva, clássico literário e animado. A primeira imagem é uma arte conceitual do protagonista caminhando pela selva, acompanhado da pantera Bagheera (voz de Ben Kingsley). Lançamento em outubro de 2015.


© Disney

Mogli é uma criança humana criada pelo casal de lobos Lupita Nyong’o e Giancarlo Espósito, até que precisa partir de sua casa após o tigre Shere Khan (Idris Elba) ameaçá-lo. Em sua jornada encontra a pantera acima mencionada, o urso Baloo (Bill Murray), a serpente Kaa (Scarlett Johannsson) e o orangotango Rei Louie (Christopher Walken). O protagonista mirim será interpretado pelo novato Neel Sethi, provavelmente o único ou um dos únicos atores reais no longa. Jon Favreau dirige com roteiro de Justin Marks (Street Fighter: A Lenda de Chun-Li).

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Notaram que um nome ali em cima (fora o do menino-lobo) não se encaixa junto aos demais? Um bando de gente ou premiada ou responsável por alguns bilhões de bilheteria reunidos para fazer um nova versão de um clássico. E daí contratam o roteirista de A Lenda de Chun-Li. Mwahahaha.

Esse cara deve ter um dossiê sobre algum chefe de estúdio ou algo assim. Não tem absolutamente nada digno de nota em seu currículo, e de repente está ligado a esse Jungle Book 2015, Esquadrão Suicida (outro de elenco milionário), Top Gun 2 e a adaptação do videogame Shadow of the Colossus.

Ou então andou fazendo um ghost-writing muito impressionante para outros roteiristas, e agora estão pagando favores, ou apenas reconhecendo o potencial. Insanidade.

Fonte: Slash Film

Tagged

Doctor Who tem participação do bom velhinho

Neste mês, como em anos passados, a BBC vai exibir um episódio natalino de Doctor Who, e o primeiro teaser acaba de ser publicado pelo canal:


© BBC

Peter Capaldi interpreta o alienígena conhecido como Doctor, um dos últimos da espécie timelord (repleto de poderes e tecnologias ligadas à viagens no tempo), Jenna Coleman é sua assistente humana e Nick Frost será o próprio Papai Noel.

No Brasil o programa está disponível pelo Netflix e já foi exibido na TV Cultura.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Inacreditável! Não apenas ainda não assisti qualquer episódio protagonizado pelo Capaldi, como também ainda não vi sequer o episódio final do Matt Smith. O Netflix agiu tão rápido com o episódio de 50 anos, mas desde então não colocaram mais nada no ar. Pior que outros programas da BBC lançados depois já estão disponíveis, mas nem sinal do Doctor.

Fonte: Bleeding Cool

Tagged

Seriado de Shyamalan ganha lançamento mundial

O canal Fox está promovendo um lançamento internacional múltiplo para seu seriado de televisão Wayward Pines. 125 países vão assistir ao primeiro episódio do programa no dia 14 de maio do ano que vem, ocasião inédita na história de séries de TV, de acordo com a empresa. M. Night Shyamalan (Sexto Sentido) é o produtor executivo e diretor do piloto.


© Fox

Matt Dillon é um agente do Serviço Secreto americano investigando o desaparecimento de dois policiais federais na cidade de Wayward Pines. Ele aparentemente fica preso lá, onde descobre uma situação mais misteriosa do que imaginava. Também estão no elenco Terrence Howard, Toby Jones, Carla Gugino, Melissa Leo e Juliette Lewis.

O programa é baseado no livro homônimo de Blake Crouch, inédito no Brasil.

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Fiquei tanto tempo sem ler novidades sobre o projeto que já acreditava ter sido cancelado ou colocado na fila de lançamentos discretos. Mas ao invés disso estão planejando um escarcéu inédito – imagino que o Brasil esteja contemplado na lista. Se este blog fosse um emprego de verdade, ligaria para a assessoria da Fox brasileira pedindo mais informações, e até choraria por uma entrevista. Saber se vão traduzir o título e tal, se alguma editora se interessou pelo livro, se vão organizar eventos. Mas como é apenas um exercício de escrita, vou aguardar o surgimento de press releases mesmo.

Comprei o livro há meses em um Kindle Daily Deal (a Amazon gosta tanto desse universo de Wayward Pines que até incluiu-o no seu Kindle Worlds, iniciativa de fan fiction com autorização oficial). Ainda não li, mas já acabei sabendo boa parte da trama devido à divulgação excessiva. Digamos que é bem no estilo do Shyamalan.

Fonte: Deadline

Tagged

O dia a dia de vampiros modernos

What We Do in the Shadows é uma comédia filmada em estilo de documentário sobre um grupo de vampiros dividindo uma casa e suas dificuldades cotidianas. Ela é escrita, dirigida e protagonizada por Jemaine Clement (Flight of the Conchords) e Taika Waititi. Após um longo percurso em festivais, o longa deve ser lançado nos EUA em fevereiro.


© Paladin

________________________________ ◊ Opinião ◊ ________________________________

Parece hilário, mas infelizmente não deu para entender muita coisa – o sotaque do elenco inteiro está um pouco carregado demais, o bastante para perder quase toda punchline. Com uma legenda ou um áudio melhor, provavelmente teria apreciado mais.

O visual, pelo menos, está muito engraçado. Se bem que o Jemaine é hilário sem fazer nada – recomendo Flight of the Conchords, nem que ache apenas clipes perdidos por aí.

Fonte: io9

Tagged
Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 122 other followers